Postagem em destaque

08/12/1980, o dia em que o sonho acabou!

8 de dezembro de 1980. Uma data muito triste. Um dos maiores ícones da  cultura pop e do rock foi covardemente baleado com 5 tiros enquanto ...

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Blogagem Coletiva: Direitos Humanos, dignidade e justiça

Direitos Humanos... Essas palavras hoje causam muitas controvérsias. O problema, acredito eu, é que elas são utilizadas de formas tão banais, que acabam justificando atos ilícitos e crimes hediondos, tais como estupros e assassinatos.

O que estou querendo dizer é que de uns tempos para cá, vem se alegando esses direitos para pessoas que praticam crimes como esses, em detrimento de suas vítimas, cujo erro talvez, foi estar naquele lugar, naquela hora... Naquele exato momento em que ela foi atacada, roubada, espancada, estuprada, assassinada. Apenas meros detalhes na visão daqueles que defendem os marginais que praticam isso e evocam os tão chamados "Direitos Humanos".

Tenho opinião própria e nada me fará mudar. Quem pratica esses crimes, perdem o direito de ter qualquer direito na vida, devem ser isolados do resto da sociedade - alguns devem ser exterminados - É uma dívida que terão que pagar com a sociedade, e devem sofrer, devem trabalhar duro, porque dinheiro no mundo irá acalmar ou aplacar a dor de quem teve um ente ou amigo que tenha sido assassinado ou estuprado por esses animais... ops, estou ofendendo os animais, porque eles matam por necessidade, por fome, são irracionais, mas nós somos seres humanos, animais racionais que sabem pensar, que sabem discernir o certo do errado, mas mesmo assim matamos, mas por puro e simples prazer.


Quando foram criados, os direitos humanos estavam relacionados aos direitos básicos e a liberdade de todos os seres humanos, por causa da tirania de muitos governantes, das inúmeras guerras e das desigualdades sociais que sempre permeou a nossa história. Os primeiros escritos dos direitos humanos desde 500 anos antes de Cristo, há até o chamado Cilindro de Ciro, que contêm uma declaração do rei persa (antigo Irã) Ciro II após conquistar a Babilônia. Esse cilindro foi descoberto em 1879 e traduzido em vários idiomas pela ONU em 1971.

A discussão dos direitos humanos se tornou mais intensa durante a idade moderna (século 16 em diante) e culminou com a criação das Nações Unidas nos anos 40 do século 20. A primeira carta da Declaração Universal dos Direitos Humanos foi criada em 10 de dezembro de 1948 e adotada e proclamada pela Assembléia Geral das Nações Unidas no mesmo ano, desde então, novos dispositivos vem sendo feitos para que haja a sua promoção e garantia.

Hoje há muitas inversão de valores, e os direitos humanos são muito mal-interpretados. Temos sim que combater os horrores de qualquer guerra, a fome e a pobreza causadas por ditadores e tiranos que usa a política para se enriquecer às custas do sofrimento de uma população inteira. Temos também que exigir o cumprimento das metas de um governo no tocante à saúde e ao saneamento básico, a educação, os transportes, políticas que promovam e que garantam o emprego, com um salário justo que faça com que uma família possa viver, acabando com qualquer subsídio ou medidas(cestas básicas, quotas, etc) que só servem para prolongar a situação e não resolvem o problema. Temos que combater a corrupção em qualquer nível!

O ser humano é patético. Provoca conflitos, guerras, fome e inúmeras situações que vivenciamos no dia a dia. A violência também existe quando tentamos impor nossas “verdades” ou convicções a todo custo, além do preconceito contar cor, raça ou credo. O capitalismo selvagem, escondido sobe a égide de uma Economia de Mercado, contribui para que essas diferenças cada vez mais aumentem, provocando assim um distanciamento entre povos (ou nações) ao criar o que chamamos de desigualdades sociais.

O sonho de ver a humanidade unida integralmente é uma utopia a ser alcançada, e deve ser entendida como uma missão, que todos nós devemos sempre lutar para que se torne uma realidade concreta. Somos todos seres humanos, independente de tudo. Mas enquanto a fome e a pobreza estiverem presentes, e a ânsia do homem pelo poder a qualquer custo continuar, tal sonho fica mais distante e despedaçado.

