Pesquisa personalizada

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Piadas de tecnologia





O tema das piadas desta semana, a tecnologia, está relacionada a certas reuniões entre professores que "acham" que ela é a salvação da Educação. Tem cada baboseira que é dita... Divirtam-se com as piadas de tecnologia!

Tenho uma amiga muito linda, recentemente formada em Engenharia de Telecomunicações. Uma vez um cara estava tentando impressionar ela, e ela estava com um livro de Java embaixo do braço. Aí o cara solta:
- Eu já li esse livro! Que legal, né?
Aí minha amiga:
- É, legal mesmo! Então, em que linguagem que você programa?
- Ah, em português mesmo!

Quando a NASA iniciou o lançamento de astronautas, descobriram que as canetas não funcionariam com gravidade zero. Para resolver este enorme problema, contrataram a Andersen Consulting, hoje Accenture. Empregaram uma década e 12 milhões de dólares. Conseguiram desenvolver uma caneta que escreve com gravidade zero, de ponta cabeça, debaixo d’água, em praticamente qualquer superfície, incluindo cristal, e em variações de temperatura desde abaixo de zero até mais de 300 graus Celsius.
Os russos usaram um lápis.

Três homens estavam sentados nus numa sauna. Um americano, um japonês e um brasileiro.
De repente um bip soa. O americano pressiona seu antebraço e o barulhinho pára.
Os outros olham para ele curiosos.
- É meu pager, meu aparelhinho de bip, ele fala. Tenho um microchip sob a pele do meu braço.
Poucos minutos depois, um telefone toca. O japonês ergue a palma da mão até sua orelha.
Quando ele acaba, explica:
- Esse é meu telefone celular. Tenho um microchip na minha mão. O brasileiro, sentindo-se por fora de tanta tecnologia, sai da sauna. Poucos minutos depois, ele retorna com um pedaço de papel higiênico pendurado na bunda. Os outros dois erguem as sombrancelhas e perguntam:
- Mas o que é isso?
E o brasileiro:
- É que tô recebendo um fax...

Com a aproximação do inverno, após a morte do velho cacique, os índios foram ao novo cacique perguntar:
— Chefe, o inverno este ano será rigoroso ou ameno?
O novo cacique, vivendo tempos modernos, não tinha aprendido como seus ancestrais os segredos de meteorologia, mas não podia demonstrar insegurança ou dúvida. Por algum tempo olhou para o céu, estendeu as mãos para sentir os ventos, e em tom sereno e firme, disse:
— Teremos um inverno muito forte! É bom ir colhendo muita lenha!
Na semana seguinte, preocupado com o chute, foi escondido ao telefone público, atrás das montanhas, e ligou para o Serviço Nacional de Meteorologia. Ouviu a resposta:
— Sim, o inverno deste ano será muito frio!
Sentindo-se mais seguro, dirigiu-se ao seu povo novamente:
— É melhor recolhermos mais lenha! Teremos um inverno rigoroso!
Dois dias depois, ligou novamente para o Serviço de Meteorologia e ouviu a confirmação:
— Sim. Este ano o inverno será rigoroso.
Voltou ao povo e disse:
— Teremos um inverno muito rigoroso. Recolham todo e qualquer pedaço de lenha que encontrarem. Teremos que aproveitar até os gravetos.
Uma semana depois, ainda não satisfeito, ligou outra vez:
— Vocês têm certeza de que teremos um inverno tão rigoroso assim?
— Sim. Este ano teremos o maior frio do século. Deve morrer muita gente de frio.
— Como vocês têm tanta certeza assim?
— É que este ano os índios estão recolhendo lenha como nunca se viu!

