sexta-feira, 3 de abril de 2020

Piadas de solidão

Em tempos de distanciamento social, a solidão é inevitável. E como a solidão é a minha velha companheira de guerra, eu a saúdo com piadas. Divirtam-se!

quinta-feira, 2 de abril de 2020

Novidades no Google Assistente: Controles granulados bem organizados de notificação

O Google Assistente recebe uma nova atualização que já está sendo lançada para todos contendo controles granulares e bem organizados de notificação.
fonte: Android Police
O Google Assistente não é bom apenas para responder às suas perguntas e pedidos. Também envia notificações proativas sobre voos, atualizações de transporte público, pacotes, eventos futuros e muito mais. Para personalizar quais delas você quer receber, é necessário geralmente acessar a seção Informações do aplicativo do aplicativo Google -> Notificações. Isso não é muito intuitivo e a quantidade de opções de assistente é limitada. Nessa nova atualização, a Google mudou os controles de notificação para um lugar mais proeminente, dentro das configurações do Assistente e adicionou muitas opções mais granulares.

Esquerda e meio: a interface antiga com atualizações por email. Direita: a nova interface informando notificações, fonte: Android Police
Temos também uma nova seção Notificações nas configurações do Assistente que substitui as notificações por email, que ofereciam apenas uma única alternância para e-mails. No novo menu, você verá uma página que permite acessar as configurações de e-mail antigas juntamente com uma seleção de novas entradas específicas do dispositivo. Essas configurações podem ser expandidas com um toque para mostrar mais categorias, como Ajuda com tarefas, Dicas e truques, Assinaturas e muito mais. Toque em qualquer uma dessas entradas para ver detalhes e escolher quais atualizações exatamente você deseja receber. Por exemplo, para obter ajuda com tarefas, você pode escolher se deseja obter status de entrega de pacotes, eventos, lembretes de vencimento, reservas e muito mais.

fonte: Android Police
O recurso de respostas estendidas do assistente que envia informações adicionais para o seu smartphone após a consulta também pode ser configurada agora. Você pode se livrar dos detalhes de mapas e direções, horários de exibição de filmes, atualizações de esportes e outros. Se você seguir algum tópico na Google (toque no símbolo 'mais' nos resultados de pesquisa no aplicativo Google), também poderá pular rapidamente para a seção correspondente para gerenciá-los.

fonte: Android Police
Além disso, há também uma melhora na seção de notícias do assistente. Pela primeira vez, a Google melhorou a densidade de informações e agora mostra mais fontes de relance, em vez de menos. A nova interface de grade também permite que você navegue em diferentes seções de notícias, como EUA, Mundo, Local, Negócios, Tecnologia e outras. Em vez de marcar as caixas para escolher quais fontes você deseja adicionar, você terá que favorito com estrelas agora. Você também pode finalmente procurar canais específicos, para não precisar continuar navegando pela seleção para encontrar seu provedor de notícias preferido.

Esquerda: O antigo seletor de notícias. Direita: A nova interface de grade, fonte: Android Police
Essas atualizações já estão amplamente disponíveis e foram implementadas no lado do servidor, e não há muito o que fazer para acelerar o processo, caso ainda não tenha chegado em seu dispositivo. Caso não tenha o aplicativo, baixe pela Play Store nos links abaixo ou faça o download no APK Mirror.






fonte: Android Police

Novidades no Google Podcast na internet: Inscrições, classificações e mais

O site do Google Podcasts na internet possui agora  inscrições, classificação e muito mais. Apesar de não ser um cliente de podcast completo,o serviço está progredindo.

fonte: Android Police
Na semana passada, o Google Podcasts recebeu uma reformulação no Android junto com um novo aplicativo para iPhone, mas uma das mudanças que não exploramos afetou a interface da internet. Ainda não está em pé de igualdade com o cliente móvel, mas pelo menos agora oferece assinaturas e classificação.

As primeiras dicas na interface da internet do Google Podcast apareceu no ano passado, mas o site adequado não tinha sido lançado até o mês passado. Porém, ele simplesmente atuava como um diretório e acabou não sincronizando suas assinaturas com o aplicativo móvel. Agora sim. Você pode acessar seus programas favoritos abrindo o menu do lado esquerdo e clicando em Assinaturas. Você também pode assinar ou cancelar a assinatura manualmente de qualquer programa.

