Pesquisa personalizada

terça-feira, 25 de julho de 2017

Para Elon Musk, a IA é um risco fundamental para a existência da civilização



Elon Musk, o Tony Stark da vida real, diz que precisamos regular a Inteligência Artificial antes que ela se torne um perigo para a humanidade, em uma palestra na NGA Summer Meeting ocorrida na semana passada.

Joy of Tech - Mankind's greatest threat!

Todos já conhecem os pensamentos de Elon Musk sobre a inteligência artificial, e agora foi bem mais longe. Ele comparou o trabalho com a IA como se fosse "convocar o demônio" e advertiu mais uma vez que a tecnologia representa um risco existencial para a humanidade, em uma reunião dos governadores dos EUA na semana passada, ele repetiu esses sentimentos, mas também enfatizou algo que ele diz ser ainda mais importante: que os governos precisam começar a regulamentar a IA imediatamente.

fonte: The Verve, foto por Justin Sullivan/Getty Images
"Eu tenho exposição à IA de ponta e acho que as pessoas deveriam estar muito preocupadas com isso", disse Musk aos participantes na reunião de verão da Associação Nacional de Governadores no sábado retrasado. "Eu continuo tocando o sino de alarme, mas até que as pessoas vejam robôs indo na rua matando pessoas, elas não sabem como reagir, porque parece tão etéreo".

A solução, diz Musk, é uma regulamentação: "A IA é um caso raro em que precisamos ser pró-ativos sobre a regulamentação em vez de sermos reativos. Pois eu penso que, no momento em que formos reativos na regulamentação da IA, será muito tarde". Ele acrescentou que o que vê como  modelo atual de regulamentação, no qual os governos intervêm somente após "um monte de coisas ruins acontecerem" é inadequado para a IA porque a tecnologia representa "um risco fundamental para a existência da civilização"!

Como sempre, Musk não está falando sobre o tipo de inteligência artificial que as empresas como o Google, Uber e a Microsoft estão usando atualmente, mas o que é conhecido como inteligência artificial geral - uma entidade consciente e super inteligente, como o tipo que você vê nos filmes de ficção científica. Musk (e muitos pesquisadores da IA) acreditam que o trabalho no primeiro acabará por conduzir ao último, mas há muitas pessoas na comunidade científica que duvidam que isso aconteça, especialmente em qualquer uma das nossas vidas.

O que os pesquisadores estão preocupados é como as formas atuais de inteligência artificial estreitas e "estúpidas" podem ser abusadas. David Ha, um pesquisador que trabalha com o Google Brain, disse no Twitter em resposta aos comentários de Musk que ele estava "mais preocupado com o" aprendizado de máquina sendo usado para "mascarar atividades humanas não éticas", do que a ameaça de IA super inteligente.

François Chollet, o criador da plataforma de rede neural profunda, Keras, respondeu que, enquanto a inteligência artificial "piora algumas ameaças existentes", não ficou claro se criou novas. "Provavelmente, a maior ameaça é o controle da população em massa através de grupos de apontadores de mensagens e propaganda.Porém, [o aprendizado da máquina não] não é um requisito", disse Chollet.

Esses usos da IA são muito menos emocionantes do que o Musk está discutindo, mas ao contrário da ameaça da Skynet, eles geram problemas reais e imediatos. Algoritmos criados pela aprendizagem de máquinas já estão sendo implantados em uma série de áreas questionáveis ​​nos EUA, incluindo a ajuda na condenação dos criminosos. E os pesquisadores alertam para que a falta de interesse da administração Trump na IA (e na ciência em geral) significará que muitos aspectos deste campo emergente não obterão o escrutínio que eles merecem.

fonte: The Verge




segunda-feira, 24 de julho de 2017

Com a ajuda do Sr. Peles (tiras nostálgicas)



Mais tiras nostálgicas! Mais um show do Garfield sobre a cerca, com um convidado muito especial! As tiras abaixo foram publicadas em 1985, de 22/07/85 a 28/07/85. Divirta-se!




domingo, 23 de julho de 2017

O Photobucket e o seqüestro das imagens de seus usuários



O Photobucket é um serviço para hospedagem de imagens que era muito usado e amado pelos blogueiros, especialmente do Blogger durante os anos 2000. E eis que ao abrirem seus blogs recentemente, alguns usuários tiveram uma surpresa nada agradável.

O Photobucket simplesmente "seqüestrou" as imagens e no lugar colocou essa:


Imagine o desespero de alguns blogueiros, tendo o seu layout destruído, alguns até usavam planos de fundo com imagens hospedadas no Photobucket. Eu mesmo, aqui no Crazyseawolf's Blog, possuo muitas postagens, entre 2005 e 2010, que devem estar exibindo a imagem acima. Cerca de 1000 imagens!!!

Foi um golpe duro da empresa. No final do mês passado, o Photobucket anunciou uma mudança nos termos de uso do serviço alterando o uso das imagens em outros sites e no começo deste mês, lançou um plano especial pago para que o usuário  possa compartilhar as imagens. Agora, se você, usuário, quiser compartilhar ou incorporar suas imagens em sites/blogs, deverá pagar cerca de 400 dólares por ano!!! Um roubo ou uma chantagem? Se não acredita, olhe a imagem abaixo:

Somente o plano Plus 500 oferece incorporação em outros sites.
Ok, nada é realmente grátis na vida,  e compreendo que a quantidade de banda que é consumida é enorme e que de alguma maneira, a empresa precisa cobrar para se manter em atividade, mas ela simplesmente mudou tudo da noite para o dia e ferrou com muitos blogs e até anúncios veiculados principalmente na Amazon e no Ebay, entre outros. O mínimo que se pode esperar de uma empresa séria é um email avisando das mudanças e um prazo para que o usuário possa baixar suas imagens e hospedá-las em outro servidor.

