terça-feira, 22 de janeiro de 2019

Facebook está trabalhando no LOL, um hub de memes para atrair adolescentes

O Facebook está secretamente trabalhando no LOL, um hub de memes destinado a atrair adolescentes que fugiram da rede social. É a empresa tendo ser mais descolada. Mas será que vai funcionar?

fonte: The Next Web
O Facebook não desistiu de atrair adolescentes. Depois de inúmeros produtos fracassados ​​voltados para adolescentes, incluindo LOL, Facebook Watch e IGTV, parece que a empresa agora está trabalhando duro no LOL, uma espécie de hub de memes destinado a conquistar os corações e mentes dos adolescentes que fugiram para locais mais interessantes como o TikTok, Snapchat e o Instagram.

Primeiro relatado por Josh Constine, da TechCrunch, o LOL superaria a lacuna de um feed de notícias tradicional com conteúdo focado em memes onde o Facebook espera atrair a atenção dos adolescentes.

Cerca de 100 estudantes estão testando (cada um vinculado pelo NDA com o consentimento dos pais) esse novo feed que substitui a guia Watch e inclui clipes semelhantes a GIFs divididos em categorias como "For You"(Para você), "Animals" (Animais), "Fails" (Falhas), "Pranks" (Pegadinhas) e outros. Os usuários classificam o conteúdo com um dos três botões de reação: “Funny,” “Alright,” and “Not Funny” (Engraçado, Tudo bem e Não engraçado), antes de passar para o próximo em um modo de cinema com borda preta significa que ele avança para o próximo clipe.

Em cima do feed, há a seção “Dailies” (Diários?), um tipo de seleção que mostra curtas populares ou categoricamente organizadas, como o Snapchat. Se a rolagem não é sua, há um botão para reproduzir conteúdo "aleatório". Os usuários também têm a opção de mergulhar em clipes específicos da categoria em feeds como "Memes", "Pranks" e "Gaming".

Do lado de fora, a essa experiência, ou o pouco que já vimos dela, soa vazia, como uma tentativa velada de reproduzir os sucessos do Snapchat e do TikTok, tudo em um só. E diferente dessas redes,  o conteúdo, de acordo com Constine, às vezes é de semanas passadas. Para os adolescentes obcecados com a cultura dos memes, o LOL também pode marcá-lo com um logotipo "I'm old" (Sou velho/antigo).

Isso deve atrair alguns membros da geração do milênio, especificamente aqueles que não estão tão ligados à cultura de memes quanto os adolescentes ou aqueles que escrevem sobre tecnologia. Para muitos, o conteúdo pode ser uma adição bem-vinda ao enigma "Não sei o que postar" que atormenta todos os usuários do Facebook de tempos em tempos.

Acredita-se que há pouca chance do LOL atrair adolescentes em um ecossistema dominado por contas de memes no Instagram, no TikTok e no Snapchat. Até agora, Facebook ofereceu pouca informação adicional mas confirmou que estava trabalhando nesse recurso.

fonte: The next Web via Techcrunch

segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

O monstro embaixo do nariz do Jon (tiras nostálgicas)

Mais tiras nostálgicas! Algo hediondo cresce embaixo do nariz do Jon... É assustador! As tiras abaixo foram publicadas em 1986, de 19/01/87 a 25/01/87. Divirta-se!

domingo, 20 de janeiro de 2019

O aplicativo do Twitter para Android recebe um botão de timeline cronologico

Desde novembro do ano passado, o Twitter começou a testar um botão para alternar as linhas cronológicas dos tweets em destaque ou os mais recentes. Chegou no iOS em dezembro e agora no Android!

Adicionar legenda
Em novembro, o Twitter começou a testar uma opção para alternar entre algorítmicas e cronológicas no iOS, para que os usuários pudessem optar por ver os "Top tweets"(Tweets em destaque) ou os últimos tweets dos perfis que seguem (tweets mais recentes). O recurso foi lançado para o iOS no mês seguinte e está finalmente disponível agora no Android.

Para experimentar o novo recurso, basta atualizar seu aplicativo e clicar no botão ✨ no canto superior direito. Em seguida, toque em "Ver tweets mais recentes" para mudar para uma linha do tempo cronológica. Você pode voltar aos "Tweets em destaque" a qualquer momento seguindo as mesmas etapas.
Vale a pena notar que o feed cronológico inverso está disponível no aplicativo para Android desde setembro, mas você precisaria acessar as configurações para desativar a opção "Mostrar os melhores Tweets primeiro" para vê-lo. O novo botão torna muito mais fácil o acesso, e pode até encorajar você a verificar os tweets principais de vez em quando.