A página do programa também mudou. As descrições dos episódios foram adicionadas, há um novo botão Visitar site para levá-lo ao site original do programa e você pode classificar os episódios pelos mais novos ou pelos mais antigos.

Mostrar página com descrições, classificação, status da assinatura e botão "Visitar site", fonte: Android Police
Se você já usa o Google Podcasts em seu smartphone, basta acessar podcasts.google.com na área de trabalho para acessar o site. A visão do Google para Podcasts está (muito) lentamente tomando forma, e um de seus benefícios é o progresso sincronizado entre o smartphone, o computador e os alto-falantes do Google Home ou Nest. Aqui no Brasil, os dois últimos ainda não tem mercado, algo que nos EUA estão muitos presentes nas casas das pessoas.

fonte: Android Police

quarta-feira, 1 de abril de 2020

Google adquire o Twitter por 50 bilhões de dólares

Alguns rumores dizem que a Google fez uma proposta bilionária para comprar o Twitter, e parece que Jack Dorsey, CEO da rede de microblog aceitou!

Google compra Twitter
fonte: The Next Web
A Google sempre se deu mal no mundo das redes sociais, vide sua experiência com o Orkut, Buzz, Wave e mais recentemente o Google +, mas a empresa ainda sonha em ter uma rede social relevante, e comprar o Twitter mata dois coelhos com uma só cajadada. Primeiro porque compra uma rede social já consolidada e não precisa gastar para torná-la relevante e segundo porque o Twitter, mesmo com os seus 340 milhões de usuários, ainda não consegue lucrar, e com a venda, ganha uma base maior de usuários e finalmente vai obter muita grana com a expertise financeira da Google.

De acordo com o Business Insider, a compra gira em torno de 50 bilhões de dólares e a Google promete que não irá fazer mudanças na rede de microblog, que continuará sendo a mesma, apenas seu nome será alterado para Twitter from Google (Twitter da Google), nada mais lógico e normal.

Nos próximos meses veremos como será a integração do Twiiter com os outros produtos da Google. Algo que iremos aguardar com muita ansiedade!

fonte: The Next Web via Business Insider

A Google lança a Holobox, um dispositivo holográfico para assistir filmes e séries

A Google vai ampliar a experiência de assistir filmes e séries em formatos holográficos. A empresa anunciou que vai lançar a HoloBox no segundo semestre desse ano!

fonte: Google
Sim, a holografia é uma realidade. A Google além de trabalhar com a inteligência artificial, ela tem um departamento para a criação de novas tecnologias, a NewTech Inc, e a Holografia é uma delas. Para quem ainda não sabe, a Holografia é uma técnica de registro de padrões de interferência de luz, que podem gerar ou apresentar imagens em três dimensões.

A idéia, inicialmente é apresentar essa nova tecnologia para assistir programas de TV e filmes, e quem sabe, expandir também para os games. Para isso a Google vai lançar a HoloBox, um dispositivo em forma de caixa que converte as imagens em figuras holográficas.

A Holobox vem com um controle remoto que permite a escolha de qualquer serviço de streaming, digitando no próprio dispositivo e escolhendo o que quer assistir. Lembre-se, tem que estar na internet, não é possível ainda converter sinais de TV digital, mas isso é só uma questão de tempo, de acordo com Dick Douchebag, líder de projetos da NewTech Inc:

"Essa primeira versão da Holobox, vai se concentrar unica e exclusivamente na internet, assistir as grandes produções na forma holográfica vai ser uma experiência inovadora. É claro que com o tempo, iremos expandir para a captação de TV digital e principalmente para os games. Imagine jogar WOW ou qualquer outro jogo fazendo parte dele. É o futuro acontecendo, baby!"

A Holobox em seu lançamento, vai custar 699 dólares nos EUA. A Google já lançou um site para a pré-venda do dispositivo, onde você pode conferir aqui.

fonte: Google

terça-feira, 31 de março de 2020

Google cancela suas piadas do dia da mentira deste ano

Parece que a Google provavelmente cancelou as suas piadas anuais do dia da mentira neste ano, porque nesse momento atual não é propício.

fonte: Android Police
O dia da mentira ou 1º de Abril, sempre esteve interligado à Internet e e a Google sempre esteve a frente, criando piadas divertidas e malucas mas neste ano, a empresa não vai fazer isso de acordo com um novo relatório. Um e-mail interno da chefe de marketing do Google, Lorraine Twohill, alegadamente diz que a Google vai ser séria nesse dia por respeito a quem luta contra o coronavírus.

