quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Boicote ao Twitter, violação dos termos e resposta de Jack Dorsey

Na última sexta-feira, Um movimento de mulheres boicotou o Twitter durante 24 horas, para mostrar apoio às mulheres vítimas de assédio sexual com a hashtag #WomenBoycottTwitter. Só que a razão desse boicote foi outra...

Joy of tech - Social media guilt

Para quem não sabe o que está acontecendo no mundo das celebridades, foi descoberto que um figurão da Hollywood, o produtor Harvey Weinstein assediava sexualmente várias atrizes, e o que realmente ocasionou o boicote foi o fato do Twitter bloquear a atriz Rose McGowan, e em seguida surgiram vários tweets em apoio a ela.

McGowan praticament soltou o berro no Twitter, condenando Weinstein e acusando atores como Matt Damon e Ben Affleck de protegê-lo. E a conta do Twitter de McGowan foi temporariamente bloqueada por "violar as regras do Twitter", a partir daí começou a reação das mulheres pela rede social.

Na verdade, o Twitter temporariamente suspendeu a conta de McGowan semana passada porque ela publicou um número de telefone particular em um tweet. E isso é uma clara violação dos termos de serviço da plataforma. Embora a conta de McGowan tenha sido eventualmente restaurada, o incidente destaca problemas em como o Twitter aborda os abusos em sua plataforma.

O CEO do Twitter Jack Dorsey, escreveu em uma série de oito Tweets, que a empresa reconhece que o comportamento no site silencia as vozes e que seus esforços para atualizar suas políticas nos últimos dois anos não foram suficientes.

"Trabalhamos intensamente nos últimos meses e nos concentramos hoje em tomar decisões críticas", disse ele, afirmando que eles "decidiram assumir uma posição mais agressiva nas nossas regras e como as aplicamos" e que nas próximas semanas, eles estarão apresentando "novas regras em torno de: avanços sexuais indesejados, nudez não consensual, símbolos de ódio, grupos violentos e tweets que glorificam a violência".

Desde o último ano, o Twitter vem introduzindo alguns recursos que ajudam a filtrar os tweets abusivos das respostas e a capacidade de bloquear certas palavras-chave. Em julho, a empresa disse que seus esforços estão funcionando. Ainda assim, não parece ir longe o suficiente, e em resposta aos tweets de Dorsey, vários usuários apontaram que o Twitter verificou supremacistas brancos como Richard Spencer. Dorsey respondeu que o Twitter está "reconsiderando nossas políticas de verificação", mas que não era uma prioridade tão alta quanto exigir suas regras.

Quanto ao boicote, ao meu ver, foi infundado dado que a atriz por não saber (com certeza) dos termos do serviço, acabou fazendo uma violação, e as usuárias acabou levando para outro caminho. A conta de McGowan não foi suspensa por ter desabafado e pedindo justiça, e sim por publicar um número de telefone.

Esse é o problema de usar um serviço e não ler os seus termos de contrato, o que a grande maioria faz em todas as redes sociais. Assim, mal-entendidos como esse poderiam ter sido evitados...

Fontes: The Verge, aqui e aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pessoal, comentem, críticas e elogios serão bem aceitos. E eu respondo, posso demorar mas respondo. Esse velho lobo do mar tarda mas não falha!!!!

Leia antes a minha Política de Comentários.

Se quiser deixar o link de uma postagem sua, utilize o código abaixo trocando o que está escrito em letra maiúscula:

<p><abbr><em><strong>SEU NOME</strong> - último post do blog... <a href="<strong>LINK-DA-POSTAGEM</strong>"><strong>TÍTULO DA POSTAGEM</strong></a></em></abbr><p>

Artigos recentes

Related Posts with Thumbnails
Google