domingo, 9 de junho de 2019

Saiba o que o Vaticano, os evangélicos americanos e os satanistas dizem sobre a IA

Como a IA vem amplamente sendo utilizada nas diversas áreas da tecnologia e das interações humanas, é interessante conhecer a visão de algumas religiões... Pelo menos aquelas ligadas ao Cristianismo (faltaram as outras, mas tais pensamentos devem ser semelhantes!)

fonte: The Next Web
Os religiosos vem contemplando a ameaça existencial da inteligência artificial por milênios. Muito antes da Alexa escutar as nossas conversas ou as ameaças profundas da segurança das mulheres, os autômatos do Golem do Judaísmo e da mitologia grega vagavam por textos religiosos.

Hoje, os líderes religiosos estão enfrentando as implicações éticas da IA ​​moderna e, em muitos aspectos, estão mais organizados e coerentes do que a maioria dos políticos e acadêmicos. Na verdade, é provavelmente seguro dizer que as posições oficiais do Vaticano, dos Batistas do Sul e dos Evangélicos e da Igreja de Satanás adotam uma posição ética mais firme sobre a tecnologia da IA ​​do que a maioria dos governos e universidades.

Antes dos robôs, Satanás

Em 1988, Anton Szandor LaVey, fundador da Igreja de Satã, lançou um programa de cinco pontos chamado "Revisionismo Pentagonal" em resposta a décadas de perguntas sobre o que a igreja realmente representa e planeja fazer. O programa contém o equivalente satânico das metas do esquadrão para sua congregação, incluindo um esforço concentrado para atualizar idéias como a estratificação (sobrevivência do mais forte), tributação de todas as igrejas e um chamado para um retorno à “Lex Talionis” (legalização da retaliação). .

Mas, o mais interessante é que o programa também contém o seguinte ponto:
"Desenvolvimento e produção de companheiros humanos artificiais. A indústria proibida. Uma "dádiva de Deus" econômica que permitirá a todos o "poder" sobre outra pessoa. A escravidão educada, sofisticada e tecnologicamente viável. E a indústria mais lucrativa desde a TV e o computador."
Em essência, LaVey previu que a humanidade - pelo menos a parte que subscreve o ideal humanista adotado pela Igreja de Satanás - teria interesse em robôs sexuais e servos artificialmente inteligentes.

LaVey morreu em 1997, cedo demais para ver suas previsões ganharem a forma de robôs aspiradores de pó, assistentes virtuais e bonecas sexuais com personalidades da IA. Mas a liderança atual da Igreja ainda é dedicada a seus ideais. A ex-Alta Sacerdotisa e atual Magistra Blanche Barton, no início deste ano, publicou uma atualização sobre o plano de Revisionismo Pentagonal da Igreja:
"Os pontos quatro e cinco são o desenvolvimento e a promoção de humanóides e de ambientes totais. Cientistas e tecno-geeks estão fazendo um trabalho incrível nesses departamentos, desenvolvendo companheiros humanos artificiais extremamente realistas, tanto da boneca real quanto da variedade virtual de amigos no Facebook. Houve também um grande progresso na criação de ambientes totais - empreendimentos comerciais como Disneyland e o Mundo Mágico de Harry Potter abundam, enquanto muitas outras encenações periódicas permanentes e do tipo contos de fadas permitem a imersão total."

Evangélicos e Batistas do Sul

A comunidade evangélica divulgou recentemente um documento detalhando sua posição sobre a IA. Começa por suplicar aos cristãos que não temam a tecnologia, mas que a compreendam e a adotem. E E reconhece que a IA representa uma ameaça existencial, mas promete mitigar essas ameaças com a ajuda de Deus:
"Desejamos equipar a igreja para envolver proativamente o campo da IA, em vez de responder a essas questões depois que elas já afetaram nossas comunidades. À luz desse desejo e esperança, oferecemos as seguintes afirmações e negações sobre a natureza da humanidade, a promessa da tecnologia e a esperança para o futuro."
O que se segue são 12 áreas onde a tecnologia de IA apresenta motivos de preocupação e como os evangélicos lidam com elas. Primeiro, a igreja nega que os robôs possam se tornar pessoas:
"Negamos que qualquer parte da criação, incluindo qualquer forma de tecnologia, deva ser usada para usurpar ou subverter o domínio e a mordomia que foram confiados unicamente à humanidade por Deus; nem deve ser atribuído à tecnologia um nível de identidade humana, valor, dignidade ou agência moral."
Isso é importante porque, como o documento aponta, o Deus evangélico só pune os humanos:
"Negamos que os humanos possam ou devam ceder nossa responsabilidade moral ou responsabilidades a qualquer forma de IA que jamais será criada. Somente a humanidade será julgada por Deus com base em nossas ações e nas ferramentas que criamos."

