Pesquisa personalizada

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Piadas de indisciplina





O tema das piadas de hoje, indisciplina, é algo que atormenta a educação hoje em dia, e a culpa é sempre do incompetente do professor, porque não sabe educar os filhos dos outros... Divirtam-se!

Joãozinho entra de fininho na sala de aula e é surpreendido pela professora:
— Atrasado de novo, Joãozinho?
— Pois é, professora... Acontece!
— Acontece? — exclama ela, exaltada — Você anda muito indisciplinado, garoto! Quando não chega atrasado nas aulas, falta. O que você pretende ser se comportando assim?
— Político, professora!

Durante uma aula da educação infantil, a professora serve leite com biscoitos para seus alunos com o objetivo de ensiná-los a ter bons modos à mesa. Após servir todas as crianças, Mariazinha, acidentalmente, derrama o copo de leite dela no chão. A professora, pronta para tratar com uma questão de indisciplina, vai até a menina e faz a seguinte pergunta:
- Mariazinha, o que a sua mãe faz em casa em uma situação como essa?
A menina aponta para o copo derramado no chão de diz:
- Ora, professora, ela pega o pano e limpa. Não fica ai parada me olhando com cara de tonta.

O professor pergunta para Joãozinho:
- Qual será sua profissão Joãozinho?
- Vou ser Cientista da Computação!
- O que Cientista da Computação faz?
- Cientista da Computação é um bicho indisciplinado. Bebe cachaça, anda de moto e passa a noite na zona!
- Joãozinho! Vá agora mesmo para diretoria!
Joãozinho vai para casa e sua mãe pergunta:
- Porque chegou mais cedo meu filho?
- Porque eu falei que vou ser Cientista da Computação…
- O que Cientista da Computação faz?
- Cientista da Computação é um bicho indisciplinado. Bebe cachaça, anda de moto e passa a noite na zona!
- Joãozinho! Vá para o quarto agora!
Joãozinho fica de castigo, pensa, pensa e volta para falar com a mãe.
- Mãe?… Então vou ser Estagiário!
- O que Estagiário faz?
- Estagiário é um bicho molenga. Bebe guaraná, anda de bicicleta e passa a noite assistindo filme pornô!

No primeiro dia de aulas numa escola secundaria a professora
apresentou aos alunos um novo colega, Sakiro Suzuki, do Japão.
A aula começa e a professora: Vamos lá testar os vossos conhecimentos de história e política.
Quem disse: 'Dê-me a liberdade ou a morte'?
Silêncio total na sala.
Apenas Suzuki levanta a mão e diz:
- Patrick Henry em 1775 em Filadélfia.
Muito bem, Suzuki.
E quem disse: 'O estado é o povo, e o povo não pode afundar-se.'?
- Abraham Lincoln em 1863 em Washington.
A professora olha os alunos e diz:
- Vocês não têm vergonha?
Suzuki é japonês e sabe mais sobre a história americana do que vocês!
Então, ouve-se uma voz baixinha, lá ao fundo:
Vai levar no ... , japonês filho da p...!
Quem foi?! grita a professora.
Suzuki levanta a mão e sem esperar responde:
- General McArthur em 7 de dezembro de 41 em Pearl Harbour, e Lee Iacocca em 1982 na Assembléia Geral da Chrysler.
A turma fica silenciosa, apenas se ouve ao fundo da sala:
- Acho que vou vomitar.
A professora grita:
- Quem foi?
E Suzuki:
- George Bush (pai) ao Primeiro-Ministro Tanaka durante um almoço, em Tókio, em 1991.
Um dos alunos grita:
- Chupa-me a gaita!
E a professora muito irritada, grita:
- Já chega! Quem foi agora?
E Suzuki, sem hesitações:
- Bill Clinton a Mônica Lewinsky, na Sala Oval da Casa Branca, em Washington, 1997.
E outro aluno levanta-se e grita:
- Suzuki é uma merda!
E Suzuki responde:
- Valentino Rossi após o GP de Motociclismo no Rio de Janeiro em 2002.
A turma fica histérica, a professora desmaia, abre-se a porta e entra o director, que pergunta:
- Que merda é esta?! Nunca vi uma confusão destas!
E Suzuki continua:
- José Sócrates para o Ministro da Administração Interna ao ler o relatório sobre a coordenação do combate aos incêndios florestais.
O diretor fica irado com a indisciplina da turma e exclama:
- Cambada de mariquinhas filhos de uma vaca, vocês tem que ser homens a sério!
E Suzuki fecha:
- Jorge Jesus depois do Benfica-Académica, do Nacional-Benfica e do Guimarães-Benfica.

