Postagem em destaque

Como instalar o Galerias, aplicativo padrão de imagens da Motorola, nos novos smartphones da empresa

Um dos aplicativos nativos do Moto G que sinto falta é o Galerias, um visualizador de imagens que estava presente até a versão 3(2015). A pa...


quinta-feira, 21 de junho de 2018

Facebook testa opções de assinatura pagas para grupos privados

O Facebook está testando opções de assinatura pagas para grupos privados. Mas fiquem sossegados e não comecem a propagar que o Facebook vai deixar de ser grátis.

fonte: The Next Web
O Facebook anunciou ontem um programa piloto que vai permitir a cobrança dos administradores do grupo por conteúdo exclusivo aos seus membros. Em um post no blog, a empresa revelou que o teste incluiria um pequeno número de grupos nos nichos dos pais e da família, incluindo o planejamento da faculdade, preparação de refeições e limpeza doméstica.

De acordo com Sara Mueller, que iniciou um grupo de limpeza chamado Declutter My Home:

"Desde que comecei o Declutter My Home, foi motivador e gratificante ajudar outras pessoas a abrir caminho para limpar suas casas de desordem desnecessária e criar um espaço seguro e de apoio para as pessoas se unirem em torno desse objetivo comum. Com o novo grupo de assinantes Organize My Home, poderei fornecer a essa nova comunidade maneiras mais interativas de ter uma casa organizada como mini-projetos, desafios de grupo, treinamentos e perguntas e respostas ao vivo, mantendo o grupo original como uma solução robusta. comunidade para obter conselhos e motivação gratuitos."

O Facebook observa que os grupos vão continuar sendo gratuitos. Em vez disso, os administradores terão a opção de criar subgrupos premium dentro deles. Uma fonte familiarizada com o programa disse que os administradores do grupo poderão cobrar até US$ 29,99 (mensalmente) durante o piloto. Por enquanto, o Facebook não estará coletando uma parte das taxas de inscrição.

Para os administradores que executam grupos que exigem muito tempo e energia, a capacidade de monetizar seus esforços parece fazer muito sentido. Na realidade, o sucesso do piloto é quase uma conclusão inevitável. Para que o Facebook continue seus esforços para monopolizar a criação de conteúdo on-line, será necessário incentivar editores, criadores e outras pessoas a produzir o conteúdo que as pessoas atualmente visitam a plataforma para ver.

Nada mais justo que os donos de grupos possam lucrar com os seus esforços para criarem conteúdo mais relevante, mas numa rede social? Por que não um blog ou um fórum? Blogs e outros serviços já fazem isso para oferecer conteúdo extra aos seus usuários, mas será que isso poderia rolar numa rede social tão contestada quanto o Facebook? Eu vou ser sincero, não usaria o Facebook em nada que envolva dinheiro. Como é um teste piloto, a rede social verá a recepção e com certeza, vai arranjar um jeito de arrecadar grana no futuro. Os olhos de Zuck brilham!

fonte: The Next Web

quarta-feira, 20 de junho de 2018

Google lança um aplicativo de podcasts

Eu amo podcasts, e agora a Google tornou oficial o seu aplicativo de podcasts na Play Store. Porque oficial? Porque esse aplicativo já existia nativamente dentro do próprio sistema de busca, só que agora usa a IA como diferencial.

Leia: O novo aplicativo da Google para podcasts já está no seu smartphone Android

fonte: The Keyword

Ontem a empresa lançou o aplicativo Google Podcasts para Android, disponível globalmente na Play Store. Integrado com o Assistente do Google em seus dispositivos e repleto de recomendações personalizadas, o Google Podcasts foi desenvolvido para tornar mais fácil do que nunca para os usuários do Android descobrir e ouvir podcasts. E também anunciou uma parceria com especialistas do setor para melhorar a diversidade na criação de podcast e compartilhar uma ideia de como a IA pode ajudar a transformar o podcast para melhor.

Imagens do Google Podcasts, fonte: The Keyword
Recomendações mais inteligentes com o Google Podcasts

Com o Google Podcasts, você pode ouvir e se inscrever em qualquer podcast que o usuário deseja, além disso, o aplicativo usa a IA para oferecer recomendações baseadas em seus hábitos de escuta, como seu interesse por esportes ou crimes reais, ou podcasts de uma determinada rede.

O Google Podcasts sincroniza perfeitamente em vários produtos da Google, incluindo o Google Assistente. Por isso, se estiver ouvindo um podcast em seu dispositivo durante uma viagem, pode-se retomar o mesmo na sua Página inicial do Google quando chegar. Com o tempo, o Google Podcasts será integrado a mais lugares em que o usuário usa o Google.

