Pesquisa personalizada

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Piadas de Química





Desde domingo passado, estou assistindo uma série no Netflix a qual não tinha interessado muito no começo. Mas de tanto ouvir o quanto ela é boa acabei dando chance. A série é Breaking Bad, sobre um professor de química que ao descobrir que tinha câncer, começou a fabricar cristal(metanfetamina). E as piadas de química me veio a mente...

Durante a aula o professor pergunta para a Mariazinha:
- Menina, o que significa a formula H2SO4 ?
E a Mariazinha diz: Eu sei ! Eu sei ! Está aqui professor, na ponta da língua...
e o Joãozinho, mais rápido dá uma palmada na cabeça da Mariazinha dizendo:
- Cospe ! Cospe que é ácido sulfúrico.

Um químico entra na farmácia e pergunta ao farmacêutico:
- "Você tem ácido acetilsalicílico?"
- "O senhor quer uma aspirina?"
- É isso mesmo! Eu esqueço-me sempre do nome!

Numa prova de um Curso de Química, foi feita a seguinte pergunta:
- Qual a diferença entre SOLUÇÃO E DISSOLUÇÃO?
E eis a resposta de um aluno:
- É só colocar UM dos POLÍTICOS BRASILEIROS num TANQUE DE ÁCIDO para que DISSOLVA; aí ocorrerá uma DISSOLUÇÃO. Agora, colocar TODOS OS POLÍTICOS BRASILEIROS num TANQUE DE ÁCIDO, seria uma baita SOLUCÃO!
E ele ainda complementou:
- Se LIOFILIZAR teremos o mais puro Extrato em Pó de Merda do Mundo!

Oração pré-prova de Química
Pai Nox que estais nos sais
Balanceada seja a vossa nomenclatura
Venha a nox o vosso rênio
Periódica seja a vossa vontade
Assim no ferro como no sal.

O pão nox de cada dia nos boroso
Oxidai nossa valência
Assim como oxidamos a quem nos tem Anidrido
Não nos deixeis cair em oxi-redução
E livrai-nos do sal.

Ametal.

Um professor de química queria ensinar aos seus alunos do Fundamental os males causados pelas bebidas alcoólicas e elaborou uma experiência que envolvia um copo com água, outro com cerveja e dois vermes.
- Agora alunos, atenção! Observem os vermes! - disse o professor,colocando um deles dentro da água.
A criatura nadou agilmente no copo, como se estivesse feliz e brincando. Depois, o mestre colocou o outro verme no segundo copo, contendo cerveja. O bicho se contorceu todo, desesperadamente, como se estivesse louco para sair do líquido e depois afundou como uma pedra, absolutamente morto. Satisfeito com os resultados, o professor perguntou aos alunos:
- E então, que lição podemos aprender desta experiência?
E os alunos responderam:
- Quem bebe cerveja nunca terá vermes!

De um Químico apaixonado…
Berílio Horizonte, zinco de benzeno de 1999.

Querida Valência:

Não estou sendo precipitado e nem desejo catalisar nenhuma reação irresversível entre nós dois, mas sinto que estrôncio perdidamente apaixonado por você. Sabismuto bem que a amo. De antimônio posso lhe assegurar que não sou nenhum érbio e que trabário muito para levar uma vida estável.
Lembro-me de que tudo começou nurârio passado, com um arsênio de mão, quando atravessávamos uma ponte de hidrogênio. Você estava em um carro prata, com rodas de magnésio. Houve uma atração forte entre nós dois, acertamos os nossos coeficientes, compartilhamos nossos elétrons, e a ligação foi inevitável. Inclusive depois, quando lhe telefonei, mesmo tomada de enxofre, você respondeu carinhosamente: “Proton, com quem tenho o praseodímio de falar?” Nosso namoro é cério, estava índio muito bem, como se morássemos em um palácio de ouro, e nunca causou nenhum escândio. Eu brometo que nunca haverá gálio entre nós e até já disse quimicasaria com você.
Espero que você não esteja saturada, pois devemos buscar uma reação de adição e não de substituição.
Soube que a Inês lhe contou que eu a embromo: manganês cuidar do seu cobre e acredite níquel que digo, pois saiba que eu nunca agi de modo estanho. Caso algum dia apronte alguma, eu sugiro que procure um avogadro e que me metais na cadeia.
Sinceramente, não sei por que você está a procura de um processo de separação, como se fóssemos misturas e não substâncias puras! Mesmo sendo um pouco volátil, nosso relacionamento não pode dar errádio. Se isso acontecesse, irídio emboro urânio de raiva. Espero que você não tenha tido mais contato com o Hélio (que é um nobre!), nem com o Túlio e nem com os estrangeiros (Germânio, Polônio e Frâncio). Esses casos devem sofrer uma neutralização ou, pelo menos, uma grande diluição.
Antes de deitar-me, ainda com o abajur acesio, descalcio meus sapatos e mercúrio no silício da noite, pensando no nosso amor que está acarbono e sinto-me sódio. Gostaria de deslocar este equilíbrio e fazer com que tudo voltasse à normalidade inicial. Sem você minha vida teria uma densidade desprezível, seria praticamente um vácuo perfeito. Você é a luz que me alumíno e estou triste porque atualmente nosso relacionamento possui pH maior que 7, isto é, está naquela base. Aproveito para lembrar-lhe de devolver o meu disco da KCl.
Saiba, Valência, que não sais do meu pensamento, em todas as suas camadas.

Abrácidos do:
Marcelantânio


fonte: Física e Química? Absolutamente






Permalink:





Sobre o Autor:
Crazyseawolf Para saber mais sobre o autor deste blog, visite o seu perfil no Google+ ou este link . Para enviar uma mensagem, clique aqui . Para outras informações, leia o FAQ .



0 Comentando aqui :

Postar um comentário

Pessoal, comentem, críticas e elogios serão bem aceitos. E eu respondo, posso demorar mas respondo. Esse velho lobo do mar tarda mas não falha!!!!

Leia antes a minha Política de Comentários.

Se quiser deixar o link de uma postagem sua, utilize o código abaixo trocando o que está escrito em letra maiúscula:

<p><abbr><em><strong>SEU NOME</strong> - último post do blog... <a href="<strong>LINK-DA-POSTAGEM</strong>"><strong>TÍTULO DA POSTAGEM</strong></a></em></abbr><p>

Related Posts with Thumbnails
Google
 
 
Template Denim, criado por Darren Delaye, customizado por Crazyseawolf.