Sou um pouco pessimista e acredito que esse sonho vai levar um longo tempo para se concretizar, a menos que algo muito grande aconteça que possa unir toda a humanidade em torno de um bem comum; estamos muito longe de alcançar esse ideal. Mas, cabe a nós, formadores de opinião levantar essa bandeira. E isso começa aqui, neste espaço virtual, segue em nosso dia a dia e no trabalho.

Quando todos se unem perante a uma causa, coisas maravilhosas podem acontecer.
(by A. J. Rosário - 10/12/2007)


Direitos humanos realmente para quem trabalha, para quem cumpre seus deveres de cidadão, para as crianças, para os idosos. A Declaração Universal dos Direitos do Homem da Organização das Nações Unidas afirma que:

Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos. Dotados de razão e de consciência, devem agir uns para com os outros em espírito de fraternidade.

Portanto, na minha humilde opinião, quem fuge disso, perde totalmente a razão e seus direitos. Eu aprendi na escola e vida que para termos direitos, devemos sempre cumprir nossos deveres, sermos éticos, conhecer nossos limites e agir com responsabilidade.

O único direito a qual um tirano, bandido, assassino ou estuprador possui é o direito de ter uma missa de sétimo dia!

(by A. J. Rosário - 07/12/2008)


Este post faz parte da "Blogagem Coletiva: Direitos Humanos, Dignidade e justiça para todos nós", que visa discutir os direitos humanos para todos nós, promovida pelo Sam, do blog Fênix ad Eternum, e os selos, especialmente criados por Lino Resende. Esta blogagem tem o apoio e será registrada pela primeira vez, pelo Gabinete do Alto-Comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos. Maiores detalhes aqui.



13 comentários:

  1. Cidao,clap, clap, clap, estou te aplaudindo daqui. Seu texto está excelente e confesso que o melhor já lido por mim sobre esse assunto. Super realistico, pé no chao, cheio de verdades. Parabéns!!!

    Um graaaaaaaaaaaande abraco prá você.

    ResponderExcluir
  2. Dessa blogagem eu fiquei de fora, mas por falta de tempo mesmo! Menino, quando você resolve colocar "a boca no trombone" ninguém segura, heim? Maravilha de texto, Cidão!
    Receba meus aplausos também!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. É isso, o texto está perfeito, abrangente.
    Parabens!

    ResponderExcluir
  4. Texto perfeito minha amiga! Ficou ótimo de verdade...parabéns!
    Bjs.

    ResponderExcluir
  5. Georgia: Obrigado. Eu nem queria participar dessa blogagem, porque eu poderia escrever coisas politicamente não corretas, devido ao que acontece no Brasil, mas no final das contas, consegui me conter!

    Du: Eu até acho que falei pouco. Eu tive que me conter!!!

    Teca: Obrigado! Volte sempre! :o)

    Serena: Apesar da "amiga", muito obrigado!!! ;o)
    Volte sempre!!! :o)

    ResponderExcluir
  6. Olá, parabéns pela sua participação nesta coletiva. Vc enfocou o assunto por um ponto de vista que a maioria parece preferir esquecer. Vale a pena remexer neste assunto sempre.

    Abraço

    ResponderExcluir
  7. Amigos e Amigas

    Se há uma coisa em que acredito é na pressão da opinião pública. Os governos, embora não pareça, já lhe vão atribuindo alguma importância. Os Movimentos de Cidadãos neste formato, a nível global, são relativamente recentes, mas já vão produzindo o seu efeito, editamos aqui muita bobagem porque isto é também um divertimento, mas somos da mesma forma capazes de fazer desta ferramenta uma arma apontada à indiferença. Cada blog tem os seus níveis de leitura e quantos mais conseguirmos trazer mais exponencial será o resultado final. O Sam que vive aqui em Portugal, conseguiu por o Brasil a liderar esta blogagem colectiva, seria interessante chegar mais longe e que a próxima atingisse todo o universo da Lusofonia, os CPLP, a Francofonia etc., etc. Resumindo, é preciso acreditar, amigos!

    Um fraterno abraço a Todos e a Todas.

    Nota: Este comentário foi enviado a todos os participantes, pela impossibilidade de fazer um específico a cada um de vocês.