No início e meados dos anos 2000, a Google teria uma ou duas piadas no dia da mentira, mas agora pode haver uma dúzia ou mais de várias equipes dentro da empresa. As brincadeiras da empresa ao longo dos anos incluíram anúncios de produtos falsos, jogos ocultos e caça ao tesouro online. E até escondeu Pokémon em todo o Google Maps em 2014, uma experiência que levou à criação do Pokémon Go dois anos depois. É tudo muito divertido, mas criar coisas falsas na internet parece um pouco inapropriado, pois o mundo está em meio a uma pandemia séria.

O e-mail de Twohill diz que todos os esforços centralizados do dia da mentira foram interrompidos, mas que pode haver equipes menores na empresa que ainda continuam trabalhando em uma piada. O email deve garantir que todos recebam o memorando e que nenhuma brincadeira seja publicada. Portanto, você poderá confiar no que vê na internet em 1º de abril, pelo menos no que diz respeito ao Google.

Nada disso deve ser uma surpresa pois a Google está levando o coronavírus a sério. Ele cancelou a I/O 2020 no início deste mês e acaba de anunciar um programa de 800 milhões de dólares para ajudar no combate da doença.

Eu não concordo, num momento como este, acredito que rir sempre vai ser o melhor remédio, para nos libertar de tantas notícias e previsões ruins vindas doas meios de comunicação e das confusões que esse (des)governo nos oferece.

fonte: Android Police via Business Insider via 9to5Google

Google lança um site com informações sobre o coronavírus

A Google lançou um site exclusivo com informações e recursos para entender o surto de coronavírus, que pode ser acessado em google.com/covid19.

fonte: The Next Web
Foi a Verily, uma subsidiária da Alphabet, que construiu o site. Atualmente, atende apenas pessoas residentes em alguns municípios da Califórnia. Atualmente, o site atende a visitantes dos EUA, mas o conteúdo de mais países e idiomas está previsto para ser adicionado em breve (o espanhol é o próximo, relata The Verge.)

O site da Google inclui informações sobre a doença, links para material de aconselhamento em saúde da OMS e para os departamentos de saúde pública de cada estado dos EUA, dicas de segurança, dados sobre a disseminação do coronavírus pelo mundo, idéias para viver bem e trabalhar na casa e uma campanha de doação para apoiar o Fundo de Resposta de Solidariedade COVID-19 da Fundação das Nações Unidas para a Organização Mundial da Saúde.

A Google também está organizando informações controladas para exibição nos resultados de pesquisa sobre a doença, além de links para contas do Twitter de organizações civis locais e autoridades de saúde.


Já há muito o que ler no site da Google, mas se você precisar de mais, há outro portal lançado pelo WhatsApp, além de vários painéis para rastrear a disseminação do coronavírus, incluindo este compatível com dispositivos móveis criado pela Microsoft.

fonte: The Next Web

segunda-feira, 30 de março de 2020

Novidades no Google Drive: Suporte aos atalhos de arquivo sendo lançado para todos

Em agosto de 2019, a Google começou a testar o recurso de atalhos de arquivos em versão beta para os usuários do Gsuite. Agora o recurso foi lançado para todos.

fonte: Android Police
Após testar essa versão beta por vários meses, a Google agora está lançando atalhos de arquivo para todos os usuários do Drive, sejam eles do G Suite e das contas pessoais. Você pode criar atalhos para seus próprios arquivos em pastas diferentes ou atalhos para arquivos que foram compartilhados com você, para que você possa acessá-los facilmente em suas pastas.

fonte: Android Police

fonte: Android Police via Google

Novidades no Google Duo: Aumento do limite de chamadas em grupo de 8 para 14 participantes

O Google Duo agora permite fazer chamadas em grupo com até 12 participantes. O limite foi aumentado por causa da quarentena imposta pela pandemias do coronavírus.

fonte: Android Police
Para interromper a atual pandemia de coronavírus, todos temos que ficar em casa e evitar o encontro de amigos e familiares. Infelizmente, não é fácil manter contato com entes queridos, mas serviços de videochamada como o Google Duo ajudam a aliviar esse problema. O sistema tinha um limite de até oito participantes até agora, mas o elevou para doze, permitindo maiores reuniões virtuais durante a pandemia.