Um menino estava lá na escola, quando de repente viu um papelzinho no chão. Ele foi lá e mostrou para a professora. A professora, ao ver o conteúdo desse papelzinho, falou:
- Seu aluno indisciplinado! Vai já pra diretoria!
Ele foi pra diretoria. A diretora pediu para ver o tal papelzinho, e dí disse:
- Você está expulso da escola, trate de dar o fora e nunca mais volte!!!
O menino voltou pra casa. Lá, a mãe dele perguntou:
- O que aconteceu, filho?
- É que eu achei um papelzinho na escola, daí eu mostrei para a professora, a professora me mandou para a diretoria, eu mostrei para a diretora e ela me expulsou da escola!
- E onde está esse papelzinho?
Ele mostrou o papelzinho pra mãe e a mãe falou:
- Seu mal educado, dá o fora daqui e nunca mais volte!!!
E ela tirou o muleque da casa! Daí, ele ficou na rua, andando lá, e viu um mendigo. O mendigo perguntou pra ele o que tinha acontecido, e ele disse:
- É que eu achei um papelzinho na escola, daí eu mostrei para a professora, a professora me mandou para a diretoria, eu mostrei para a diretora e ela me expulsou da escola! Daí, eu voltei para casa. Mostrei pra minha mãe o papel e ela me expulsou de casa, e agora eu tô aqui.
- E cadê esse papel.
E o menino mostrou pra ele o papel, e ele encheu de porrada o muleque. De repente apareceu um policial e perguntou:
- Ei, o que tá acontecendo aqui?
- É que eu achei um papelzinho na escola, daí eu mostrei para a professora, a professora me mandou para a diretoria, eu mostrei para a diretora e ela me expulsou da escola! Daí, eu voltei para casa. Mostrei pra minha mãe o papel e ela me expulsou de casa, e, na rua, eu encontrei com esse mendigo. Eu expliquei pra ele o que tinha acontecido e mostrei o papelzinho pra ele e ele me encheu de porrada. Agora eu tô aqui.
- Me passa esse tal papel.
- Tá aqui.
O policial encheu ele de cacetada e levou ele pra delegacia. Lá, o delegado perguntou:
- O que está havendo?
- É que eu achei um papelzinho na escola, daí eu mostrei para a professora, a professora me mandou para a diretoria, eu mostrei para a diretora e ela me expulsou da escola! Daí, eu voltei para casa. Mostrei pra minha mãe o papel e ela me expulsou de casa, e, na rua, eu encontrei com esse mendigo. Eu expliquei pra ele o que tinha acontecido e mostrei o papelzinho pra ele e ele me encheu de porrada. E daí veio esse policial e me pediu pra explica a minha história, e me pediu o papelzinho, eu dei pra ele e ele me encheu de porrada e me trouxe aqui.
- E cadê esse tal papelzinho?
O menino deu pra ele e o delegado condenou ele pra cadera elétrica. Lá, o homem da cadera elétrica perguntou:
- Que te aconteceu menino?
- É que eu achei um papelzinho na escola, daí eu mostrei para a professora, a professora me mandou para a diretoria, eu mostrei para a diretora e ela me expulsou da escola! Daí, eu voltei para casa. Mostrei pra minha mãe o papel e ela me expulsou de casa, e, na rua, eu encontrei com esse mendigo. Eu expliquei pra ele o que tinha acontecido e mostrei o papelzinho pra ele e ele me encheu de porrada. E daí veio um policial e me pediu pra explica a minha história, e me pediu o papelzinho, eu dei pra ele e ele me encheu de porrada e me levou pra delegacia. Lá, o delegado viu o papel e me condenou pra cadera elétrica. E agora eu estou aqui.