Podcasts no Google Assistente, fonte: The Keyword

Como os podcasters podem otimizar para o Google

Com o Google Podcasts, o foco é ajudar os criadores de podcasts a atingir um público mais amplo. Para garantir a inclusão no aplicativo Google Podcasts, os criadores de conteúdo devem seguir as diretrizes de desenvolvedor atualizadas, com as quais muitos já podem estar familiarizado para outros aplicativos do Google. Na atualização de ontem, algumas novas seções abordam como:

  • Solicitar ao Google a indexação de novos podcasts o mais rápido possível
  • Gerar um link direto para o seu podcast
  • Fazer o download dos recursos da marca Google Podcasts para compartilhar em seu site
  • Acompanhar análises que vêm do Google Podcasts

Promovendo a narrativa inclusiva no podcasting

A empresa também quer aumentar a diversidade dos criadores de conteúdos em todos os sentidos. O programa criado pela empresa será guiado por um conselho consultivo de todo o mundo, com o objetivo principal de permitir o desenvolvimento e a experimentação de habilidades a partir de vozes sub-representadas, bem como cultivar idéias e processos que possam escalar em toda a indústria. Mais detalhes serão lançados em breve e a Google incentiva o criador de conteúdo a preencher este formulário on-line, caso esteja interessado.

O futuro do Google Podcasts

Como dito antes, o Google Podcasts será uma plataforma de lançamento para criar uma experiência de audição de podcast ainda melhor usando a IA. Por exemplo, como a tecnologia de fala para texto continua a melhorar, a Google irá fornecer novos recursos, como legendas automáticas, o que é especialmente útil se você tem deficiência auditiva ou em uma área barulhenta sem fones de ouvido. Com o Google Tradutor, as legendas podem ser disponibilizadas em vários idiomas, melhorando ainda mais o acesso aos podcasts.

Para experimentar essa nova experiência, vá até a Play Store e baixe o Google Podcasts.

fonte: The Keyword

terça-feira, 19 de junho de 2018

Google remove a capacidade de solicitar corridas do Uber com o Maps

Por um motivo ainda desconhecido, a Google removeu a capacidade de solicitar corridas do Uber a partir do Maps no Android. Será por causa da Alphabet ter um investimento na Lyft?

fonte: The Next Web, créditos: Uber
A versão para iOS do aplicativo perdeu esse recurso no primeiro semestre do ano passada e agora ele foi retirado da versão para Android, conforme identificado pelo Android Police.

O Google Maps há muito oferece estimativas de viagens de serviços de compartilhamento de viagens, incluindo o Uber. Felizmente, esse recurso não vai a lugar nenhum. No entanto, a capacidade de reservar viagens com o Uber a partir do Maps, que o Google lançou em janeiro de 2017, ainda continua.

A Google não ofereceu esse recurso para nenhum dos concorrentes da Uber. Ao acabar com esse recurso, o Uber fica relegado ao mesmo nível que outros serviços de compartilhamento de viagens, como o Lyft e o Gett.

Como a empresa não fez muita fanfarra sobre a mudança é difícil discernir seus motivos. O Verge aponta que a ala de capital de risco da Alphabet detém um grande investimento na Lyft. Com centenas de milhões de dólares em jogo, seria estranho que o Google Maps reforçasse um rival.

Também vale a pena notar que há um pouco de rivalidade entre a Google e o Uber, decorrente do caso de roubo do Waymo IP, que foi finalmente resolvido em fevereiro, após uma batalha judicial prolongada.

De qualquer forma, com o fim desse recurso removido do Android e do iOS, fica claro que ele não voltará. A pergunta que fica é, alguém já usou realmente esse recurso? Diga nos comentários.

fonte: The Next Web

segunda-feira, 18 de junho de 2018

domingo, 17 de junho de 2018

A Google atualiza as configurações de anúncios

A Google atualizou as configurações de anúncios para fornecer mais informações sobre como seus anúncios são segmentados, mostrando maior transparência e dando ao usuário um controle maior sobre sua experiência com os anúncios da empresa.

fonte: Android Police
A transparência e o controle sobre seus dados e sua experiência com anúncios são importantes e ao longo dos anos a Google vem ouvindo os seus usuários. E assim ela vem criando produtos e ferramentas para ajudar você a gerenciar essa experiência. As Configurações de anúncios foram criadas em 2009, um único lugar onde você pode fazer os controles de anúncios e, em 2011 e 2012, foi introduzido o Por que este anúncio? e Ignore esse anúncio, oferecendo mais transparência e controle sobre os anúncios que você vê. Em 2015, todos eles foram reunidos na sua Conta da Google, o destino da multifuncional para gerenciar suas informações pessoais, privacidade e configurações de segurança.