"Somos gratos pelo Duo estar ajudando os usuários a ver seus entes queridos em todo o mundo. Reconhecemos que as ligações em grupo são particularmente críticas no momento. Aumentamos as chamadas em grupo de 8 para 12 a partir de hoje. Mais por vir. #AllInThisTogether # COVID19"

Em um tweet recente, a diretora sênior de produtos e design da Google, líder do pacote de comunicação que inclui o Duo, aumentou o limite de chamadas para 12 participantes, para ajudar as pessoas a passar pela pandemia. A mudança já é efetiva, mas não está claro se será revertida quando tudo voltar ao normal ou se veio para ficar. Ela também sugeriu que mais mudanças podem vir em breve, sem especificar quais seriam.

fonte: Android Police @Sanazahari

Problemas para dormir (tiras nostálgicas)

Mais tiras nostálgicas! E quem diria diria... O Garfield tendo problemas para dormir!As tiras abaixo foram publicadas em 1988, de 28/03/88 a 03/04/88. Divirta-se!

domingo, 29 de março de 2020

Como alterar seu mecanismo de pesquisa padrão no Google Chrome

Duas semanas atrás, a Google adicionou suporte para mecanismos de pesquisa como Yandex, Ecosia e DuckDuckGo, em vários países. Aprenda como alterar seu mecanismo de pesquisa padrão no Google Chrome.

fonte: The Next Web
Embora eu não tenha (falha minha) postado essa novidade, este artigo meio que corrige esse meu erro. O Chrome agora tem suporte para outros mecanismos de pesquisa. Isso significa que, se você não quiser usar o Google para pesquisas, poderá usar um dos outros, incluindo Yahoo, Bing e esses serviços mencionados acima.

Então, aprenda como alterar o mecanismo de pesquisa padrão no Google Chrome:

No Desktop:

  • Abra o Google Chrome na sua área de trabalho.
  • Vá para Configurações e role para baixo até a seção Mecanismo de pesquisa.
  • Selecione um mecanismo de pesquisa padrão no menu suspenso.

Como alterar o mecanismo de pesquisa padrão na área de trabalho do Google Chrome, fonte: The Next Web

No Smartphone:

  • Abra o aplicativo Google Chrome no iOS e Android.
  • Vá para Configurações >> Mecanismo de pesquisa.
  • Selecione seu mecanismo de pesquisa padrão entre as opções disponíveis.

Como alterar o mecanismo de pesquisa padrão no Google Chrome para Android, fonte: The Next Web

Simples, não?

fonte: The Next Web

sexta-feira, 27 de março de 2020

quinta-feira, 26 de março de 2020

Novidades no Google Play Filmes: Filmes gratuitos com anúncios

O Google Play Filmes pode estar planejando oferecer filmes gratuitos com anúncios, algo que o Youtube já faz, de acordo com uma desmontagem de seu código.

fonte: Android Police
O Google Play Filmes pode estar se preparando para fornecer centenas de filmes aos espectadores de graça, desde que eles possam exibir alguns anúncios. A notícia vem como cortesia de um desmontagem de aplicativo feito pelo pessoal do XDA Developers, e com tantos de nós dois presos em casa e tentando economizar dinheiro durante a pandemia de coronavírus em andamento, é uma notícia muito boa, supondo que se concretize.

Um punhado de strings (leia-se: inglês legível por humanos) encontrado no aplicativo deixa bem claro que a Google está trabalhando no fornecimento de conteúdo "gratuito com anúncios". Outra sequência inclui informações que deixam claro que também não serão apenas um ou dois filmes, mas "centenas de filmes", com "apenas alguns anúncios".

De outra perspectiva, esse desenvolvimento realmente faz muito sentido. O YouTube e o Play Filmes já estão profundamente integrados, e o YouTube oferece regularmente filmes gratuitos com suporte para anúncios. A única coisa que não está clara é se as prodções que o Play Filmes planeja oferecer serão diferentes da extensa lista de filmes gratuitos das listas B e C que o YouTube geralmente oferece.