Durante escavações nos EUA arqueólogos descobriram, a 100 m de profundidade, vestígios de fios de cobre que datavam do ano 1000. Os americanos concluíram que seus antepassados já dispunham de uma rede telefônica naquela época.
Os argentinos, para não ficarem para trás, escavaram também seu sub-solo, encontrando restos de fibras ópticas a 200 m de profundidade. Após minuciosas análises, concluíram que elas tinham 2.000 anos de idade. Os argentinos concluíram, triunfantes, que seus antepassados já dispunham de uma rede digital a base de fibra óptica quando Jesus Nasceu!
Uma semana depois, em Belo Horizonte, foi publicado o seguinte anúncio: Após escavações arqueológicas no sub-solo de Contagem, Betim, Formiga, Juiz de Fora, Varginha, Poços de Caldas, Machado e diversas outras cidades mineiras, até uma profundidade de 500 metros, os cientistas Mineiros não encontraram absolutamente nada.
Assim se conclui que os antigos Mineiros já dispunham há 5.000 anos de uma rede de comunicações wireless.
Uai sô......nóis é mais mió de bão.

Nova tecnologia bancária - Estimados clientes:
As agências bancárias informam que, a partir do próximo mês, estarão disponíveis ao público os novos caixas automáticos, do tipo "Drive-Through", que permitem a retirada de dinheiro sem sair do seu veículo. A fim de facilitar aos nossos clientes a utilização dos referidos caixas, foram estabelecidos os seguintes procedimentos, que convidamos a ler atentamente:

PROCEDIMENTO MASCULINO:

01 - Aproximar o veículo do caixa automático.
02 - Introduzir o cartão.
03 - Digitar o código.
04 - Digitar o valor do montante desejado.
05 - Retirar o cartão, o dinheiro e o recibo.
06 - Fechar o vidro e pôr o veículo em movimento.

PROCEDIMENTO FEMININO:

01 - Aproximar o veículo do caixa automático
02 - Fazer marcha a ré e tentar conseguir alinhar a janela com a caixa.
03 - Voltar a pôr o motor em funcionamento, após ter morrido.
04 - Descer o vidro.
05 - Encontrar a bolsa e despejar todo o conteúdo no banco do passageiro para encontrar o cartão.
06 - Encontrar o estojo de maquiagem e retocar o baton no retrovisor.
07 - Tentar inserir o cartão no caixa.
08 - Abrir a porta do veículo para facilitar o acesso ao caixa, devido à excessiva distância entre este e o caixa.
09 - Inserir o cartão.
10 - Voltar a inserir o cartão, desta vez na posição correta.
11 - Voltar a abrir a bolsa para encontrar a agenda onde está a senha.
12 - Digitar a senha.
13 - Cancelar a operação e digitar a senha correta.
14 - Digitar o valor do montante desejado.
15 - Retocar a maquiagem no retrovisor.
16 - Retirar o dinheiro e o recibo.
17 - Abrir a bolsa para encontrar a carteira e guardar o dinheiro.
18 - Colocar o recibo na agenda, mais especificamente na parte dos endereços e números de telefone.
19 - Voltar a retocar o baton.
20 - Pôr o veículo em movimento e avançar dois ou três metros.
21 - Fazer marcha à ré até a caixa.
22 - Retirar o cartão.
23 - Abrir a bolsa para encontrar a carteira e guardar o cartão no respectivo compartimento.
24 - Voltar a pôr o motor em funcionamento, após ter morrido.
25 - Dirigir durante cinco ou seis quilômetros.
26 - Destravar o freio de mão.

fonte: Gepoteriko



Permalink:





Sobre o Autor:
Crazyseawolf Para saber mais sobre o autor deste blog, visite o seu perfil no Google+ ou este link . Para enviar uma mensagem, clique aqui . Para outras informações, leia o FAQ .



0 Comentando aqui :

Postar um comentário

Pessoal, comentem, críticas e elogios serão bem aceitos. E eu respondo, posso demorar mas respondo. Esse velho lobo do mar tarda mas não falha!!!!

Leia antes a minha Política de Comentários.

Se quiser deixar o link de uma postagem sua, utilize o código abaixo trocando o que está escrito em letra maiúscula:

<p><abbr><em><strong>SEU NOME</strong> - último post do blog... <a href="<strong>LINK-DA-POSTAGEM</strong>"><strong>TÍTULO DA POSTAGEM</strong></a></em></abbr><p>

Related Posts with Thumbnails
Google
 
 
Template Denim, criado por Darren Delaye, customizado por Crazyseawolf.