segunda-feira, 14 de setembro de 2020

Novidades no Chrome OS: Conheça o Lacros, que separa o Chorme do sistema operacional da Google

A Google está separando o Chrome do Chrome OS, saiba mais abaixo. Provavelmente a maior mudança no Chrome OS em toda sua história.

fonte: Android Police
"Este dispositivo não receberá mais as atualizações de software mais recentes. Considere atualizar"

Acho que você vai concordar que é um soco no estômago começar sua manhã com esta mensagem terrível em sua bandeja de notificação. Você pode ter gasto muito dinheiro na compra de seu Chromebook, e ele já está dizendo que não será mais atualizado, deixando seu dispositivo vulnerável a falhas de segurança e perdendo novos recursos interessantes do Chrome. Graças a um projeto ambicioso conhecido internamente como Lacros, seus problemas de atualização podem em breve ser uma coisa do passado.

Soa familiar? As atualizações de dispositivos têm sido um problema significativo no Android. Em outubro de 2017, a taxa de distribuição do Android era péssima - embaraçosos 0,2% dos dispositivos rodando a versão mais recente do sistema operacional. Embora a fragmentação do Android ainda afogue muitos dispositivos hoje, graças à complacência do OEM, o Project Treble do Google está fazendo uma diferença substancial no aumento da taxa de adoção do Android e estendendo ainda mais a vida útil dos dispositivos mais antigos. A Google agora quer fazer a mesma coisa com os Chromebooks, e sua resposta é Lacros.

O que é Lacros?

Lacros é uma iniciativa experimental para separar o binário do Chrome da interface do sistema no Chrome OS. Para começar, os desenvolvedores do Chrome renomearam o binário existente do Chrome no Chrome OS para ash-chrome. Eles então pegaram a versão Linux do Chrome, renomearam para lacros-chrome, refinaram seu suporte e arquitetura Wayland e tornaram-no executável no Chrome OS. Isso permite que a Google envie dois binários separados de forma independente, apesar da discrepância de versão. Por exemplo, o Chrome OS pode ser executado no OS 87, mas o binário do Chrome pode estar na versão 89.

Em suma, pense no Lacros Chrome como usar o Chrome em um desktop Linux tradicional, mas com suporte muito melhor ao Wayland.

Testando o Lacros

Quem tentou testar esse recurso quando ele apareceu pela primeira vez nos canais do desenvolvedor como uma bandeira do Chrome em abril, viu que ele colocava um ícone cinza persistente do Chrome Canary na gaveta do aplicativo que não fazia nada quando se clicava nele.

Recentemente, alguns usuários conseguiram lançar o Lacros.

Com a atualização mais recente do canal Chrome OS Canary, o navegador Lacros Chrome pode ser visto em execução no Chrome OS. Dá só uma olhada no Lacros em ação:

Um primeiro olhar para o cromo experimental do Lacros. Funciona ... na maior parte, fonte: Android Police
Como você pode ver, o Lacros Chrome funciona e se comporta como um navegador Chrome normal instalado em um sistema operacional tradicional. Definitivamente, há algumas coisas que a Google precisa trabalhar para tornar a experiência mais refinada, como o estranho flash branco, o ícone de um pinguim aleatório na prateleira e o desempenho lento. Mas o Lacros ainda está no início de seu desenvolvimento, então essas coisas são esperadas.

Por que isso é significativo

Portanto, ter duas instâncias diferentes do Chrome rodando lado a lado é legal e tudo, mas você pode estar se perguntando por que isso é tão importante. Para responder a essa pergunta, primeiro temos que ver como o Google atualiza o Chrome OS.

Atualmente, o Chrome está profundamente entrelaçado com o Chrome OS, que significa que a Google precisa compilar e enviar um pacote monolítico para os canais de atualização. Embora isso não seja um problema em si, o principal problema reside quando um Chromebook atinge o AUE, ou o fim da vida útil. Assim como em um dispositivo Android, quando seu Chromebook atinge o AUE, você perde as novas atualizações do Chrome OS. Perder uma atualização do Chrome OS também significa que o próprio Chrome também não será atualizado, o que deixa o navegador desatualizado, vulnerável e incapaz de tirar proveito das plataformas atualizadas na web.

Lacros pode ser a resposta da Google para isso. Como este binário do Chrome é distribuído separadamente do Chrome OS, a empresa pode atualizar facilmente o binário do Chrome independentemente do sistema operacional. Isso significa que, mesmo que seu Chromebook chegue ao AUE, seu navegador terá pelo menos os melhores e mais recentes recursos - e principalmente, as correções de segurança - da Google. Se você pensar bem, isso pode ter um grande impacto positivo no espaço educacional. As escolas estão comprando um grande número de Chromebooks mais antigos para os alunos usarem, especialmente agora com muitas aulas se tornando virtuais durante a pandemia global. Graças ao Lacros, os Chromebooks escolares que atingiram o AUE podem continuar a receber atualizações do Chrome para que os alunos possam continuar usando suas plataformas baseadas na web. As instituições não teriam mais que comprar outro conjunto de Chromebooks mais novos e atualizados, potencialmente economizando uma quantia muito significativa de dinheiro.

Não está claro exatamente qual caminho a Google seguirá com o Lacros. Por exemplo, não há informações sobre como os Lacros serão implantados no Chrome OS depois de implementarem esse recurso no canal Stable. Imagina-se que a Google configuraria o Chrome OS para solicitar aos usuários que instalem Lacros assim que seu Chromebook atingir o AUE, mas não há certeza. O Lacros está se preparando para ser um projeto empolgante e é bom ver que a Google está tentando estender ainda mais a vida útil dos Chromebooks.

fonte: Android Police via  Google Git

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pessoal, comentem, críticas e elogios serão bem aceitos. E eu respondo, posso demorar mas respondo. Esse velho lobo do mar tarda mas não falha!!!!

Leia antes a minha Política de Comentários.

Se quiser deixar o link de uma postagem sua, utilize o código abaixo trocando o que está escrito em letra maiúscula:

<p><abbr><em><strong>SEU NOME</strong> - último post do blog... <a href="<strong>LINK-DA-POSTAGEM</strong>"><strong>TÍTULO DA POSTAGEM</strong></a></em></abbr><p>

Artigos recentes

Related Posts with Thumbnails
Google