Isso resolve o argumento “quem é o culpado” em torno do momento hipotético em que um robô mata um humano. Mas a igreja também diz que não devemos desenvolver AI de uso medicinal com o propósito de "melhorar, mudar ou completar seres humanos".

O documento também diz que os robôs não devem ser usados ​​para fins de sexo ou casamento, pelas mesmas razões pelas quais os humanos LGBTQIA + não devem se envolver no mesmo:
"Afirmamos a bondade do desígnio de Deus para a sexualidade humana que prescreve a união sexual como um relacionamento exclusivo entre um homem e uma mulher no convênio vitalício do casamento."
O documento expande ainda mais as suas políticas sobre o uso da IA ​​para a guerra (os humanos são responsáveis), a política (nunca devemos delegar à IA) e o trabalho (a IA não deve ser usada para nos dar uma vida de riqueza e lazer). Embora muitas das posturas dos evangélicos pareçam como contracultura em 2019, fica claro que a igreja está levando a inteligência artificial muito a sério.

Microsoft e o papa

O Vaticano e a Microsoft podem fazer amizades estranhas, mas eles estão alinhados quando se trata da IA. No início deste ano, o papa Francisco e o presidente da Microsoft, Brad Smith, realizaram uma reunião a portas fechadas para discutir a IA, que resultou na união de duas forças para financiar uma disputa.

O concurso, de acordo com o The Seattle Times, vem com um prêmio a ser concedido a "um indivíduo que defendeu com sucesso uma dissertação sobre questões éticas envolvendo a inteligência artificial". Poderíamos imaginar que as forças combinadas de uma empresa de tecnologia valem mais de um trilhão os dólares e a religião mais rica do mundo produziriam uma recompensa impressionante - mas estamos errados. O prêmio é de US$ 6.500.

Apesar dessa aspersão de ironia, o Papa Francisco e os cientistas do Vaticano estão realmente muito interessados ​​e bem informados sobre as tecnologias da IA. O Papa Francisco, ao dirigir-se à Pontifícia Academia, disse recentemente:
"Deve-se notar que a designação de "inteligência artificial", embora certamente eficaz, pode se arriscar a ser enganosa. Os termos escondem o fato de que - apesar do cumprimento útil de tarefas servis (este é o significado original do termo "robô"), os automatismos funcionais permanecem qualitativamente distantes das prerrogativas humanas de conhecimento e ação. E, portanto, eles podem se tornar socialmente perigosos."
Em outro comunicado, este ao Fórum Econômico Mundial, o Papa escreveu:
"Somente através de uma resolução firme compartilhada por todos os atores econômicos, podemos esperar que seja dada uma nova direção ao destino de nosso mundo. Assim também a inteligência artificial, a robótica e outras inovações tecnológicas devem ser empregadas de tal maneira que contribuam para o serviço da humanidade e para a proteção de nosso lar comum, em vez de pelo contrário, como algumas avaliações infelizmente prevêem."
A igreja católica, como os evangélicos e satanistas, valoriza a idéia de que a IA deve servir aos humanos. Todos os três vêem a tecnologia como uma ferramenta a ser usada para o benefício exclusivo da humanidade. Será interessante revisitar os temas religiosos em torno da IA ​​uma vez que - e se - a singularidade chegar.

As visões religiosas mudarão quando as máquinas se tornarem sencientes?

Bwahahahahahahahahaha!!!
A risada é por minha única e exclusiva conta! A religião, seja de qualquer tipo ou denominação já é piada pronta e só serve para atrasar o progresso da humanidade.
Como eu sempre digo, a religião é um câncer que corrói a humanidade desde sempre!

fonte: The Next Web

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pessoal, comentem, críticas e elogios serão bem aceitos. E eu respondo, posso demorar mas respondo. Esse velho lobo do mar tarda mas não falha!!!!

Leia antes a minha Política de Comentários.

Se quiser deixar o link de uma postagem sua, utilize o código abaixo trocando o que está escrito em letra maiúscula:

<p><abbr><em><strong>SEU NOME</strong> - último post do blog... <a href="<strong>LINK-DA-POSTAGEM</strong>"><strong>TÍTULO DA POSTAGEM</strong></a></em></abbr><p>

Related Posts with Thumbnails
Google