Agora que essa funcionalidade chegou às duas plataformas móveis, espera-se que o Twitter a traga para o site do Twitter na internet. E talvez quem sabe, apresente um recurso muito esperado pelos usuários: um botão para ditar tweets. Sonhar não custa!

fonte: The next Web

sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

Piadas de evangélicos

Misturar religião com política e com Ciência não dá certo. Infelizmente, nosso governo virou um enorme templo onde certas besteiras são ditas e todos aceitam... Menos os cientistas!

quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

O suporte ao Windows 7 vai durar apenas mais um ano

A Microsoft informou que vai acabar com o suporte gratuito para o Windows 7 dentro de um ano. É uma pena.

fonte: The Next Web
Não é surpreendente ver usuários de PC executando uma versão antiga do Windows. O Windows 7 ainda está em execução em muitos computadores, principalmente em empresas. É um sistema estável que assim como o XP, caiu nas graças dos usuários.

Infelizmente a Microsoft informou que não fornecerá mais atualizações de segurança ou suporte gratuito para o Windows 7 dentro de um ano.

O Windows 7 foi um enorme sucesso para a Microsoft. O Windows tende a entrar em ciclos bem ruins, e depois do muito criticado Vista, seu sucessor chegou como uma lufada de ar fresco. Depois veio o Windows 8, que poucas pessoas gostavam e, embora o Windows 10 fosse uma grande melhoria, o novo modelo e os anúncios integrados baseados em atualização da Microsoft tiraram muitos usuários do sistema operacional mais recente da Microsoft.

A popularidade do Windows 7 era tanta que, até poucos dias atrás, o Windows 10 conseguiu  superar o número de usuários. Mas mesmo assim, o Windows 7 ainda está instalado em cerca de 42,8% dos PCs com Windows, segundo o serviço de análises Net Applications. Isso é uma grande quantidade de computadores, e as chances são de que ainda haverá uma grande quantidade de computadores em fim de suporte em 14 de janeiro de 2020.

Com certeza a Microsoft vai forçar a mudança do sistema quando essa data se aproximar. Dito isso, é apenas o suporte gratuito que está terminando. Após essa data, a Microsoft fornecerá atualizações de segurança a um custo por mais três anos, com os preços aumentando a cada ano.

fonte: The Next Web

quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

Youtube agora mostra os posts da comunidade na página inicial da internet

O YouTube começa a mostrar postagens da comunidade na página inicial da internet, algo que já acontecia na versão do aplicativo em dispositivos móveis.

fonte: Android Police

Os recursos da comunidade do YouTube começaram a aparecer há cerca de dois anos, mas levou um ano para o recurso alcançar mais canais e começar a aparecer nos feeds residenciais dos usuários em dispositivos móveis. No entanto, na Web, essas postagens não eram tão facilmente acessíveis: você precisava acessar a página de cada canal para ver se havia alguma atualização da comunidade. Esse não será o caso por muito tempo, já que as postagens estão começando a aparecer na página inicial para alguns usuários.

As postagens da comunidade estarão sob uma nova seção apelidada de Últimas postagens do YouTube e exibidas em cima de vídeos enviados recentemente e de outras recomendações. Cada postagem recebe seu próprio cartão com botões de polegar para cima e para baixo, comentários e um estouro para mais opções. E você pode rolar para carregar mais atualizações, se você for tão aficionado.

fonte: Android Police

Quando um usuário abre a página do YouTube, espera-se que ele veja recomendações de videos ou aqueles para os quais está inscrito. Para ver postagens de comunidades ou grupos, coisas de redes sociais, já tem o Facebook e o Google +... Ops, este último vai ser fechado... Mas o que quero dizer é que misturar posts de comunidades com vídeos é uma das coisas mais irritantes que há na versão para smartphones. Cada canal já tinha uma aba específica para as comunidades e visitava lá quem quisesse, mas agora o Youtube está impondo essas postagens na página inicial.