De acordo com yooj, as desmontagens podem ser uma fonte minuciosa de informações. Enquanto eles frequentemente dão certo, geralmente são um indicador de que algo está simplesmente sendo trabalhado ou considerado. Não é uma prova positiva de que veremos um determinado recurso aparecer e não há como dizer quando ele pode se manifestar.

fonte: Android Police via XDA Developers

Novidades no Gboard: Lista de 'palavrões de emergência' como por exemplo 'vírus chinês'

O Google Gboard pode estar impedindo a exibição de 'vírus chinês' e/ou termos semelhantes nos resultados de preenchimento automático. Parece que estão em uma lista de 'palavrões de emergência'.

fonte: Android Police
O Gboard, como muitos aplicativos de teclado, fornece aos usuários sugestões sobre como concluir suas palavras, frases ou até frases. Recentemente, ele adotou o aprendizado federado, amostrando dados anônimos de usuários para fornecer resultados atualizados do preenchimento automático com termos muito novos em nossa cultura humana em rápida evolução. Obviamente, algumas frases não são particularmente adequadas para um público amplo ou são simplesmente ofensivas. E com o discurso ativo e constante em torno do novo coronavírus, a Google está correndo para proibir a exibição de algumas palavras e frases na barra de preenchimento automático do Gboard.

A blogueira de tecnologia Jane Manchun Wong publicou uma lista das "Emergency Bad Words" ou "Palavrões de Emergência" do Gboard para o dialeto em inglês americano. Muitos termos que já estão na lista são de natureza sexual ou podem contribuir para conspirações - "o aquecimento global é uma farsa" é realmente o único exemplo de segurança para o trabalho que podemos mencionar aqui. Você pode ver a lista completa por seu próprio risco visualizando o tweet.

Os termos mais recentes da lista atualmente estão vinculados à pandemia do COVID-19 e incluem as seguintes:

  • Doença da China
  • Vírus da China
  • Doença chinesa
  • Vírus chinês
  • doença da ásia
  • vírus da ásia
  • vírus

O SARS-CoV-2, cujo vírus se originou em Wuhan, na China, foi descrito por várias pessoas, incluindo o presidente Donald Trump e outros funcionários da Casa Branca, com termos como "vírus chinês" e até mesmo o "Kung flu (kung gripe)." Ao mesmo tempo, muitos asiáticos foram acusados ​​sem fundamento de criar e espalhar o vírus. Alguns deles estavam sujeitos a abuso e violência públicos.

Ainda é possível digitar manualmente os termos acima usando o Gboard, só que você simplesmente não receberá ajuda do aprendizado de máquina.

fonte: Android Police via @wongmjane

quarta-feira, 25 de março de 2020

Novidades no Youtube: Limitação na qualidade de vídeo padrão

A qualidade de vídeo padrão do YouTube cairá para a definição padrão de 480p para todos os usuários, no sentido de aliviar o estresse nas redes. Espera-se que a mudança alivie o estresse nas redes, mas ainda haverá opções de maior qualidade.

fonte: Android Police
De acordo com um relatório da Bloomberg, o YouTube vai limitar a sua qualidade de streaming de vídeo por padrão, levando todos do mundo para a qualidade de "definição padrão" ou 480p. No entanto, resoluções/definições mais altas ainda estarão disponíveis para seleção manual.

O YouTube fez essa troca anteriormente para espectadores na União Europeia no final da semana passada, e outros serviços de streaming como Netflix, Disney Plus e Apple TV + fizeram movimentos semelhantes para reduzir a tensão na infraestrutura de rede européia. Com grande parte do mundo no modo de distanciamento social/quarentena, estamos assistindo a muito mais serviços de streaming.

A mudança está programada para acontecer "nos próximos dias". Devemos observar que, no momento da redação deste artigo, o YouTube ainda está padronizando um fluxo de 720p de qualidade HD.

Em uma declaração fornecida à Bloomberg, a Google afirmou: "Continuamos trabalhando em estreita colaboração com governos e operadoras de rede em todo o mundo para fazer nossa parte para minimizar o estresse no sistema durante essa situação sem precedentes".

fonte: Android Police via Bloomberg

A Netflix está reduzindo a qualidade de seu streaming

A Netflix está reduzindo a qualidade de streaming por 30 dias para diminuir o congestionamento da rede. Tudo por causa da quarentena forçada pelo coronavírus.

fonte: Android Police
A Netflix confirmou que reduzirá a qualidade do streaming não só na Europa e em outras regiões, inclusive o Brasil, durante a pandemia de coronavírus, presumivelmente em uma tentativa de aliviar o congestionamento nas redes mundiais lotadas.

