sábado, 10 de janeiro de 2009

Terroristas/ traficantes; Gaza/ Rio...

As cenas do conflito em Gaza são, para o telespectador comum , emocionantes, tristes e fortes. Para nós que vivemos abaixo do equador, cujo lema é levar vantagem em tudo, não consegue compreender ou entender a razão dos conflitos lá no Oriente Médio ou em qualquer outra região. Nós, brasileiros, não entendemos os conceitos de nacionalismo ou etnia. A guerra em si é um ato cruel contra a vida, mas...

... Me pergunto qual deve ser a posição de Israel perante grupos terroristas, que incessantemente atacam seu território. Diálogo, já foi tentado, e muito. O ódio entre os judeus e os mulçumanos é milenar e não vai ter fim.

Parece uma briga de família, já que esses dois povos, segundo a Bíblia(?) são descendentes de Abraão, que num passado distante tomaram rumos diferentes e brigam entre si até hoje. E a coisa foi agravada quando foi imposto o Estado de Israel em pleno solo Palestino, após a 2ª grande guerra. Do jeito que se apresenta, esse conflito não vai chegar nunca a uma conclusão, a não ser que um dos lados seja totalmente varrido da face da Terra.

Quem está certo, quem está errado? Eu não sei dizer, e ninguém sabe.

Mas voltando a questão sobre o que Israel deve fazer contra esses ataques, e faço um paralelo com o problema dos morros no Rio de Janeiro. Desculpem-me mas sou um tanto radical nesse sentido.

Tenho a minha opinião de que a polícia e/ou exército deve atacar os morros a todo custo. Aqueles que nada tem a ver com os traficantes, que são inocentes devem sair de lá e deixar que as forças militares façam o serviço completo, agora, aqueles que protegem tais traficantes, são cúmplices e tão criminosos quanto eles, e portanto que sofram as conseqüências. Estarei eu sendo insensível?

Voltando ao conflito da faixa de Gaza, guardadas as devidas proporções, há uma certa semelhança entre os terroristas e os traficantes do Rio. Eles se infiltram no meio do povo e são acobertados. Com a tecnologia que possui, Israel consegue determinar de onde são lançados os mísseis, e assim responde no sentido de destruir tais bases. O problema é que os terroristas usam qualquer local como base, seja uma igreja, uma escola, assim como nossos traficantes. E eles tem o apoio do povo, o que é píor!

Aqui esse apoio vem da descrença na nossa polícia e nos nossos políticos, lá a religião é que está no cerne da coisa, pois o próprio Allah diz que os inimigos devem ser exterminados a todo custo, os fins justificam os meios, o que eu acho uma tremenda babaquice.

A solução, ao meu ver é bem simples, cortar o Estado de Israel em dois, criando assim o Estado da Palestina, cada lado recolhendo suas armas e trabalhando juntos para incentivar a paz na região. Outra coisa, que o resto do ocidente não atrapalhe e deixe que eles sigam seus caminhos da melhor forma possível, e que cada um venere o seu Deus da maneira que quiser.

Mas será que Israel estaria disposto a ceder sua rica tecnologia em benefício de todos na região? Hummm, mas lá também é uma região rica em petróleo, e os interesses dos grandes sheiks, como é que fica?

Fonte da imagem: Latuff
(by A. J. Rosário - 11/01/2009)


7 comentários:

  1. Eles não disputam território, pois se fosse isso seria fácil de ser resolvido. Vejo mais como uma disputa de egos, de vaidade, onde estão disputando quem está certo, quem é o dono da verdade.
    E se a paz não ocorre, também é porque tem muita gente ganhando dinheiro com isso. Países dão dinheiro, mas certamente uma boa parte para nas mãos de pessoas que querem mais é a guerra, e que ficam bem longe do conflito, usufruindo tudo de bom que o dinheiro pode lhes oferecer.

    Essa briga de vaidade é que nem de crianças mimadas, que ficam brigando para ver de quem a mãe gosta mais, até um dia que amadurecem e percebem que isso não tem importância nenhuma, que ela gosta dos dois, cada qual do seu modo, com suas características, mas sem distinção. E quando percebem isso veem o quanto poderiam ser sido felizes desde crianças.

    ResponderExcluir
  2. Carlos: Crianças mimadas? É uma briga que dura mais de 2000 anos!!! Mas gostei da comparação.
    A coisa é complicada! E você tem razão, tem muita gente lucrando com isso, como sempre em qualquer guerra.

    ResponderExcluir
  3. Cidão, eu gostei do teu ponto de vista, como sempre...

    Para mim, nada justifica uma guerra, nada!

    ResponderExcluir
  4. Du: Sou a favor da paz, mas existem situações na qual não se deve passa a mão na cabeça. Tem horas que o diálogo não funciona.
    Também concordo com você, nada justifica mesmo, e que me perdoem quem se sentir ofendido, mas conflitos por causa do fanatismo e da religião para mim não tem sentido nenhum, são coisas de babacas, para não dizer coisa pior!!

    ResponderExcluir
  5. Só acho que pra se ter um ponto de vista mais apurado e correto... sem ficar falando baboseiras, têm que se, ao menos, conhecer os territórios acima citados...
    Pelo que pude perceber nenhum de vcs conhecem do que estão falando... muito menos o dono do blog, que nunca deve ter passado nem perto do Estado do Rio... se ele conhecesse não falaria tantas asneiras... e quanto a Israel e Palestina o que ocorre é simplesmente o que ocorre no mundo todo... afinal o USA é o maior representante de que toda Guerra há LUCRO... meus amigos da região de Gaza cansam de me explicar que o que a TV Ocidental mostra não é nada do que ocorre... resumindo... os povos judeus e palestinos não brigam... quem perpetua essa "briga" são os governantes que sempre são salafrários (qualquer semelhança com os nossos é mera coincidência)... espero que entendam e parem de ficar falando merda... fui...

    ResponderExcluir
  6. Anônimo: Antes de tudo, identifique-se. É muito fácil e confortável se esconder no anonimato.

    Leia a história dessa região e a evolução dos conflitos antes de falar asneiras.

    Espero que volte, para uma discussão amigável, mas mostrando mesmo a sua cara!

    ResponderExcluir
  7. primeiramente... "Leia a história dessa região e a evolução dos conflitos antes de falar asneiras"

    tá de sacanagem né? pow cara acabei de lhe dizer tudo acima... e não me vem com essa de 'produto enlatado' meu irmão...
    ler o que "eles" querem?
    prefiro acreditar em quem VIVE na faixa de Gaza cara...

    depois disso ainda quer que eu não fique no anonimato? fala sério...

    e quero que fique claro aqui... não tenho nada contra ninguém, muito menos o dono do blog... e por usar algumas palavras mais duras, não quer dizer que eu não esteja fazendo uma discussão amigável... grato...

    ResponderExcluir

Pessoal, comentem, críticas e elogios serão bem aceitos. E eu respondo, posso demorar mas respondo. Esse velho lobo do mar tarda mas não falha!!!!

Leia antes a minha Política de Comentários.

Se quiser deixar o link de uma postagem sua, utilize o código abaixo trocando o que está escrito em letra maiúscula:

<p><abbr><em><strong>SEU NOME</strong> - último post do blog... <a href="<strong>LINK-DA-POSTAGEM</strong>"><strong>TÍTULO DA POSTAGEM</strong></a></em></abbr><p>

Artigos recentes

Linkem me:

Related Posts with Thumbnails
Google