    ResponderExcluir
  8. Realmente muito bom o seu texto. Concordo muito com ele. Somente me expresso de outro modo "direitos humanos para os humanos direitos". A partir do momento em que ele se torna desumano, todo esse blablabla de ONU perde o sentido para ele.

    Parabéns pelo texto e por tua postura

    ResponderExcluir
  9. Vanessa: E vou sempre bater nessa tecla. Direitos humanos são necessários, mas para quem é humano de verdade! Obrigado pela visita, e volte sempre! ;o)

    Graza: Obrigado pelo comentário. Volte sempre!!! ;o)

    Carlos: Obrigado Carlos, ainda bem que eu não sou o único que pensa assim, confesso que eu estava meio receoso em participar dessa blogagem, mas consegui medir bem as palavras!!! :o)

    ResponderExcluir
  10. Cidão, este sistema de comentários não funciona no safari, viu?

    Acredito que a Declaração dos direitos humanos seja o ideal a que iremos chegar, com a boa vontade de todos e para isto, quem é mais consciente, deve por obrigação, tentar propagar as idéias e aplicação deste ideal fraterno. Beijus

    ResponderExcluir
  11. Luma: Você tem toda a razão, mas existem muitas discrepâncias nesse sentido. E a sociedade sofre!

    ResponderExcluir
  12. Cidão, só queria dizer que tb aplaudo vc, pela sua coragem em expor sua opinião de forma tão sincera, clara e abrangente.

    Estou adorando cada vez mais ler o que vc escreve aqui e esse seu post ficou perfeito. Parabéns pela coragem de abordar esse tema por esse aspecto e falar sobre um lado da questão que muitos preferem esquecer.

    Sou contra a pena de morte, acredito que existem outras formas de punir a pessoa, não acredito nessa coisa de 'olho por olho, dente por dente'. Para mim um bandido deveria trabalhar pela sociedade, isso sim. Existem muitas coisas que poderiam ser feitas pelos presos nas cadeias. Mas isso já é outra discussão...

    De fato, muitas vezes os 'direitos humanos' são utilizados de forma equivocada, especialmente pelo pessoal dessas ongs por aí. Acredito que em tudo deve haver bom-senso e muitas vezes as pessoas defendem idéias errôneas, onde elas mesmas depois irão sofrer as consequencias.

    Mas te digo: não seja pessimista. Eu acredito que um dia nossa sociedade irá mudar. Seja por bem ou por mal. Nós é que fazemos essa opção e parece que, na maioria das vezes, preferimos sofrer e aprender na marra. Mas creio em um futuro melhor. É como vc falou, quando se tem união em torno de um mesmo objetivo, conseguimos tudo. Acredito que o grande problema desse mundo é o egoísmo. Cada um só pensa em si próprio. No dia em que esse pensamento mudar e todos nós passemos a pensar no coletivo, uma vez que fazemos parte dele, teremos dado um grande passo.

    Bjos! :)

    ResponderExcluir
  13. Ah, só mais uma coisa: sei que vc não é muito chegado a religião (embora eu ache que vc iria adorar conhecer melhor o espiritismo, como doutrina filosófica, uma vez que é muito questionador), mas essa semana coloquei um pensamento no meu blog que acredito que se aplica muito bem a vc, por isso trago aqui:

    "A coragem das opiniões próprias sempre foi tida em grande estima entre os homens, porque há mérito em afrontar os perigos, as perseguições, as contradições e até os simples sarcasmos, aos quais se expõe, quase sempre, aquele que não teme proclamar abertamente idéias que não são as de toda gente." Evangelho Segundo o Espiritismo (Cap. XXIV, item 15).

    Bjo e tudo de bom pra vc! ;)

    ResponderExcluir

Pessoal, comentem, críticas e elogios serão bem aceitos. E eu respondo, posso demorar mas respondo. Esse velho lobo do mar tarda mas não falha!!!!

Leia antes a minha Política de Comentários.

Se quiser deixar o link de uma postagem sua, utilize o código abaixo trocando o que está escrito em letra maiúscula:

<p><abbr><em><strong>SEU NOME</strong> - último post do blog... <a href="<strong>LINK-DA-POSTAGEM</strong>"><strong>TÍTULO DA POSTAGEM</strong></a></em></abbr><p>

Related Posts with Thumbnails
Google