Postagem em destaque

10 motivos pelos quais eu odeio o Natal

Eu odeio festas de fim de ano, principalmente o natal. Sinceramente eu não me encaixo nesse status quo onde a hipocrisia das pessoas parec...

quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Jelly, pois o zumbismo virtual tem que continuar!

Para contribuir com o zumbismo virtual, foi lançado nesta semana o aplicativo Jelly, mais serviço de perguntas e respostas para Android e iOS, criado pelo fundador do Twitter Biz Stone e Ben Finkel, ex-Twitter e criador do antigo Fluther... Mas pera aí, outro mais do mesmo? Já não existe o Quora e o Yahoo! Respostas????

Joy of Tech - His mind turned to Jelly
O Jelly funciona como uma rede social, onde você posta uma dúvida ou pergunta, e seus contatos, que podem ser do Twitter ou Facebook as respondem. Se ninguém sabe, a pergunta pode ser compartilhada e alcançar um número maior de usuários, mas inicialmente a pergunta e visível apenas por você e seus contatos. Um motor de buscas sociais, mas humano...

A idéia é interessante, mas é mais um motivo para você se manter preso ao seu celular e contribuir com o zumbismo virtual, se mantendo afastado das pessoas e preso num mundo só seu.



Caso queira saber mais ou experimentar o Jelly, acesse o seu blog oficial.

Em tempo, eu sou um anti-social, não gosto de estar no meio com muitas pessoas, por isso quase sempre evito festas e confraternizações ou qualquer outra coisa, e muitos devem estar pensando porque sou contra o zumbismo que está afetando a maiorias das pessoas, que os afastam da realidade... Isso não seria perfeito para mim? Claro, só que pratico isso em momentos que eu realmente não estou afim de conversar com quem eu não quero, os fones de ouvidos também são perfeitos para isso, seja no ambiente de trabalho ou em casa.

A minha crítica em relação ao zumbismo virtual é o comportamento de pessoas que no trabalho, na escola, andando pelas ruas, saindo para um bar ou para jantar, não conseguem largar o celular de jeito nenhum, conforme a webcomics acima, parecem estar completamente hipnotizadas e dependentes do dispositivo. Como se o celular fosse uma extensão de seus próprios corpos.

2 comentários:

  1. Digo a você que ando de bicicleta por ai e vejo esses Zumbis ambulantes que ficam o celular no ouvido e parecem um bando de cavachão as vezes a gente tem dar um grito Presta atençãooooooooooooooooooooooooooooooooooooo zumbi olha pra frente não para o chao!

    ResponderExcluir

Pessoal, comentem, críticas e elogios serão bem aceitos. E eu respondo, posso demorar mas respondo. Esse velho lobo do mar tarda mas não falha!!!!

Leia antes a minha Política de Comentários.

Se quiser deixar o link de uma postagem sua, utilize o código abaixo trocando o que está escrito em letra maiúscula:

<p><abbr><em><strong>SEU NOME</strong> - último post do blog... <a href="<strong>LINK-DA-POSTAGEM</strong>"><strong>TÍTULO DA POSTAGEM</strong></a></em></abbr><p>

Related Posts with Thumbnails
Google