Bola fora, Google!

fonte: Android Police

terça-feira, 15 de janeiro de 2019

O recurso de bloqueio de anúncios do Chrome será liberado para todos em Julho

O recurso de bloqueio de anúncios do Google Chrome, que vem sendo usado na América do Norte e na Europa, vai ser agora lançado no mundo inteiro a partir de julho. julho.

fonte: The Next Web
A Google intensificou sua batalha contra anúncios ruins na web ao se associar à Coalition for Better Ads e ao bloquear promos disruptivos em seu navegador Chrome na América do Norte e na Europa. Semana passada, a equipe de produtos do navegador anunciaram que o recurso de bloqueio de anúncios estará disponível para todos os usuários do Chrome no mundo inteiro a partir de 9 de julho.

Esse anúncio vem de um release da Coalition, que está aplicando seus padrões a anúncios que vão além da América do Norte e da Europa. O grupo define 12 tipos de anúncios como uma experiência intrusiva para os usuários, incluindo anúncios pop-up, anúncios de vídeo de reprodução automática com som e grandes anúncios fixos.

12 tipos de anúncios intrusivos, fonte: The Next Web
Em novembro passado, a Google disse que bloquearia todos os anúncios em sites com experiências de anúncios abusivas, caso os administradores do site não tivessem tomado medidas corretivas no prazo de 30 dias a partir do relatório. A empresa está expandindo esse programa em todo o mundo com o novo anúncio. Os administradores podem verificar uma página de relatório especial descrevendo a natureza dos anúncios abusivos e corrigi-los para garantir uma experiência de usuário não obstrutiva em seus sites.

O diretor sênior de produtos do Chrome, Ben Galbraith, disse que seus testes na América do Norte e na Europa trouxeram melhorias maciças em experiências na web:

"A partir de 1º de janeiro de 2019, dois terços de todos os editores que não eram compatíveis com os Padrões de anúncios melhores estavam em situação regular. Além disso, de milhões de sites que analisamos até agora, menos de 1% tiveram seus anúncios filtrados."

Espera-se que isso incentive os profissionais de marketing a aderirem aos padrões de anúncios da Coalizão e não criem novas maneiras de contornar as diretrizes e incomodar os usuários, pena que julho ainda vai demorar...

fonte: The Next Web

segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

domingo, 13 de janeiro de 2019

Viciado em abrir muitas abas no Chrome? Aprenda alguns atalhos interessantes!

Você é viciado no Chrome, o melhor navegador da internet? Principalmente em abrir inúmeras abas, que parece algo viciante? Pois bem, aprenda abaixo alguns atalhos úteis para alimentar esse vício.

fonte: The Next Web
O Google Chrome é indiscutivelmente o navegador mais popular do mundo. E se você é um usuário hardcore, aposto que mantem um grande número de abas abertas o tempo todo. Então, que tal conhecer alguns atalhos uteis para usar e abusar desse recurso que consome tanta memória do seu dispositivo?

Todos atalhos listados abaixo funcionam tanto no Mac quanto no Windows, lembrando que usa-se a tecla "Cmd" no Mac e tecla"Ctrl" no Windows.

Abrir e fechar abas

  • Nova aba: Cmd/Ctrl + t
  • Fechar aba: Cmd/Ctrl + w
  • Reabra a última aba fechada: Cmd/Ctrl  + Shift + t
  • Abra um link em uma nova aba, sem sair da aba atual: Cmd/Ctrl  + clique em um link
  • Abra um link em uma nova aba e mude para essa nova aba: Cmd/Ctrl  + Shift + clique em um link

Navegar pelas abas

  • Saltar para uma aba específica: Cmd/Ctrl  + 1 a 8
  • Saltar para a última aba: Cmd/Ctrl  + 9
  • Percorra as abas: no Mac, use Cmd + opção + seta para a esquerda / direita; já no Windows, use Alt + seta para esquerda / direita.

Você usa outros atalhos no Chrome? Diga nos comentários abaixo.

fonte: The Next Web

sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

Piadas de nojo

Um dos filhos do nosso presidente imbecil parece que tem nojinho de vagina, de acordo com uma namorada antiga, além do talento pequeno. Cara, o que colocaram no poder??!!??

quinta-feira, 10 de janeiro de 2019

Google Drawings (Desenhos do Google) incorporados ao Google Docs

O Google Drawings ou Desenhos do Google agora pode ser incorporado ao Google Docs e ser facilmente atualizado.

fonte: 9to5Google

Além dos Documentos, Planilhas e Apresentações do Google, o G Suite oferece outros aplicativos de produtividade, como o Formulários Google e o Google Sites. O Google Drawings ou Desenhos do Google logo apresentará uma integração aprimorada com o Google Docs, permitindo uma incorporação direta e atualizada.

