Postagem em destaque

Foi anunciada mais uma nova trilogia de Star Wars

Falta praticamente um mês para a estréia episódio VIII de Star Wars (Os Últimos Jedi) e os fãs nesta semana receberam uma grande novidade: H...

sábado, 18 de novembro de 2017

Crazy Links #431 - Deadpool 2



E para vocês, posto 10 crazy links interessantes desta semana!!! Confiram:

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Piadas de italiano

Que triste, a seleção da Itália não estará na Copa do Mundo do ano que vem na Rússia. A itália é uma seleção que todo brasileiro tem uma simpatia, é um povo que mais se assemelha ao brasileiro na Europa... Vamos curtir algumas piadas de italianos!

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

A Mozilla lançou o Firefox Quantum e garante que é muito rápido e consome menos memória

O novo navegador da Mozilla, o Firefox Quantum, já está disponível e dizem que ele é incrivelmente rápido... Mais rápido do que o Chrome. Bem, e o gerenciamento de memória, que é o calcanhar de aquiles do navegador da Google?

fonte: The Next Web
O navegador Firefox Quantum da Mozilla foi lançado nesta semana. Nick Nguyen, vice-presidente de produtos do Firefox, disse ao TNW o que as pessoas podem esperar da Quantum, e como ele realmente funciona sob o capô.


A Mozilla diz que o Firefox Quantum é duas vezes mais rápido do que as versões do Firefox lançadas em 2016. Além disso, e consome menos memória do seu computador, ele supostamente usa 30% menos do que a versão mais recente do Google Chrome. E a pergunta: como a Mozilla conseguiu realizar isso?

"Esta história começa há alguns anos atrás. Provavelmente, o aspecto mais exclusivo do Firefox Quantum, nosso molho secreto, é o uso de Rust, a linguagem de programação que desenvolvemos, para executar partes do navegador em paralelo (por exemplo, mecanismo CSS), utilizando múltiplos núcleos de CPU", disse Ngyuen.

Mas onde o Quantum realmente se distingue é no uso da linguagem Rust:

"Os navegadores tradicionalmente foram escritos em C++. Ao programar em C++, é bastante fácil para os programadores introduzir inadvertidamente bugs ou vulnerabilidades de segurança quando tentam criar algoritmos complexos que são executados em paralelo. A linguagem Rust nos permitiu codificar novos algoritmos que tornam a experiência da Web no Firefox Quantum super rápida e segura".

"Nós também estamos usando alguns truques extras, como priorizar as guias de primeiro plano em vez das guias que você não está olhando, ou primeiro carregar o conteúdo que você gosta, por exemplo. O artigo que você está lendo e não os elementos de design contextual (logotipo ou anúncio do site)", acrescentou.

Para enfatizar este enorme salto de desempenho, a Mozilla lançou um vídeo que mostra uma comparação lado a lado entre o Chrome e o Firefox Quantum, enquante abre dez sites populares:


Conforme Nguyen destaccou, uma grande parte do "molho secreto" que faz o Firefox Quantum funcionar tão bem é o seu novo motor CSS em folha. Ele então explica como isso funciona:

"Porque a duração da bateria é tão importante, a maioria dos computadores modernos utilizam vários núcleos de processamento para executar programas. Escrever software para múltiplos processadores é difícil por muitas razões, e não menos importante, sendo que as linguagens de programação mais populares hoje não foram criadas com o processamento multi-core em mente, exigindo que os desenvolvedores façam muita contabilidade mental para evitar erros. Com a linguagem Rust, tivemos uma mão na criação de uma linguagem de programação onde muitos dos erros comuns associados à programação para esses sistemas são simplesmente impossíveis.

Os estilos de computação para CSS são uma tarefa difícil e até agora, difícil de dividir em múltiplos núcleos devido à complexidade do trabalho. Para tirar proveito do hardware moderno mais comum, escrevemos o novo mecanismo CSS multi-núcleo, Stylo, em Rust, acelerando nosso tempo de desenvolvimento e minimizando a chance de erros
".

fonte: The Next Web
A parte mais emocionante disso é o novo mecanismo CSS, que fica exponencialmente mais rápido quanto mais núcleos que você adiciona na mistura.

"Fato divertido: O Stylo escala quase perfeitamente com o número de núcleos que você possui, então, se você tiver quatro núcleos, Stylo é quase quatro vezes mais rápido do que seria em um único núcleo de desempenho semelhante. Esse benefício é raro na maioria dos softwares", disse Nguyen.

Como é o caso dos navegadores anteriores do Firefox, a Mozilla confia que o Quantum terá um bom desempenho nas máquinas mais austeras. "Na Mozilla, somos o fabricante do navegador. É o que fazemos. Estamos aqui para tornar a web acessível a todos, e isso significa para pessoas que usam máquinas antigas também", explicou Nguyen.

