Postagem em destaque

08/12/1980, o dia em que o sonho acabou!

8 de dezembro de 1980. Uma data muito triste. Um dos maiores ícones da  cultura pop e do rock foi covardemente baleado com 5 tiros enquanto ...

terça-feira, 21 de março de 2017

Traços da crosta original da Terra foram encontrados no Escudo Canadense

Pesquisadores descobrem remanescentes antigos do planeta em meio à rocha ao norte de Quebec que remonta a 4,2 bilhões de anos, quando nosso planeta estava em sua infância. Criacionistas piram!

Joy of Tech - Earth's crust!

O professor assistente, Jonathan O'Neil, do Departamento de Ciências da Terra e do Ambiente da Universidade de Ottawa e sua equipe de pesquisadores fizeram a viagem para uma parte do Escudo no norte de Quebec para coletar amostras, pois as rochas nessa região são as mais antigas do planeta. e já foram encontradas vestígios que datam de 3,8 bilhões de anos e se suspeitavam que poderia encontrar rochas ainda mais antigas.

A datação dessas rochas foi feita a partir do isótopo de neodímio-142, a qual se sabe que foi produzido dentro dos primeiros 500 milhões de vida da Terra. A composição da Terra é diferente de qualquer outro planeta conhecido ou lua, com crostas rochosas formando e movendo-se sobre a superfície. Ao longo do tempo, isso forçou evidências mais antigas de tais crostas - oceânicas e continentais - profundamente abaixo da superfície.

"A maioria de granito, nós acreditamos, vem do derretimento de uma crosta mais velha," disse O'Neil, autor principal no estudo resultante, publicado na quinta-feira no jornal Science.

"Sabíamos que essas rochas tinham um precursor mais antigo ou um pai mais velho, mas quantos anos, não sabíamos."

Escudo canadense crosta de rocha velha
Close-up de 2,7 bilhões de anos de crosta continental de Nunavik, no norte de Quebec, mostrando uma história complexa de re-fusão de rochas do tipo oceânico que foram mais de 4,2 bilhões de anos. (Véronique Villeneuve)
Essas descobertas não respondem todas as perguntas sobre a história precoce da Terra, mas lançam alguma luz sobre o seu desenvolvimento.

"Pelo menos nos dá mais ferramentas para entender a geodinâmica precoce", disse O'Neil. "Era [o processo] o mesmo em toda a Terra, ou era local? Estas são todas as perguntas que teremos que responder."

O'Neil espera agora que mais destes cratons antigos em torno do mundo sejam estudados conduzindo a uma compreensão melhor não apenas sobre nosso mundo, mas como qualquer outro.

"Se entendemos os primeiros processos que moldam nosso planeta, talvez possamos entender outros planetas: por que eles são diferentes ou são semelhantes e onde em sua vida eles se distanciam em termos de geologia?"

É claro que certos pseudo-cientistas terraplanistas e criacionistas vão desdenhar dessas descobertas, já que para eles Deus criou a Terra há 6000 anos ou algo em torno, e que essas datações são falhas e incompletas. Mas apesar disso, a Ciência prossegue em seu caminho para desvendar e tentar explicar o mundo em que vivemos sem apelar para a falácia do "Foi Deus que fez".

A cada dia, a Ciência vai dando tapas homéricos na cara da religião. Como já afirmei antes, a Ciência não precisa de que você tenha fé ou acredite nela. Ela apresenta fatos e/ou evidências e não tem medo de errar pois ela não tem a verdade absoluta que muito livro religioso afirma ter.

fonte: CBCNews

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pessoal, comentem, críticas e elogios serão bem aceitos. E eu respondo, posso demorar mas respondo. Esse velho lobo do mar tarda mas não falha!!!!

Leia antes a minha Política de Comentários.

Se quiser deixar o link de uma postagem sua, utilize o código abaixo trocando o que está escrito em letra maiúscula:

<p><abbr><em><strong>SEU NOME</strong> - último post do blog... <a href="<strong>LINK-DA-POSTAGEM</strong>"><strong>TÍTULO DA POSTAGEM</strong></a></em></abbr><p>

Related Posts with Thumbnails
Google