E nesta semana, a Google lançou as novas Configurações de anúncios, que vai facilitar o entendimento e o controle de como os anúncios são personalizados para você. Também vai oferecer mais transparência sobre por que você vê determinados anúncios expandindo o Por que esse anúncio? a todos os serviços que exibem anúncios da Google (como a Pesquisa e o YouTube) e quase todos os websites e aplicativos que fazem parceria com a empresa na exibição dos anúncios.

Entenda e controle como seus anúncios são personalizados para você

As novas configurações de anúncios mostram todos os diferentes fatores que determinam como os anúncios são personalizados para você em uma visualização. Dessa forma, é mais fácil visualizá-los rapidamente, saber mais sobre por que você vê anúncios relacionados a esses tópicos e decidir se há algum que deseja remover.

fonte: Android Police

Existem alguns fatores diferentes que podem determinar como os anúncios são personalizados para você, incluindo: estimativas de seus interesses com base em sua atividade enquanto você está conectado, informações que você adicionou à sua Conta da Google e informações de anunciantes parceiros conosco para exibir anúncios, como se você tivesse visitado o site ou se inscrevesse no boletim informativo.

fonte: The Keyword
Por exemplo, se você assistiu aos destaques de uma partida de futebol recente no YouTube ou pesquisou "campos de futebol perto de mim", talvez veja um anúncio de um par de bermudas de futebol. Se você informou que tem 40 anos, é menos provável que mostre anúncios sobre programas de estudo para estudantes no exterior. E se você visitar o site de uma de suas marcas favoritas, poderá ver um anúncio delas.

Essas informações ajudam a tornar os anúncios mais relevantes e úteis para você. No entanto, nas novas Configurações de anúncios, se você não quiser mais que a Google adapte os anúncios com base em um desses fatores, você poderá desativá-lo. Desativar um fator significa que você não receberá mais anúncios personalizados relacionados a ele nos serviços da empresa e em websites e aplicativos que fazem parceria com a Google para exibir anúncios, contanto que você esteja conectado à sua Conta da Google. Os anúncios que você vê ainda podem ser baseados em fatores gerais, como o assunto do que você está olhando ou a hora do dia, ou qualquer outro fator que ainda esteja ativado.

Por que esse anúncio? torna mais fácil entender por que você vê determinados anúncios

Por que esse anúncio? é um recurso que aparece ao lado dos anúncios e ajuda você a entender por que está vendo um determinado anúncio e oferece acesso fácil às suas configurações de anúncios. Por exemplo, se você quiser saber por que está vendo um anúncio de uma câmera, por que esse anúncio? Talvez seja porque você pesquisou câmeras, visitou sites de fotografia ou clicou em anúncios de câmeras antes. Agora, expandimos significativamente a cobertura desse recurso. A partir dessa atualização, você verá avisos Por que este anúncio? em todos os serviços que exibem anúncios da Google, como anúncios no YouTube (incluindo o aplicativo do YouTube em TVs conectadas), Google Play, Gmail, Mapas e Pesquisa. E também foi expandido para incluir quase todos os websites e aplicativos que fazem parceria com a empresa para exibir anúncios.

fonte: The Keyword
As novas configurações de anúncios e atualizações do Por que este anúncio? fornecem a você mais transparência e controle sobre a sua experiência com anúncios da Google do que nunca. Com essas melhorias, a empresa garante que o usuário navegar na Web com segurança, sabendo que tem as informações e o controle para fazer com que a Google funcione melhor para todos.

fonte: The Keyword visto antes no Android Police

sexta-feira, 15 de junho de 2018

Piadas de apelidos

E começou a copa do mundo! #VaiAlemanha, #VaiArgentina, #VaiFrança, vai todo mundo... Menos o Brasil! E a nova problematização é a falta de apelidos no elenco da seleção... Brasil, o país da problematização!

quinta-feira, 14 de junho de 2018

O Twitter lança notificações de notícias personalizadas

O Twitter anunciou ontem uma adição futura ao seu conjunto de notificações móveis. Ou seja, em breve oferecerá aos usuários atualizações de notícias personalizadas, geradas com base em seus interesses.

fonte: The Next Web
Atualmente, o Twitter oferece notificações de notícias para aqueles que querem se manter atualizados sobre o que está acontecendo em todo o mundo. Agora a empresa está expandindo isso com as atualizações personalizadas. Isso poderia oferecer uma opção melhor para todas as pessoas, que optam por não receber atualizações de notícias, pois elas sobrecarregam seus telefones com coisas que não são interessantes. Eu mesmo odeio receber atualizações de qualquer tipo, por isso desativo todas

Essas notificações terão como base os tipos de contas que você segue e nas coisas sobre as quais você faz um tweet. Ao tocar nelas você será levado para uma página selecionada com tweets e vídeos relacionados ao tópico, como se você tivesse encontrado a história na guia "Explorar".