No momento, os usuários precisam criar manualmente um novo desenho no menu Inserir do Google Docs. Uma janela separada é aberta para permitir que os usuários trabalhem em um arquivo do Google Drawings, com a capacidade de inserir quando terminarem de editar.

Com a nova integração, indo para "Desenho" no menu "Inserir" vai revelar uma nova opção "From Drive" que abre um seletor de arquivo do Google Drive para selecionar um arquivo existente Desenhos.

"Quando você incorpora um desenho, o desenho é colocado no documento, mas vinculado ao original no Desenhos do Google. Ao usar o botão "Atualizar", você pode atualizar o conteúdo do desenho com um clique, se forem feitas alterações no arquivo de origem. Você também pode optar por desvincular os desenhos em uma data posterior."

Uma vez incorporado, o desenho é vinculado a esse documento, com os usuários podendo atualizá-lo se forem feitas alterações na origem. Você também pode desvincular o trabalho para fazer outras personalizações e edições que não serão refletidas.

fonte: 9to5Google

Esse recurso começará a ser implantado nas próximas semanas na Web e estará disponível para todos os usuários por padrão.

fonte: 9to5Google

quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

Nova atualização do Google Podcasts dá suporte a links e melhor formatação

O Google Podcasts em sua última atualização, lançou novos recursos, como suporte a links, formatação aprimorada nas notas de episódios. A nova versão foi lançada semana passada e logo vai estar disponível para todos.

fonte: 9to5Google

O Google Podcasts foi lançado oficialmente em junho como um aplicativo para Android e com a integração com o Assistente e o Google Home. Nos últimos meses, recursos como o suporte do Chromecast e o compartilhamento mais fácil foram adicionados. A última versão renderiza links nas notas dos episódios, junto com formatação aprimorada de texto.

Quando o Google Podcasts foi lançado, ele não oferecia suporte a links e outras URLs nas notas dos episódios. As URLs são frequentemente usadas ​​pelos podcasters para incluir websites, patrocinadores, links para tópicos discutidos em programas e fornecer outras informações de contato. Essa omissão dos criadores da Pesquisa do Google foi bastante desconcertante, com a única vantagem de economizar como a página principal do programa apresenta um atalho "Visit website" no menu flutuante.

Felizmente, esse problema foi resolvido em algum momento nas últimas semanas. Quando se vai para as notas da apresentação de um episódio, o texto vinculado agora será exibido corretamente. Os links apresentam uma cor e um sublinhado padrão da fonte azul. Enquanto isso no Chrome, ao clicar em "tocar episódio" abre automaticamente sem abrir uma guia personalizada do navegador.

fonte: 9to5Google

O Google Podcasts agora também formata adequadamente as notas com espaçamento, texto em negrito e marcadores. Quando os usuários abrirem uma página de episódio pela primeira vez, levará um breve segundo para que tudo seja renderizado corretamente.

Este recurso não estava disponível no final do ano passado, mas parece estar vinculado ao Google app 8.70 e superior. Essa versão acabou de sair do canal beta sexta passada e deve começar a ser lançada nos próximos dias.

fonte: 9to5Google

terça-feira, 8 de janeiro de 2019

A próxima versão do Android pode ter modo escuro em todo o sistema

A próxima versão do Android, que já é chamada de Q (Quesadilla, Quaker??!!??), pode ter um modo escuro nativo no sistema inteiro, foi o que revelou um engenheiro da Google.

Crédito: Flicker, fonte: The Next Web
Os usuários de Android clamam há anos por um modo escuro em todo o sistema operacional, e parece que a espera está quase no fim. De acordo com um comentário divulgado no rastreador de bugs do Chromium pelo Android Police, os dispositivos que executam a próxima plataforma Android Q receberão um tema escuro para todo o sistema.

Um engenheiro da Google disse na descrição do bug que o recurso foi aprovado para desenvolvimento no Android Q:

"O modo escuro é um recurso aprovado no Q […] A equipe do Q quer garantir que todos os aplicativos pré-carregados suportem o modo escuro de forma nativa. Para enviar o modo escuro com sucesso, precisamos que todos os elementos da interface do usuário sejam idealmente escuros até maio de 2019."

fonte: The Next Web
A descrição também sugere que o modo escuro será colocado em Configurações >> Tela >> Modo Escuro. O link do rastreador de bugs, que agora está inacessível, contém até links para vários documentos internos descrevendo o recurso em detalhes.

