Pesquisa personalizada

sexta-feira, 10 de maio de 2013

Piadas de dor





Nesta semana, a quantidade de dor que sinto em meu corpo é imensa! Dói tudo quanto é lugar, até onde vocês possam estar imaginando. Logo, para se divertirem da minha desgraça, que tal ler piadas relacionadas com dor? Algumas são para maiores de 18 anos!

Um pinguço, depois de muita cachaça, tava com o estômago embrulhado. Completamente torto, ele entra na igreja durante a missa, justamente na hora da comunhão.
Não teve dúvida e entrou na fila também. Chegada a sua vez e abre o bocão pra receber a hóstia. Quando o padre viu o estado do cara, deixou-o de lado e não deu a comunhão, continuando com os outros fiéis.
O bêbado ficou lá parado, esperando para receber também.
Quando o padre termina, dá meia volta e está indo pro altar, aí ouve o bêbado berrar:
-Como é que é, meu camarada? Vai dar ou não vai dar esse Sonrisal pra mim?

Um dia, passeando pelo paraíso, Adão observou alguns animais reclamando que sentiam dores de cabeça. Então ele olhou para o céu e perguntou:
- Deus, o que é dor de cabeça?
E uma voz no céu respondeu:
-Me dê uma costela e tire um cochilo. Daqui a pouco eu te mostro.

O português diz para a mulher:
- Não agüento mais essa dor de dente!
A mulher:
- Então vá ao dentista, ué!
Ele foi e voltou todo contente. A mulher perguntou:
- Como foi lá no dentista?
- Eu arranquei o dente, Maria!
- Quer dizer então que não dói mais?
O português responde irritado:
- Como vou saber se o dente ficou lá no dentista, sua burra.

A loura chega no escritório mal podendo falar:
-- Estou com uma dor de garganta muito grande!!! Acho que vou para casa.
Sua colega morena respondeu:
-- Tenho uma receita infalível. Quando estou com dor de garganta, vou para casa, chupo o pin.to de meu marido e engulo tudo. Fico boa logo em seguida.
-- Hmm!!! Vale a pena experimentar.
Duas horas depois volta a loura.
-- Já de volta?
-- Adorei sua receita. É realmente infalível.
-- Não disse?
-- A propósito, seu marido lhe mandou lembranças!!!

O caipira vai ao médico reclamando de dores no pênis.
- Quantas relações sexuais o senhor tem por semana? - pergunta o doutor, antes de examiná-lo.
- Assim de cabeça não sei contar não, seu doutô!
- Como não sabe contar?
- É que eu fugi da escola novinho! Só sei contar até dez!
- Dez? - perguntou incrédulo o doutor. - Então vou mudar a minha pergunta: quantas relações sexuais o senhor teve ontem?
- Agora facilitô! Ontem eu acordei de madrugada dei uma, de manhã, antes do café, dei outra; depois do café, mais uma; aí fui trabalhar no cafezal. Lá pelas dez horas a patroa foi me levar um lanchinho e...
- O senhor deu mais uma?
- Não, seu doutô! Aí eu dei duas! Depois, antes do almoço, dei outra, tirei um cochilo, dei outra, vortei pro cafezal. Quando deu de tarde, fui pra casa e dei mais uma antes do jantar... aí fui dormi porque já estava ficando cansado!
- Então o senhor deu sete?
- Se não esqueci nenhuma...
- Então taí o problema! O seu pênis está doendo porque você está fazendo sexo demais!
E o matuto:
- Ai, que alívio...
- Alívio? Por quê?
- Pensei que fosse as punhetas que eu toco quando tô no cafezal!

Uma mulher que tinha a pior dor de cabeça crônica, como último recurso procurou um médico holístico da moda.
- Doutor, eu já tentei de tudo, mas essa dor de cabeça não desaparece - disse ela.
O médico retrucou:
- Você veio ao lugar certo! Eu quero que você faça o seguinte: vá para casa, mire-se no espelho, coloque os dois indicadores em suas têmporas e repita esta mantra: "Minha dor de cabeça não é real", "Minha dor de cabeça não é real". Faça isso até que a dor de cabeça desapareça.
A mulher deixou o consultório cética, porém curiosa ao mesmo tempo.
Já no elevador, ela postou-se de frente para o espelho, colocou os dois dedos nas têmporas e começou: "Minha dor de cabeça não é real", "Minha dor de cabeça não é real", "Minha dor de cabeça não é real", "Minha dor de cabeça não é real".
Quando acabou de dizer pela quarta vez, ela se deu conta de que a dor de cabeça havia desaparecido. Aturdida e maravilhada ela correu de volta ao consultório.
- Doutor, o senhor é um gênio! Posso lhe encaminhar meu marido? Ele está tendo problemas com certo departamento... como posso dizer...?
- Quando foi a última vez que vocês fizeram sexo?
- Há mais ou menos oito anos - disse ela.
- Então mande-o aqui - disse o médico.
Uns dias depois, já respirando sedutoramente, ela aguardava que o marido retornasse da visita ao médico.
Assim que chegou, ele a empurrou para o sofá e a amou selvagem e apaixonadamente.
Quando terminou, ele foi direto ao banheiro.
Mais alguns minutos e eis que ele retorna, atiçado em sua libido e começando tudo novamente como um jovem insaciável.
Depois de outra hora de sexo magistral ele se tranca novamente no banheiro.
Nestas alturas, a esposa estava irremediavelmente curiosa. Andando na ponta dos pés, ela foi até a porta do banheiro, agachou-se e, pelo buraco da fechadura, viu o marido encarando o espelho, com os dois dedos nas têmporas, repetindo:
- Essa mulher não é a minha esposa, Essa mulher não é a minha esposa, Essa mulher não é a minha esposa...


fonte: Pi-Piadas




Permalink:





Sobre o Autor:
Crazyseawolf Para saber mais sobre o autor deste blog, visite o seu perfil no Google+ ou este link . Para enviar uma mensagem, clique aqui . Para outras informações, leia o FAQ .



0 Comentando aqui :

Postar um comentário

Pessoal, comentem, críticas e elogios serão bem aceitos. E eu respondo, posso demorar mas respondo. Esse velho lobo do mar tarda mas não falha!!!!

Leia antes a minha Política de Comentários.

Se quiser deixar o link de uma postagem sua, utilize o código abaixo trocando o que está escrito em letra maiúscula:

<p><abbr><em><strong>SEU NOME</strong> - último post do blog... <a href="<strong>LINK-DA-POSTAGEM</strong>"><strong>TÍTULO DA POSTAGEM</strong></a></em></abbr><p>

Related Posts with Thumbnails
Google
 
 
Template Denim, criado por Darren Delaye, customizado por Crazyseawolf.