Pesquisa personalizada

domingo, 5 de abril de 2009

15 anos sem Kurt Cobain





Eu não podia deixar essa passando em branco. Hoje faz exatamente 15 anos da morte de Kurt Cobain, líder da banda Nirvana, a principal banda do grunge, estilo de rock que surgiu no final dos anos 80 e que teve seu ápice durante os anos 90.
Rebelde, problemático, briguento, depressivo, viciado em drogas, paranóico. Qualidades essas que podem levar uma pessoa, na minha opinião, à um único fim que foi o suicídio.

Aliás sobram teorias conspiratórias sobre a sua morte. Suicídio ou assassinato? Uma delas é a de que a sua própria esposa, Courtney Love, líder da banda Hole, é que ela tinha planejado a sua morte ou até mesmo que foi ela que tinha segurado o revólver. A verdade pura é simples mesmo, é que ela morreu com o cantor. Nunca saberemos.

Mas, seguindo sempre a minha linha de raciocínio, eu não julgo a pessoa, até porque quem sou eu para julgar? Para mim o que importa é o profissional, o seu trabalho, uns gostavam, outros não. Na verdade era 8 ou 80. Confesso que às vezes eu me espelhava nas suas letras pesadas, melancólicas e sombrias, já que algumas das qualidades que eu mencionei acima sempre estiveram presentes em mim.

Como sempre digo, foi-se o homem, mas seu trabalho eternamente fica.

Confiram o especial que o IG fez sobre a morte de Cobain.

Confiram no YouTube alguns de seus sucessos junto ao Nirvana.

Fonte da imagem



Permalink:





Sobre o Autor:
Crazyseawolf Para saber mais sobre o autor deste blog, visite o seu perfil no Google+ ou este link . Para enviar uma mensagem, clique aqui . Para outras informações, leia o FAQ .



5 comentários :

  1. kurt foi um marco no Rock n' Roll...

    depois dele, o Rock nunca foi o mesmo...

    ResponderExcluir
  2. Concordo com o Fabio, se ~b fosse banadas como Green Day, Sum 41, The Offspring, Charlie Brown Jr, entre outras o rock já estaria acabado....o Triste é ver bandas como Jonas Brothers e NXEmo serem chamados de Bandas de Rock...

    ResponderExcluir
  3. Ainda escuto muito ele e como disse o primo Johnny Deep, que ele já havia tentado o suicídio outras vezes, acredito que foi mesmo suícidio, se fosse outra coisa, teriam descoberto. O movimento grunge modificou a musica americana e conseguiu influenciar vários estilos musicais, assim como pessoas e atitudes. Ele não estava preparado para algo tão grandioso. Beijus

    ResponderExcluir
  4. O título seria melhor assim:
    "Kurt não morreu"

    aieuawihewai ;)

    abs,
    Fabricio

    ResponderExcluir
  5. Fábio Carvalho: Concordo em parte. A vida e as atitudes dele são dignas do bom e velho rock, mas daí a ser um marco, já não concordo. Adoro o Nirvana, mas a grande banda realmente do grunge foi o Mudhoney, pouco conhecido, pouco divulgado.

    AndersonZ1: Mas aí eu concordo. Essas novas bandas cheias de emoboiolices e hardcore mela cueca são as verdadeiras encarnação do mal. Podem ser tudo, menos rock! É puro lixo industrial onde coloco no meio pagode, funk carioca, rap...

    Luma: É verdade mesmo. Eu faço um paralelo com jogador de futebol, que sai da favela para ganhar milhões de dólares mas não tem estrutura nem física nem emocional para agüentar o tal do sucesso.

    Fabrício (brohg): Tem razão. eu mesmo digo que Elvis, Morrison, Lennon, Mercury e tantos outros não morreram. Os leus legados permanecem vivos!!! :o)

    ResponderExcluir

Pessoal, comentem, críticas e elogios serão bem aceitos. E eu respondo, posso demorar mas respondo. Esse velho lobo do mar tarda mas não falha!!!!

Leia antes a minha Política de Comentários.

Se quiser deixar o link de uma postagem sua, utilize o código abaixo trocando o que está escrito em letra maiúscula:

<p><abbr><em><strong>SEU NOME</strong> - último post do blog... <a href="<strong>LINK-DA-POSTAGEM</strong>"><strong>TÍTULO DA POSTAGEM</strong></a></em></abbr><p>

Related Posts with Thumbnails
Google
 
 
Template Denim, criado por Darren Delaye, customizado por Crazyseawolf.