Enquanto isso, outro commit no código AOSP sugere que o modo escuro vai requerer um arquivo de papel de parede específico e  também indicava um futuro modo escuro. O texto diz:.

"O modo escuro espera que um arquivo de papel de parede específico esteja presente no sistema de arquivos. Esse arquivo é gerado para a maioria das maneiras em que o papel de parede pode ser definido, exceto quando o recurso default_wallpaper é usado."

Todas essas evidências sugerem que a configuração do modo escuro será quase inevitavelmente apresentada no Android Q.

O Google já lançou o modo escuro para alguns de seus aplicativos populares, incluindo o aplicativo Google Phone, Contatos, Mensagens, YouTube e Google Notícias. Isso significa que é muito importante apoiar o recurso nos aplicativos que serão pré-carregados em dispositivos Android, portanto, não deve haver muitos ajustes de interface do usuário para resolver nessa frente.

O primeiro lançamento beta do Android Q pode acontecer dentro de poucos meses, já que no caso do beta do Android P foi em março do ano passado, logo quem sabe?

fonte: The Next Web

segunda-feira, 7 de janeiro de 2019

Semana nacional dos lerdos (tiras nostálgicas)

Mais tiras nostálgicas! É a semana nacional dos lerdos (ou preguiçosos), e o Garfield dá algumas dicas valiosas. As tiras abaixo foram publicadas em 1986, de 05/01/87 a 11/01/87. Divirta-se!

domingo, 6 de janeiro de 2019

Como calar silenciosamente as pessoas que você segue no Facebook, Twitter e Instagram

Você deseja poder filtrar discretamente algumas pessoas de seus feeds das mídias sociais? Há jeitos de fazer isso sem que elas saibam, aprenda como lendo este artigo.

fonte: The Next Web

Este artigo mostra de forma bem simples como fazer em questão de segundos no Facebook, no Twitter e no Instagram, as três maiores redes sem permitir que seus "amigos" tomem conhecimento.

Facebook

Todos nós temos aqueles amigos que postam muitas fotos de seus filhos, muitas mensagens religiosas irritantes, e enviam inúmeros spams em seu feed de notícias com opiniões equivocadas sobre política, ciência ou qualquer outro assunto. Felizmente, há uma maneira fácil de remover as postagens deles do feed. Basta ir ao perfil deles, clicar no botão de seta próximo ao marcador "Seguir" e clicar em "Deixar de seguir".

Como deixar de seguir o Facebook amigo, crédito: Facebook, fonte: The Next Web

Twitter

O Twitter tornou muito fácil ignorar as contas. No aplicativo ou no site para computador, vá até o perfil da pessoa que você deseja desativar, clique ou toque no menu de três pontos e escolha "Silenciar". Você ainda os seguirá (o que significa que eles podem enviar uma mensagem), mas você não verá mais seus tweets em seu feed.


Silenciar uma conta no Twitter, crédito: Twitter, fonte: The Next Web

Instagram

Existem dois níveis de silenciamento no Instagram. Se você gosta do feed de alguém, mas não se importa com o que ele tinha no almoço, você pode simplesmente silenciar suas histórias efêmeras. Para fazer isso, procure a foto do perfil deles na parte superior do seu feed, na seção Histórias, toque e segure a foto dela e toque em "Ignorar".

Se você sentir que está mudando uma conta completamente, vá até o perfil dele, toque no menu de três pontos à direita e toque em "Mudo". No menu a seguir, você pode optar por ignorar as postagens, as histórias ou as mensagens de ambos os usuários. Lembre-se de que você ainda seguirá a conta quando fizer isso.

Silenciando uma conta no Instagram, crédito: Instagram, fonte: The Next Web


fonte: The Next Web

sexta-feira, 4 de janeiro de 2019

Piadas de presidentes

Temos um novo presidente (voltamos para 1964 e com o aval do povão), logo que tal curtir piadas de presidentes, antes que a censura ataque?

quinta-feira, 3 de janeiro de 2019

Google Assistente agora pode fazer doações de caridade no Android e no Google Home

Fazer doações para a caridade é novo recurso que foi implementado no Google Assistente. Essa nova funcionalidade só funciona dentro do território americano.

fonte: 9to5Google

No início do mês de dezembro passado, a Play Store adicionou um recurso interno para fazer doações para organizações de caridade diretamente do Android. Ao mesmo tempo, o Assistente do Google adicionou tranquilamente uma maneira ainda mais simples de contribuir para as boas causas apenas com sua voz em todos os seus dispositivos inteligentes.