O coronavírus está causando um efeito gotejante nas redes em todo o mundo: aumento massivo da demanda por conteúdo de notícias e vídeo, trabalhadores teletrabalhando e estudantes que usam ferramentas de ensino à distância como o Zoom criaram uma demanda sem precedentes por conectividade à Internet de alta velocidade e alta qualidade. A Netflix é a maior fonte de consumo de largura de banda da Internet no planeta (embora o streaming HTTP como um todo supere, mas esse é todo serviço de streaming HTTP), e reduzir em 25% o impacto na rede de um continente inteiro é um grande problema.

A Netflix divulgou uma declaração completa sobre a redução de seu tráfego na Internet. A empresa explicou que, embora todas as opções de resolução (1080p, 4K etc.) continuem disponíveis, elas usarão versões com largura de banda menor:
Em circunstâncias normais, temos muitos (às vezes dezenas) de fluxos diferentes para um único título em cada resolução. Na Europa, nos próximos 30 dias, em cada categoria, simplesmente removemos os fluxos de largura de banda mais altos. Se você estiver particularmente sintonizado com a qualidade do vídeo, poderá notar uma ligeira diminuição na qualidade em cada resolução. Mas você ainda terá a qualidade de vídeo pela qual pagou.
A Netflix também mencionou que vários provedores de serviços de Internet na América Latina e em outras regiões pediram reduções de tráfego semelhantes, de modo que os fluxos de qualidade reduzida estão começando a se expandir fora da Europa. No entanto, a empresa deixou claro que só está degradando a qualidade do vídeo quando solicitado pelos ISPs ou pelos governos locais:
Portanto, forneceremos alívio aos ISPs que lidam com grandes pedidos de “abrigo no local” exigidos pelo governo, proporcionando a redução de tráfego de 25% que iniciamos na Europa. Para outras redes, seguiremos nossos procedimentos normais - até e a menos que eles tenham problemas próprios. Nosso objetivo é simples: manter a qualidade do serviço de nossos membros, ao mesmo tempo em que apoia os ISPs que enfrentam uma tensão sem precedentes em suas redes.
No momento, a Netflix não informou se planeja reduzir a qualidade do streaming nos EUA. À medida que a situação aqui se intensifica e mais e mais pessoas ficam em casa do trabalho e da escola, parece possível que a Netflix considere uma ação semelhante se houver evidências claras de que isso aliviaria o congestionamento nas redes americanas.

Enquanto isso, fique feliz que você ainda estiver recebendo 1080p.

fonte: Android Police via Business Insider

terça-feira, 24 de março de 2020

Novidades no Google Fotos: Seleção de texto no smartphone e informações de origem nas internet

O Google Fotos agora possui dois recursos bem úteis: adiciona um prompt de seleção de texto no celular e carrega as informações de origem na internet.

Adicionar legenda
Apesar de ser um produto sólido, o Google Fotos vem recebendo novos recursos que ainda não estão sendo amplamente divulgados e pequenas coisas sempre podem ser aprimoradas, como é o caso de dois recursos que recentemente surgiram: o aplicativo Fotos agora mostra "brindes" que permitem copiar rapidamente textos de imagens enquanto que a interface da internet permite ver de onde você carregou uma determinada foto.

Esquerda: Torrada, permitindo copiar texto. Direita: Tocar nele abre o Google Lens, fonte: Android Police
Como outros "brindes", a ação "copiar texto da imagem" aparece quando o Google detecta conteúdo relevante, neste caso palavras e letras, em uma imagem carregada. Tocar nele leva você ao Google Lens, que você pode usar para selecionar texto e agir, entregando-o à Pesquisa, Tradução ou qualquer outra coisa imediatamente. Isso já era possível ao tocar no ícone da lente ao visualizar imagens em tela cheia, mas a mensagem de "brinde" torna ainda mais fácil e mais óbvia para pessoas que podem não saber muito sobre os poderes ocultos no software do Google. Não temos certeza de quando exatamente isso começou a aparecer no aplicativo, mas certamente é útil.

fonte: Android Police
Além disso, agora você pode ver de onde você carregou imagens no site do Fotos. Para visualizar essas informações, clique no botão i em qualquer imagem de sua escolha e você verá uma nova entrada ao longo das linhas "Upload feito em um dispositivo Android" na barra lateral. Outras fontes de upload podem ser seu computador, um dispositivo iOS ou o Google Drive. As informações não estão acessíveis para imagens que você recebeu de outras pessoas por meio do mecanismo de compartilhamento nativo do Photos, algo que faz sentido, pois não foi você que as carregou.

