Pesquisa personalizada

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Como o Google+ poderia ser usado na Educação





A grande vantagem que a Google+ tem sobre o Facebook e o Twitter é a capacidade de escolher com que grupo compartilhar tal conteúdo. Os círculos são bem mais facílimos de usar do que grupos ou comunidades. Os círculos podem ser criados ou cancelados na hora que quiser, sem nenhuma burocracia.

Google+ - Círculos
Creio que quem trabalha com a Educação terá na Google+ uma grande ferramenta que facilitará o seu dia a dia, senão vejamos:

- Os professores poderão criar vários círculos, onde cada um deles representa uma classe. Assim listas de exercícios ou textos (criados no Google docs), possam ser compartilhados entre os alunos, Bem como alguns avisos pertinentes e até mesmo, tirar dúvidas do assunto visto em classe.

- O coordenador da escola poderia criar círculos entre seus professores, um círculo geral com todos e círculos específicos por área, já que nem sempre é possível reunir todos os docentes de uma só vez numa reunião pedagógica, e assim compartilhar idéias e conteúdos

- Os alunos, além do círculo que representa a suas classes, poderiam entre eles criar outros círculos para trabalhos em grupo, atividades ou projetos, no objetivo de trocar idéias e compartilhar conteúdos.

E tudo isso é possível, dada a facilidade com que os posts no Google+ são disponibilizados. A visibilidade deles depende de como você compartilha o conteúdo:

- Se você quiser mandar uma mensagem privada, basta digitar o email da pessoa.
- Se você quiser seja visualizado para todos os usuários, sem excessão, é só clicar em Público.
- Se você quiser que seja visualizado num determinado círculo, é só clicar em Círculos Individuais, e escolher o círculo desejado.
Google+ 
- Se você quiser que seja visualizado em vários círculos, é só clicar em Círculos Expandidos, e escolher os círculos desejados.

A palavra-chave aqui é compartilhar. Infelizmente ainda não há uma ferramenta para o compartilhamentos de documentos vindos do Google Docs, Blogger ou qualquer outro serviço da empresa no Google+, embora possa se fazer tudo manualmente, mas com certeza, isso será possível no futuro com apenas alguns cliques, sem precisar fazer o control C + control V. Lembrem-se que a Google+ ainda está na fase de testes e os engenheiros da Google podem criar uma app para a Educação, já que eles estão criando algo próprio para as empresas.


Em tempo...
No momento, quero deixar bem claro que não acredito mais no poder da educação, enquanto transformadora da sociedade, do jeito que anda no país, especialmente em São Paulo, e não sei se eu tenho vontade de colocar isso em prática. Mas fica aqui a sugestão para os novos profissionais que ainda acreditam nela e que possuem sonhos (coitados!).
Eu ultimamente venho tendo pesadelos.




Permalink:





Sobre o Autor:
Crazyseawolf Para saber mais sobre o autor deste blog, visite o seu perfil no Google+ ou este link . Para enviar uma mensagem, clique aqui . Para outras informações, leia o FAQ .



4 comentários :

  1. Como companheiro de classe, digo que a ideia é excelente!! Parabéns!!!

    Alberto do Sexy Help Desk publicou um post sobre.. Fetiche por salto alto

    ResponderExcluir
  2. Realmente é uma ótima ideia, porém é complicado de colocar em prática, não pela vontade dos professores, mas sim pelas leis trabalhistas do Brasil.

    Tive uma aula de Sociologia em minha faculdade com a professora Claudia Hardagh.
    A aula foi sobre professor interagindo na internet com o alunos através de redes sociais.

    Ela disse que em minha faculdade como em outras, já pensaram em coisas parecidas, onde o professor poderia responder e tirar dúvidas dos alunos sempre, a qualquer hora pela internet.
    Entretanto tudo isso esbarra com leis trabalhistas, podendo acontecer igual aconteceu com as impressas que deram smartphones para seus funcionários, e os mesmo entraram na justiça solicitando que seria pagos por 24 horas de trabalho.

    O mesmo pode acontecer com os professores, todo o tempo gasto com os alunos foram do tempo que estão na sala de aula, pode ser usado na justiça para processar a unidade de ensino, dizendo que estão recebendo para trabalhar X horas, porém na verdade trabalham mais...
    Quem processar não estará fazendo algo de errado, pois as estão protegidos pelas leis trabalhistas e etc.

    Como eu disse no início, é uma ótimo ideia, pena que o Brasil não esta preparado para isso.

    ResponderExcluir
  3. @Claudio


    O pior é que é verdade. No colégio que trabalho instituiu o Moodle, mas quem vai pagar as horas das preparações das atividades e atendimento aos alunos? Começamos a discutir isso e nada foi decidido.
    Eu mesmo não trabalharia de graça.

    ResponderExcluir

Pessoal, comentem, críticas e elogios serão bem aceitos. E eu respondo, posso demorar mas respondo. Esse velho lobo do mar tarda mas não falha!!!!

Leia antes a minha Política de Comentários.

Se quiser deixar o link de uma postagem sua, utilize o código abaixo trocando o que está escrito em letra maiúscula:

<p><abbr><em><strong>SEU NOME</strong> - último post do blog... <a href="<strong>LINK-DA-POSTAGEM</strong>"><strong>TÍTULO DA POSTAGEM</strong></a></em></abbr><p>

Related Posts with Thumbnails
Google
 
 
Template Denim, criado por Darren Delaye, customizado por Crazyseawolf.