Da mesma forma, você também verá eventos selecionados na parte superior de sua linha do tempo. Esses painéis "Acontecendo agora" já são usados ​​para esportes ao vivo, mas agora o Twitter está expandindo isso para incluir as mesmas notícias personalizadas que ele propõe para notificá-lo: "No topo de sua linha do tempo, você verá notícias relevantes para você com os Tweets e vídeos em volta.”

Mais atualizações, a serem lançadas nos próximos meses, enfatizam ainda mais as credenciais de notícias do site. O Twitter também está atualizando sua guia Explorar para incluir tópicos em vez de apenas o tipo de conteúdo, que significa que você pode classificar seus tweets por entretenimento, ciência… será que terá uma aba para “tecnologia”?

No momento, a maior desvantagem da linha do tempo básica do Twitter é a incapacidade de classificar os tweets em diferentes categorias. Se você segue algumas contas de notícias, outras fofocas e outras de humor, então tudo fica confuso em uma grande salada de tweets. O que sempre foi tanto uma fonte de charme quanto uma leve frustração. Mas se a nova guia "Explorar" for realmente detalhada o suficiente, será mais relevante para a maioria dos usuários.

As notificações de notícias personalizadas serão lançadas nas próximas semanas, enquanto a nova guia Explorar e os tweets do programa Acontecer Agora serão lançados nos próximos meses.

fonte: The Next Web via Twitter

quarta-feira, 13 de junho de 2018

Novo recurso do Google Fotos: Editar locais

Um dos mais excelentes produtos da Google, o Fotos, possui agora um novo recurso que permite a edição dos locais das fotos pela internet.

fonte: Android Police
O Google Fotos é um excelente produto por várias razões, entre as quais a excelente função de pesquisa que permite encontrar fotos com base no que está nelas, quando foram tiradas ou até onde foram tiradas. Algumas fotos, no entanto, não possuem dados de localização. Agora, o Google Fotos está lançando a capacidade de adicionar ou editar locais de fotos manualmente a partir de sua interface da web.

A opção aparece na guia info (que eu em um círculo). Se a imagem já tiver um local associado, ela poderá ser editada. Caso contrário, o Fotos solicitará "Onde isso foi tirado?" no campo de localização.

fonte: Android Police
Você pode até editar locais em lotes de fotos selecionando várias ao mesmo tempo e escolhendo a opção "editar local" no menu de três pontos no canto, o que é ótimo para catalogar essa viagem que você tirou antes que a maioria das câmeras adicionasse dados de localização às fotos padrão.

Da mesma forma que a edição de datas e horários no Google Fotos, parece que a alteração do local não altera os dados da foto, apenas os dados do Google sobre a foto. As fotos exportadas cujos locais foram editados no Google Fotos não manterão os novos dados de localização em outro lugar. Atualmente, a edição de locais está disponível apenas na internet, algo que ainda não é possível no aplicativo Fotos.

fonte: Android Police

Facebook lança a seção Memories

Facebook anunciou a seção Memories ou Memórias que vai trazer todos os seus momentos juntos em um só lugar! Esse novo recurso acaba substituindo o On This Day ou Neste Dia. Essa novidade foi lançada na última segunda-feira.
fonte: Android Police
O Facebook vai consolidar todos os seus momentos em um único lugar conveniente que se chama Memories ou Memórias, que poderá ser encontrada tanto na área de trabalho quanto no celular. Isso significa que você pode voltar e refletir sobre todas as memórias e as coisas que você compartilhou com a família e com os amigos ao longo dos anos.

Se você usa o Facebook, então provavelmente já está familiarizado com o recurso On This Day ou Neste Dia, que traz postagens, fotos ou eventos da vida para ajudar a lembrá-lo dos momentos bons ou engraçados (embora às vezes o tiro possa sair pela culatra). Memories terá algumas seções, incluindo On This Day. Você também poderá ver "friendversaries", uma maneira dolorosa de dizer quando você e um de seus amigos se conectaram no Facebook, recapitulações mensais e sazonais de memórias em apresentações de slides ou vídeos, e qualquer lembrança que você possa ter saudades que o Facebook acha que você deve estar ciente.

Para acessar o Memories no laptop ou computador, basta ir à esquerda do seu Feed de notícias ou na seção "Mais" dos aplicativos para dispositivos móveis. Ou você pode ir direto para o facebook.com/memories caso queira.

fonte: Android Police via Facebook
Google