terça-feira, 29 de junho de 2010

Up yours, meaningless people!


Como é difícil viver com as pessoas, tanto no mundo real quanto no virtual. Nós nunca conseguimos contentar os outros, pois eles sempre querem que você seja isso ou aquilo, que faça a coisa certa, de acordo com a visão reduzida deles, ou reclamam do jeito que você fala, escreve , anda, o diabo a quatro.

Na verdade o ser humano em si é muito complicado, eu mesmo sou um cara complicado, mas nunca imponho aquilo que creio ser verdade, mas sempre me reservo o direito da crítica, respeitando determinadas posições.

Tem coisas que odeio e falo abertamente sobre isso. Se eu falo ou escrevo sobre algo, entendam, é simplesmente a minha opinião, é o que penso e acredito. Eu não “acho” nada, como muita gente “acha” por aí.

Fonte: Marmic

Se eu erro, é um problema simplesmente meu, mas se eu acerto, então palmas para mim. É tão simples isso. Ninguém nesse mundo irá me dizer o que eu devo fazer, falar ou escrever. Aceito críticas e sugestões, se estiver ao meu alcance, eu vou fundo, mas nunca me imponham algo, aí eu não faço mesmo.

Muitos me odeiam porque eu muitas vezes não sigo determinadas coisas absurdas que eles querem que eu faça. Na minha profissão isso acontece demais. Eu ouço determinadas vacas sagradas da educação dizendo ou escrevendo isso ou aquilo, e eu simplesmente fico na minha, faço aquilo que eu acredito ser o correto e levaram certo tempo para descobrirem minhas posições e muito a contra gosto tem que me aturar ou tolerar.

Convivo normalmente com os meus equívocos e eu até gosto deles. Lembram-me o sinal amarelo de um semáforo na qual eu devo sempre prestar atenção e ficar alerta. Mas como sou muito cabeçudo, às vezes nem dou bola para eles.

Mas sabem qual é o problema tanto do mundo real quanto do virtual? Sim, somos nós mesmos. Os dois mundos são excelentes, criativos e emocionantes, mas nós, seres humanos, teimamos sempre em complicá-los, dificultá-los e destruí-los.

É por isso que eu não me encaixo em relacionamentos de qualquer espécie e sempre falo que casamento são prisões. Na verdade, eu não suporto seres humanos! Photobucket

Erros e acertos são coisas para o que a vida é feita e fazem parte daquilo que chamamos de viver. Meu conselho (se é que conselho fosse algo bom...) é viva intensamente, faça aquilo que você gosta e seja sempre autêntico, e foda-se quem não gostar. Use e abuse da sua liberdade de expressão.

2 comentários:

  1. Mais fácil apontar os erros dos outros do que consertar os próprios. Muita gente olha no espelho mas não se enxerga! Como dizia o doido varrido do Sartre "O inferno são os outros"! Beijus,

    ResponderExcluir
  2. Bem, pela parte que me toca (autenticidade) que vc citou hoje, fico feliz. Ok! Não aceitarei o casamento, já disse kkkkk De toda forma é o que eu disse: falar mal é tão fácil, elogiar que é bom... Mas como eu já te disse também:sim, eu mando gente à merda. Ando pensando que o Twitter tá virando papo de msn coletivo. Vc fala algo, alguém se mete, te chateia, vc retruca, chateia alguém e eu na verdade nem no meu msn ando entrando (e olha que lá só tem umas nove pessoas, só os amigo mesmo!). Sabe o que eu queria? Uma ferramenta on line onde eu pudesse divagar sem ninguém por perto.Sou estranha? Certas atitudes me fazem pensar: bosta, por que entrei nessa merda hoje? Pra que mandar post pra cá, se poucos são os que me visitam mesmo daqui? Daí me lembro que é porque estive afastada e estou novamente reatando com as amizades. E fazer amizade é isso às vezes, ouvir o que não quer. Ver atitudes que te chateiam. Lembrar à pessoa que te chateou, já que ela não se tocou disso. Ando enjoada de tudo, Cidão. Preciso mesmo de colo, viu? Sinto-me cansada. Enjoei do ser humano, eu acho. Enjoei de ver tanta mentira junta. tanta gente apontando o dedo pros outros sem ver o seu.Esquecem-se que quando apontamos o dedo pro outro, temos três voltados para nós e um, impassível, só vendo a coisa pegar fogo. Um abraço, meu amigo brincalhão.

    ResponderExcluir

Pessoal, comentem, críticas e elogios serão bem aceitos. E eu respondo, posso demorar mas respondo. Esse velho lobo do mar tarda mas não falha!!!!

Leia antes a minha Política de Comentários.

Se quiser deixar o link de uma postagem sua, utilize o código abaixo trocando o que está escrito em letra maiúscula:

<p><abbr><em><strong>SEU NOME</strong> - último post do blog... <a href="<strong>LINK-DA-POSTAGEM</strong>"><strong>TÍTULO DA POSTAGEM</strong></a></em></abbr><p>

Artigos recentes

Linkem me:

Related Posts with Thumbnails
Google