Essas duas inclusões ponderadas já devem estar amplamente disponíveis para todos, mas caso você ainda não as veja,  provavelmente precisará esperar um pouco para que as alterações no servidor sejam implementadas.

fonte: Android Police via Google

Novidades no Google Podcasts: Fila, downloads automáticos e barra inferior

O aplicativo Google Podcasts possui agora fila própria, downloads automáticos e barra inferior numa grande reformulação A atualização do servidor está sendo implementada apenas para algumas pessoas no momento.

fonte: Android police
O Google Podcast pode ser bem integrado  aos alto-falantes Home e Nest e ao Assistente, mas, em comparação com muitos outros players por aí, sempre foi bastante desanimador: entre outras coisas, as pessoas reclamam de recursos ausentes, como filas e downloads automáticos. Parece que a Google levou a sério essas críticas, pois está começando a lançar uma versão redesenhada do Podcasts que adiciona esses dois recursos, juntamente com as guias inferiores e uma tela inicial aprimorada.

O blog 9to5Google compartilhou algumas capturas de tela do novo design. Quando você abre o aplicativo pela primeira vez após receber a atualização do servidor, você recebe um banner que explica o que há de novo: Uma tela inicial renovada, uma nova seção para pesquisa e descoberta de conteúdo e opções aprimoradas de gerenciamento de downloads e assinaturas, além da adição de uma fila.

Esquerda: O que há de novo? Meio: tela inicial. Direita: Atividade e fila, fonte: Android Police
Como antes, a nova tela inicial mostra miniaturas de podcasts nos quais você está inscrito na parte superior, embora agora eles estejam organizados na forma de um carrossel e não de uma grade. Seus "novos" brindes azuis indicando novo conteúdo foram substituídos por um ponto vermelho. Abaixo disso, você encontrará uma seção com rolagem dos episódios mais recentes de suas assinaturas.

Os podcasts mais populares e mais populares foram movidos para a guia inferior da pesquisa no meio, junto com outras oportunidades de exploração. Você também não verá mais seus downloads e seu histórico na guia "Página inicial". Agora, eles podem ser encontrados na nova guia inferior da atividade, à direita, onde você também pode finalmente enfileirar seus episódios para reprodução consecutiva. Você também tem acesso aos seus downloads, seu histórico e suas assinaturas lá.

Esquerda: Configurações. Meio: opção de download automático. Direita: Os alternadores da notificação,
fonte Android Police
As configurações dos podcasts, acessíveis através do ícone da conta do Google no canto superior direito, receberam adição de novas opções, principalmente o download automático, que parece estar desativado por padrão. Quando você o liga, os Podcasts adicionam automaticamente novos episódios ao seu dispositivo. Devemos observar que isso já está disponível há alguns meses, desde maio de 2019, mas talvez esteja sendo lançado mais amplamente como parte dessa reformulação. Você também pode configurar notificações para lançamentos nas configurações por podcast.

O design anterior do aplicativo de podcast do Google para comparação, fonte: Android Police
No momento, o redesenho está sendo implementado apenas de forma limitada. Como o podcast player faz parte do aplicativo do Google, verifique se você está usando a versão mais recente. Você também pode participar da versão beta na Play Store ou baixá-la do APK Mirror.

fonte: Android Police via 9to5Google

segunda-feira, 23 de março de 2020

A Google I/O está totalmente cancelada neste ano

A conferência Google I/O está totalmente cancelada, até mesmo o evento on-line. E a empresa ainda planeja "atualizações contínuas" através de seu blog e fóruns.

fonte: Android Police
A Google I/O 2020 foi totalmente cancelado, e nem mais vai ocorrer o evento on-line, de acordo com uma declaração da empresa feita no Twitter. Seguindo os requisitos de abrigo no local impostos na Califórnia, a Google finalmente decidiu "não avançar com a I/O em qualquer local neste ano, a fim de priorizar a saúde de todos que fazem parte da nossa comunidade".