- E cadê o papel?
O menino mostrô pra ele o papel e ele botô ele na cadera e virou a chave. O menino foi pro céu, e lá, São Pedro pediu para que ele contasse o que aconteceu para que ele morrese.
- É que eu achei um papelzinho na escola, daí eu mostrei para a professora, a professora me mandou para a diretoria, eu mostrei para a diretora e ela me expulsou da escola! Daí, eu voltei para casa. Mostrei pra minha mãe o papel e ela me expulsou de casa, e, na rua, eu encontrei com esse mendigo. Eu expliquei pra ele o que tinha acontecido e mostrei o papelzinho pra ele e ele me encheu de porrada. E daí veio um policial e me pediu pra explica a minha história, e me pediu o papelzinho, eu dei pra ele e ele me encheu de porrada e me levou pra delegacia. Lá, o delegado viu o papel e me condenou pra cadera elétrica. O cara da cadera elétrica me pediu pra contá minha história e me pediu o papelzinho. Ele me botô na cadera e me matou e agora eu tô aqui.
- E onde está esse papel, menino?
- Tá aqui.
São Pedro olhou o papel e disse:
- Seu $¨@:¨{`>:&*@&>{`$>~^ $>&$>! Você vai pro inferno muleque!
E lá, o diabo pediu para que ele contasse sua história.
- É que eu achei um papelzinho na escola, daí eu mostrei para a professora, a professora me mandou para a diretoria, eu mostrei para a diretora e ela me expulsou da escola! Daí, eu voltei para casa. Mostrei pra minha mãe o papel e ela me expulsou de casa, e, na rua, eu encontrei com esse mendigo. Eu expliquei pra ele o que tinha acontecido e mostrei o papelzinho pra ele e ele me encheu de porrada. E daí veio um policial e me pediu pra explica a minha história, e me pediu o papelzinho, eu dei pra ele e ele me encheu de porrada e me levou pra delegacia. Lá, o delegado viu o papel e me condenou pra cadera elétrica. O cara da cadera elétrica me pediu pra contá minha história e me pediu o papelzinho. Ele me botô na cadera e me matou, daí eu fui prô céu. Lá, eu contei minha histrória pro São Pedro, mostrei o papel e ele me mandou aqui.
- E onde está o papel?
O menino foi mostrar o papel, mas de repente veio um fogo e queimou o papel.
F I M


fonte: Debatendo a Escola






Permalink:





Sobre o Autor:
Crazyseawolf Para saber mais sobre o autor deste blog, visite o seu perfil no Google+ ou este link . Para enviar uma mensagem, clique aqui . Para outras informações, leia o FAQ .



0 Comentando aqui :

Postar um comentário

Pessoal, comentem, críticas e elogios serão bem aceitos. E eu respondo, posso demorar mas respondo. Esse velho lobo do mar tarda mas não falha!!!!

Leia antes a minha Política de Comentários.

Se quiser deixar o link de uma postagem sua, utilize o código abaixo trocando o que está escrito em letra maiúscula:

<p><abbr><em><strong>SEU NOME</strong> - último post do blog... <a href="<strong>LINK-DA-POSTAGEM</strong>"><strong>TÍTULO DA POSTAGEM</strong></a></em></abbr><p>

Related Posts with Thumbnails
Google
 
 
Template Denim, criado por Darren Delaye, customizado por Crazyseawolf.