“Hey Google, donate to charity”("Ei Google, doe para caridade") ou “Ok Google, make a donation”("Ok Google, faça uma doação") inicia o processo de contribuição. Assistente irá pedir-lhe para nomear a organização e, em seguida, sugere doar o valor médio de 10 dólares. Os usuários podem personalizar o valor ou especificar todas essas informações no início do comando.

Por exemplo, “Hey Google, donate $10 to Red Cross” ("Ei Google, doe 10 dólares para a Cruz Vermelha") faz com que os usuários irem imediatamente para a fase de confirmação com “Donate now” ("Doe agora") ou um comando “Yes”("Sim") necessário para finalizar. Um resumo observa os detalhes precisos da transação, incluindo o nome oficial da instituição de caridade para garantir que você tenha a organização local certa.

Os usuários podem alterar o método de pagamento com o qual serão cobrados, enquanto a boa impressão está indicada abaixo.

"Organizações sem fins lucrativos não são endossadas pelo Google. Sua doação irá para a Network for Good (NFG), um fundo assessorado por doadores sem fins lucrativos dos EUA, que faz doações para instituições de caridade recomendadas. O NFG assume o controle legal exclusivo das doações e aparecerá no seu recibo."

Doações do Assistente do Google, fonte: 9to5Google

O Google Assistant Payments precisa estar ativado, permitindo reservas e outras compras com sua conta. Direcionar a "Pagamentos" na guia "Informações pessoais" das configurações do Assistente permitirá que os usuários adicionem um cartão de crédito / débito, um endereço de entrega e um método de aprovação, como senha e impressão digital.

Esta ação no Google funciona em vários palestrantes do Android e do Google Home que foi testado. No entanto, a última classe de dispositivos - até mesmo os Smart Displays - exigem que a transação seja confirmada e finalizada em seu smartphone.

As doações no Assistente foram lançadas discretamente no início de dezembro, na mesma época em que a Play Store adicionou funcionalidades semelhantes. Os dois recursos participam de doações que aparecem na Pesquisa do Google durante desastres, bem como do YouTube Giving para hospedar captações de recursos durante eventos de livestream.

fonte: 9to5Google

quarta-feira, 2 de janeiro de 2019

Google lança proteção contra spam no aplicativo Mensagens

A Google começa a implementar a "Proteção contra spam" para o cliente SMS/RCS padrão do Android, o Mensagens. O recurso está começando a ser lançado para alguns usuários.

fonte: Android Police
No início do mês passado, O Android Police identificou os primeiros sinais de que a proteção contra spam estava finalmente pronta para ser lançada no aplicativo Android Mensagens após mais de meio ano de desenvolvimento. Com base em relatórios de um punhado de informantes, esse recurso de proteção contra spam está sendo implementado gradualmente aos usuários.

fonte: Android Police
A mudança parece ser do lado do servidor e parece ser um lançamento limitado por enquanto, já que para alguns dispositivos ainda não estão disponíveis. Quando chegar ao seu dispositivo, você deverá ver uma notificação semelhante à imagem no início ao iniciar o Mensagens.

fonte: Android Police
Uma nova opção "Proteção contra spam" na seção Avançado do menu Configurações (3 pontos >> Configurações >> Avançado) também será exibida, permitindo que você alterne manualmente o recurso para ativado ou desativado posteriormente.

Anteriormente, o AP também descobriu uma seção do site de ajuda de suporte do Google, que foi publicada ao vivo de forma prematura e detalhou como o novo recurso de proteção contra spam funciona de uma perspectiva de privacidade. A versão curta é que, quando a configuração é ativada, algumas informações sobre as mensagens que você recebe (como números de telefone de entrada) são enviadas ao Google, embora não disponham de conteúdo de identificação, como seu número de telefone ou a própria mensagem. As maquinações internas não são descritas, mas presumivelmente, ele analisa esses dados estatisticamente para determinar pontos em comum entre mensagens de spam para detectá-los. Se você enviar um relatório de spam manualmente, ele ainda enviará a mensagem completa para o Google, incluindo os números de telefone do remetente e do destinatário, além do conteúdo da mensagem.