Informações mais detalhadas sobre o cancelamento foram publicadas em um FAQ, que deixa muito claro além do idioma usado no tweet acima que o evento é total e totalmente cancelado. O Google não adiará o evento para o final do ano, e quaisquer anúncios que planejasse fazer na época (como o Pixel 4a) serão feitos separadamente por meio de blogs de desenvolvedores e fóruns da comunidade.

A empresa ainda não deu maiores detalhes.

O evento pessoal de I/O já tinha sido cancelado anteriormente no início do mês e transferido para ser uma conferência online como resultado das preocupações com coronavírus, mas mesmo esse evento online foi cancelado. Quando a Google acabou adiando a sua conferência Cloud Next alguns dias atrás, já se esperava essa confirmação.

Qualquer um que tenha ganho o sorteio de ingressos neste ano receberá automaticamente um convite para a I/O 2021 do próximo ano.

fonte: Android Police via Google I/O FAQ, @googledevs

Garfield e Jon... O rei dos patins (tiras nostálgicas)

Mais tiras nostálgicas! Brincando com a batedeira, chutando o Odie e o Jon com patins...!As tiras abaixo foram publicadas em 1988, de 21/03/88 a 27/03/88. Divirta-se!

domingo, 22 de março de 2020

Como ativar o modo leitor do Google Chrome

Gosta de ler artigos longos no navegador? Aprenda como ativar o "modo leitor" secreto do Google Chrome para fazer a sua leitura sem distrações

Crédito: Moose, fonte: Android Police
No ano passado, a versão 75 do Google Chrome lançou um modo de leitor oculto. É um recurso bastante bacana para ler artigos longos sem nenhuma distração.

No entanto, você precisa habilitar um sinalizador especial para ativar esse recurso. Veja abaixo como você fazer isso.:
  • Abra o navegador Google Chrome na sua área de trabalho
  • Digite “chrome://flags/# enable-reader-mode” na barra de endereço.
  • Selecione a opção Ativar (Enabled) no menu suspenso
  • Reinicie o navegador

Modo leitor Google Chrome, fonte: The Next Web
Depois de ativar o modo leitor, você verá a alternância no lado direito da barra de endereço quando abrir uma página com um artigo. Basta clicar nele para ativar o modo leitor. Veja como a página fica quando você a ativa.

Modo leitor do Google Chrome, fonte: The Next Web
Um recurso simples mas interessante, não é mesmo?

fonte: The Next Web

sexta-feira, 20 de março de 2020

Piadas de epidemia

Por que piadas de epidemia? Principalmente porque qualquer coisa pode ser alvo de piadas. E em tempos como esses, é melhor rir do que chorar...

quinta-feira, 19 de março de 2020

Novidades no Google Chrome: As novas versões pausadas devido ao coronavírus

As versões do Google Chrome e do Chrome OS foram pausadas devido a pandemia do coronavírus. É o primeiro atraso na programação de seis semanas de atualização do Chrome que acontecia em anos passados.
fonte: Android Police
Nos últimos anos, uma nova versão do Chrome ocorre sempre a cada seis semanas, com alterações chegando ao Chrome OS logo depois. No entanto, o surto de coronavírus em andamento fez com que muitas empresas atrasassem ou reduzissem o lançamento de produtos, e parece que o Chrome não é uma exceção.

A Google anunciou ontem no blog Chrome Releases que futuras atualizações do navegador estão suspensas, mas os patches de segurança continuarão sendo lançados como pequenas atualizações do Chrome 80. "Devido aos horários de trabalho ajustados no momento, estamos fazendo uma pausa nas próximas versões do Chrome e Chrome OS . Nossos principais objetivos são garantir que eles continuem estáveis, seguros e funcionem de maneira confiável para quem depende deles. Continuaremos priorizando as atualizações relacionadas à segurança, que serão incluídas no Chrome 80. "

Isso marca a primeira vez em vários anos em que o navegador perde sua programação habitual de seis semanas, além do atraso ocasional de alguns dias. O Chrome 81 foi originalmente definido para chegar em 17 de março (a versão beta chegou no mês passado), com o Chrome OS 81 chegando em 24 de março.

fonte: Android Police
Google