terça-feira, 19 de dezembro de 2017

Google encerra o Projeto Tango, mas o que era isso mesmo?

Na semana passada, a Google anunciou que estava fechando o Projeto Tango, uma ambiciosa iniciativa para oferecer suporte de Realidade Aumentada (RA) para smartphones. E eu que sou viciado em Google nem sabia que isso existia...

fonte: The Next Web, crédito: Google

Esse projeto era direcionado aos dispositivos que possuiam um hardware específico, ou seja, com câmeras de detecção de profundidade e movimento. Mas no mercado, existem apenas dois dispositivos, o Phab 2 Pro da Lenovo e o ZenFone AR da Asus, que foram construídos de acordo com os padrões exigidos pela Google para dar suporte ao Tango.

Mas no início deste ano, a Google tinha lançado uma outra tecnologia, o ARCore, que permite experiências de realidade aumentada em dispositivos sem a necessidade dos componentes especializados. Logo, não havia mais sentido em manter o Tango.

"Estamos encerrando o suporte ao Tango em 1º de março de 2018. Obrigado a nossa incrível comunidade de desenvolvedores que fez esse progresso com o Tango nos últimos três anos. Estamos ansiosos para continuar a viagem com vocês no ARCore."

A tecnologia ARCore alcançará mais pessoas, mas será preciso que a empresa e os fabricantes de smartphones Android se preocupem com as câmeras dedicadas de profundidade e sensação de movimento novamente.

A Google já provou com as  suas inúmeras demonstrações da tecnologia ARCore, que o usuário não vai precisar de um Pixel  para se desfrutar de uma experiência de RA de qualidade com rastreamento e posicionamento bastante precisos de elementos virtuais. Veja abaixo uma demonstração recente que permite adicionar adesivos em tempo real de Star Wars aos seus vídeos nos aparelhos Pixel:


Entretanto, sem essas câmeras especiais, pode ser difícil executar corretamente aplicativos mais especializados, como um mapa que supera as direções na rua enquanto você anda ou dirige. Tais funções exigiriam tecnologia sofisticada para identificar a localização de um telefone melhor do que o que pode fazer atualmente com o GPS, observou o The Information em julho.

Parece que em 2018 muito mais será feito com os processadores adicionais para lidar exclusivamente com a computação em IA. A Apple e a Huawei já estão promovendo essas coisas como o fator diferenciador de seus mais recentes aparelhos de ponta, já que eles são projetados para permitir uma melhor fotografia, reconhecimento facial e tradução de idiomas. Resta saber se a RA irá se encaixar nesse panorama.

Ainda assim, a morte do Tango poderia sinalizar um impulso maior da Google para tornar a RA mais acessível nos próximos meses e anos, pois já lançou uma biblioteca de objetos 3D que as pessoas podem usar em seus projetos de RV/RA e incentiva os usuários a compartilharem os seus próprios.

Espera-se que, em breve, nós possamos desfrutar do conteúdo de RA sem ter que pagar por um smatphone de topo de linha em breve.

fonte: The Next Web

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pessoal, comentem, críticas e elogios serão bem aceitos. E eu respondo, posso demorar mas respondo. Esse velho lobo do mar tarda mas não falha!!!!

Leia antes a minha Política de Comentários.

Se quiser deixar o link de uma postagem sua, utilize o código abaixo trocando o que está escrito em letra maiúscula:

<p><abbr><em><strong>SEU NOME</strong> - último post do blog... <a href="<strong>LINK-DA-POSTAGEM</strong>"><strong>TÍTULO DA POSTAGEM</strong></a></em></abbr><p>

Artigos recentes

Related Posts with Thumbnails
Google