"Uma das grandes coisas do Firefox Quantum é que nossa arquitetura nos permite ajustar nossa pegada com base nos recursos do sistema disponíveis do computador. Se você tem uma máquina de 32 bits com menos de 4 gigabytes de RAM, nós faremos um ótimo desempenho, assim como fazemos em um PC de jogos high-end. 30% menos de memória usada pelo navegador significa que você pode fazer muito mais coisas no seu computador ao mesmo tempo, fora do seu navegador ou no seu navegador, como ter mais abas abertas. E estas guias podem executar vídeos, gdocs ou artigos de imprensa, sem diminuir a velocidade da sua máquina."

Enquanto a maior razão para se entusiasmar com o Firefox Quantum é encontrada à espreita sob o capô, ela também vem com alguns ajustes legais bastante agradáveis, cortesia do novo Photon UI.

De acordo com Nguyen, "O Photon reflete na UI o que fizemos no motor: é rápido e super responsivo. É o que as pessoas notarão, e não seria possível sem os aprimoramentos da Quantum".

Então, como isso se traduz em uma experiência de usuário real?

"Em termos de experiência do usuário, o que importa é que se algo se sentir lento, é lento. Passamos muito tempo a trabalhar nesta percepção de velocidade e qualidade e, como resultado, temos animações suaves ao longo de uma iconografia nítida que corresponde à qualidade da exibição do seu computador.

Além disso, nós construímos o Photon com a idéia de que WebExtensions continuará a florescer e dará aos usuários a capacidade de personalizar o Firefox para o desejo do coração. Criamos espaço na interface do usuário para futuras expansões, que tanto a equipe do Firefox como os desenvolvedores de complementos possam usar.
"

Parte da estratégia do Firefox (também do Vivaldi e do Opera) para o crescimento é incluir extras de valor agregado que não adicionam nada à experiência de navegação principal, mas sim o complementam com habilidade. Nguyen não pôde deixar de mencionar um deles, Capturas de tela,

"Nós lançamos Capturas de tela no último lançamento do Firefox e usamos o nosso Photon pensando em criar o recurso, equilibrando os paradigmas de UI que as pessoas estão familiarizadas com recursos novos e novos que ganham, economizando tempo para as pessoas que usam nosso produto, os usuários acham o característica intuitiva e empoderadora", disse ele.

"Especialistas publicaram screenshots através de uma variedade de ferramentas avançadas. Em nossa pesquisa, vimos muitas pessoas usarem ferramentas como câmeras de smartphone e e-mail para salvar fotos da área de trabalho, e fico feliz em dizer que resolver esse problema resultou em quase 16M screenshots economizados desde que lançamos o recurso com o Firefox 56".

fonte: The Next Web
"O Photon reflete nosso foco implacável sobre o que é bom para os usuários, sejam especialistas em tecnologia ou simplesmente queremos fazer as coisas com um mínimo de esforço e estresse", afirmou.

Além de todos esses pontos, uma das melhores razões para experimentar o Firefox Quantum é que a Mozilla está realmente preocupada com a privacidade daqueles que usam seu software, com Nguyen dizendo: "O que também diferencia o novo navegador Firefox é que ele é compatível com o Mozilla , um sem fins lucrativos, com a missão de manter a internet aberta e acessível a todos. Não é administrado pela maior empresa de publicidade do mundo". (Uma alfinetada na Google?)

Clique neste link para baixar o Firefox Quantum.

E sim,  eu usei e é realmente rápido, quanto a memória, observando no Gerenciador de tarefas do Windows, parece que também consome menos, mas ainda eu não o usei em modo hard, isto é, várias abas ao mesmo tempo. Gostei do resultado mas amo o Chrome e espero que a Google corra para ajustá-lo.

fonte: The Next Web

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

A Amazon compra os direitos de O Senhor dos Anéis

Na segunda-feira passada, a Amazon anunciou a compra dos direitos para a adaptar Lord of the Rings (Senhor dos Anéis) em várias séries exclusivas para o seu serviço de streaming Prime Video.

fonte: The Next Web Credito: Jeff Bezos/Twitter
O mundo da fantasia agora tem mais um novo local para venerar.  A Amazon adquiriu os direitos da obra de J.R.R  Tolkien, Lord of the Rings (Senhor dos Anéis) para transformá-la em várias séries para o serviço de streaming Prime Video, e Jeff Bezos acabou anunciando a novidade em um twitter:



"Amazon Prime dirige-se para a Terramedia."

Fontes dentro da empresa disseram para a Variety em setembro que Jeff Bezos queria reforçar o perfil de seu serviço de streaming com novas séries, do tipo "Game of Thrones", e Lord of the Rings pode ser a franquia que pode tomar a coroa da HBO.

De acordo com o site Deadline, a Amazon pagou cerca de US$ 250 milhões pelos direitos da obra de tolkien, dinheiro que não cobre realmente o custo para criar a adaptação. Também tem o direito de criar uma série de spin-off , que poderia ser uma adaptação do Conto de Beren e Luthien, por exemplo.

Um porta-voz da propriedade de Tolkien disse que a equipe da Amazon "irá trazer à tela histórias anteriormente inexploradas com base nos escritos originais de Tolkien ". A declaração da Amazon diz que a adaptação irá abranger as histórias que precedem "Fellowship of the Ring". Se você estiver familiarizado com o universo estendido, sabe que isso provavelmente significa uma adaptação de "The Silmarillion", onde Tolkien documentou muito bem tudo o que você nunca pensou que queria saber sobre a Terramedia.