Se você estiver seriamente preocupado com as implicações de privacidade de ter o Google acessando essas informações, convém ignorar esse recurso (ou usar outro aplicativo de mensagens para começar).

Resta saber até que ponto a solução do Google pode ser eficaz contra táticas como spoofing de números, mas pelo menos, esse novo recurso contra o spam é bem vindo.

Para quem acha estranho a Google estar investido num aplicativo pra mensagens de texto, saiba que esse recurso ainda é muito ativo nos EUA, principalmente. Só aqui no Brasil, o SMS parece ter "morrido" para dar lugar ao WhatsApp ou qualquer outro aplicativo do gênero. Culpe as operadoras...

fonte: Android Police

terça-feira, 1 de janeiro de 2019

Alguns aplicativos do Android compartilham dados com o Facebook sem consentimento explícito

Um relatório da Privacy Intrnational mostra que aplicativos para Android, como o Trip Advisor, o Kayak e o Indeed, estão compartilhando dados com o Facebook sem um consentimento explícito.

fonte: Android Police

Mais um escândalo que a gigante das redes sociais vai ter que enfrentar: Um novo relatório divulgado pelo grupo de campanha Privacy International descobriu que 20 dos 34 aplicativos populares do Android estão enviando dados para o Facebook sem pedir permissão. Isso ecoa as descobertas de um relatório anterior sobre aplicativos de saúde e namoro.

Em resumo, os aplicativos identificados neste relatório, que incluem aplicativos de oração, MyFitnessPal, DuoLingo, Kayak, Indeed, Shazam, Skyscanner, Spotify, Trip Advisor e Yelp, enviam certos dados para o Facebook no segundo em que são abertos em um smartphone. As informações incluem o nome do aplicativo e o ID exclusivo do usuário na Google. Essas informações são enviadas independentemente do usuário ter ou não uma conta do Facebook, mas, se o fizerem, as informações podem ser vinculadas a um perfil, essencialmente desanunizando-as. Se você considerar o fato de que vários aplicativos estão contribuindo para o seu perfil, isso significa que o Facebook pode criar um perfil bastante preciso.

O relatório da Privacy International aponta que uma pessoa com um aplicativo de oração muçulmano, um rastreador de período, o Indeed e um aplicativo infantil pode ser identificado como provável pai/mãe muçulmano(a)/que procura emprego, mesmo que nunca tenha se identificado como nenhum desses coisas no Facebook. Além disso, alguns aplicativos estavam dando ao Facebook informações ainda mais detalhadas, e não apenas quando o aplicativo foi aberto pela primeira vez. Segundo o relatório, Kayak disse ao Facebook sobre pesquisas de voos, datas de viagem e se o usuário tinha filhos.
Alguns dos aplicativos em questão, fonte: Android Police
Além de ser extremamente antiético, esta prática também viola as regras do novo Regulamento Geral de Proteção de Dados da Europa, que foram introduzidas em maio. Os aplicativos em questão podem estar no topo por até quatro por cento da receita ou 20 milhões de euros, o que for maior, mas o Facebook também pode estar com problemas. A Privacy International descobriu que o kit do desenvolvedor do Facebook não dava a opção de aguardar a permissão do usuário antes de enviar alguns dados até pelo menos quatro semanas após a introdução do GDPR. Mesmo depois que a empresa lançou uma atualização no início do verão, ainda existem relatórios de bugs em andamento, e é claro neste relatório que muitos aplicativos ainda precisam implementar a correção.

Em resposta a este relatório, o Facebook foi conciliatório e observou que está trabalhando em um "conjunto de mudanças", incluindo uma nova ferramenta chamada "Limpar Histórico", que pode ajudar a resolver o problema desta questão atual. Enquanto isso, muitos dos aplicativos Android em questão não estão respondendo às solicitações de comentários, além do Skyscanner, que diz não saber que estava enviando dados para o Facebook.

Olhando pelo lado positivo, existem alguns aplicativos testados pela Privacy International que não transmitiram informações para o Facebook no momento em que foram abertos, tais como Candy Crush Saga, Opera Browser e Speedtest da Ookla. Espera-se que em 2019, mais aplicativos sigam pelo caminho correto e que o Facebook consiga ser um pouco melhor... SQN!

fonte: Android Police via Privacy International via: Financial Times
Google