Um detalhe: As imagens das contas gratuitas dos usuários ainda estão lá e vão permanecer. Qualquer um ainda pode hospedar suas imagens e álbuns de graça, mas não podem mais incorporá-las em outros sites na internet.

As únicas imagens que estavam no Photobucket que armazenei no Blogger nesta semana foram os selos que recebi numa época em que havia uma união e comunicação sensata de blogueiros. Era uma época mágica e esses selos representam uma era em que a blogosfera era mais humana e unida. Senti que essa memória deveria ser preservada.

O Photobucket com certeza, perdeu terreno para outros serviços gratuitos e fortes, como o GDrive e o Imgur, e a atitude tomada não caiu bem entre os usuários, que estão furiosos nas redes sociais. Mais um serviço da tão chamada internet 2.0 que pode desaparecer. Seria o princípio do fim?











sábado, 22 de julho de 2017

Crazy Links #414 - The Walking Dead Season 8





E para vocês, posto 10 crazy links interessantes desta semana!!! Confiram:




sexta-feira, 21 de julho de 2017

Piadas de inverno 2ª parte



A 7ª temporada de Game of Thrones estreou e com ela, a chegado do inverno! Coincidência ou não, essa semana esfriou bastante em Sampa! Que não caia neve nem os White Walkers!!!




quinta-feira, 20 de julho de 2017

Google adiciona um botão "seguir" para os resultados de busca e apresenta o Google Feed!



A Google adicionou um novo recurso aos cards móveis de notícias em seu aplicativo de pesquisa. É o novo botão "Follow" ou Seguir, para aqueles assuntos aos quais te interessam. Nesse sentido, é o fim do Google Now, que agora será chamado de Google Feed!

Adicionar legenda
Quem gosta e acha útil os cards de notícias móveis da Google em seu aplicativo de pesquisa ou no Launcher (Google Pixel) tem uma novidade. O serviço agora não só trará artigos relacionados a coisas que você pesquisou, mas também tópicos e acontecimentos em sua área e em todo o mundo. Um novo feed de notícias queserá chamado de Google Feed.

A Google aprimorou o seu feed com algoritmos mais poderosos de aprendizagem para melhor descobrir no que você possa estar interessado:
Por exemplo, se você for um entusiasta da fotografia, mas apenas interessado um pouco em fitness, seu feed irá mostrar isso.


Você também poderá ajustar seu Google Feed tocando no novo botão "Follow" que acompanha os resultados de pesquisa para coisas como filmes, equipes esportivas, artistas de música e celebridades. Há também  uma opção para não seguir tópicos: basta tocar em um cartão que você não gosta e indicar que não está nele.

Essa nova atualização foi lançada ontem no aplicativo Google para Android (assim como o Pixel Launcher) e iOS nos EUA e estará disponível globalmente nas próximas semanas.

O Google Feed passa a competir com o Facebook e o Twitter para quem gosta de se atualizar com as notícias. Será que decola? Já vimos o que aconteceu com as outras tentativas da empresa no ramo das redes sociais...

fonte: The Next Web




quarta-feira, 19 de julho de 2017

O retorno do Google Glass, agora voltado para as empresas



Uma das experiências mais maluca da Google, foi o Glass, um óculos de realidade aumentada que trazia informações contextuais diretamente em seus olhos. Ele agora volta com o foco nas empresas, ou em seus empregados.

fonte: The Next Web
A idéia estava um pouco antes de seu tempo e sua utilidade foi mal demonstrada aos consumidores, e como tal, não decolou. Em 2015, o programa foi transferido para sua própria entidade dentro da Alphabet para que o produto pudesse ser desenvolvido ainda mais para clientes corporativos. Agora, depois de testes extensivos, está pronto para ser comprado pela empresas.

Dois anos na (re) fabricação, o Glass Enterprise Edition está disponível através de empresas parceiras que personalizarão o software de acordo com as necessidades da sua equipe.

A lista de parceiros atualmente inclui a Augmedix, cuja versão automatiza a tomada de notas para os médicos enquanto eles interagem livremente com seus pacientes; a Upskill, que se concentra em retransmitir instruções visuais e de áudio para a mecânica da GE Aviation para que não tenham que desviar o olhar de suas tarefas quando precisam de orientação; a Ubimax, que criou uma solução para a gigante de embarque DHL que negou a necessidade dos empregados confiarem em instruções em papel para descobrir onde as encomendas vão e aumentar a eficiência em 15%.

fonte: The Next Web via Google
O novo Glass EE melhora o original com um design que é mais leve, e que se encaixa tanto na prescrição de vidro e óculos de proteção. Ele também possui um processador melhor, antena Wi-Fi, bateria (atualmente dura até oito horas) e câmera. E agora está tão assustador quanto o Spectacles do Snap porque uma luz acende-se para que outras pessoas saibam que você está gravando.

fonte: The Next Web
Essa mudança, para atender às necessidades dos usuários corporativos, tornou-se sensata em 2015 quando a Google decidiu se concentrar apenas nesse caminho. Parece ainda mais lógico agora que trouxe parceiros que podem construir soluções baseadas no Glass para atender aos requisitos de uma ampla gama de uso nas fábricas, hospitais, armazéns e fazendas.

Confira o novo site do Glass para saber mais.

fonte: The Next Blog via Glass on X Blog




Google
 
 
Template Denim, criado por Darren Delaye, customizado por Crazyseawolf.