Independentemente do que a Amazon escolha por adaptar, certamente não vai se machucar com o material. E quem sabe, possamos ver as aparições cinematográficas de pessoas como Morgoth, Feanor, Beren e Luthien.

fonte: The Next web via Business Insider

terça-feira, 14 de novembro de 2017

Novidade: Aplicativos que dependem dos Serviços de Acessibilidade do Android podem parar de funcionar

A Google está prestes a matar um monte de aplicativos do Android úteis que dependem dos Serviços de Acessibilidade. O motivo é a segurança de seus dados!

fonte: The Next Web
Um monte de aplicativos úteis no Android que permitem que você faça coisas como preencher automaticamente senhas, copiar conteúdo para a área de transferência e automatizar tarefas, podem em breve não funcionar em seu dispositivo móvel porque a Google está mudando as regras para acessar os Serviços de acessibilidade da plataforma, conforme relata o Android Police.

A empresa contatou os desenvolvedores de aplicativos que dependem da API dos Serviços de Acessibilidade para funções como preencher campos de texto e detectar se outros aplicativos estão abertos, para pedir que restrinjam seu uso somente para funções que ajudem usuários com deficiência. A falha em explicar a necessidade da API nesse sentido resultará na remoção do aplicativo do Google Play.

Isso é um problema para os fãs de aplicativos como LastPass, Tasker, Cerberus e Universal Copy, todos que usam a API mencionada acima. Os desenvolvedores terão que descobrir soluções alternativas para suas aplicações ou remover certas funções para evitar serem iniciados na Play Store. Alguns recursos, como a habilidade do LastPass para preencher senhas, podem fazer uso de subsídios mais recentes na última versão do Android, mas isso significa que eles não irão funcionar em dispositivos com versões mais antigas da plataforma.

O problema que a Google está tentando resolver é o risco potencial de segurança envolvido em permitir que os aplicativos leiam dados de outros aplicativos usando a API. Infelizmente, a solução pode significar funcionalidades reduzidas no Android, pois quem usa o LastPass extensivamente para preencher senhas em aplicativos e sites, e quem troca telefones a cada duas semanas para fazer reviews, não saberá como viver sem ele.

Até agora, a Google ainda não explicou como irá fazer isso.

fonte: The Next Web

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

O Twitter agora permite que seu nome de usuário tenha até 50 caracteres

Virou festa! Após dobrar o número de caracteres nas postagens, o Twitter agora permite que seu nome de exibição seja mais longo, com até 50 caracteres! Uma aberração!

Matt Navarra, diretor de Mídias Sociais do TNW brincando com o seu @nomedeusuário
fonte: The Next Web
Parece que deu a louca no Twitter. Além de aumentar para 280 caracteres para os tweets, agora está permitindo um nome de exibição também com um número maior de caracteres...


“A partir de hoje, o seu nome de exibição no Twitter pode ter até 50 caracteres! Vá em frente, adicione mais nomes no meio ou até mesmo, mais alguns emojis."

Antes, o usuário estava limitado a 20 caracteres, mas agora terá 50 para usar e abusar. Isso lhe dará espaço suficiente para saturar seu nome com o emoji, ou simplesmente deixá-lo definir seu nome de exibição para Supercalifragilisticexpialidocious, algo que  Napier Lopez, também do TNW, rapidamente fez:

fonte: The Next Web
Eu vou ser sincero, vou continuar a usar o Twitter como sempre usei, porque essas mudanças são como se fossem aberrações na plataforma. Talvez essa mudança valha para pessoas, de algumas línguas e culturas que realmente possuem nomes longos e costumam ultrapassar os 20 caracteres, mas é algo simplesmente sem sentido e desnecessário.

Tenha em mente de que essa funcionalidade vale apenas para o seu nome de exibição, e não o seu nome de usuário @. Para alterar o seu nome de exibição, dirija-se ao seu perfil, toque em 'Editar perfil' no lado direito da sua página e, em seguida, clique no seu nome atual.

O recurso parece estar ativo, então seja criativo sem ser aberrante!

fonte: The Next Web

Brincando com a comida (tiras nostálgicas)

Mais tiras nostálgicas! Garfield adora comer, mas quando tem chance, brincar com a comida também é o seu maior prazer. As tiras abaixo foram publicadas em 1985, de 11/11/85 a 17/11/85. Divirta-se!

domingo, 12 de novembro de 2017

Foi anunciada mais uma nova trilogia de Star Wars

Falta praticamente um mês para a estréia episódio VIII de Star Wars (Os Últimos Jedi) e os fãs nesta semana receberam uma grande novidade: Haverá uma quarta trilogia que será dirigida por Rian Johnson.

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Piadas de celular 2ª parte

O governo psdbista do Estado de São Paulo liberou os celulares nas salas de aula para fins pedagógicos... Será que eles realmente sabem o que acontece numa sala de aula?? O negócio é rir com mais piadas de celular!
Google