quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

A Internet está devorando a TV a cabo...

Há tempos estou sem TV a cabo, principalmente por causa do local onde moro e de certos aproveitadores. Mas após todo esse tempo acabei tendo a certeza de que foi uma coisa legal que fiz. Porquê? Vejamos...

Eu pagava mais de R$170,00 pela seleção Silver da Net, porque eu queria ter a VH1, além das séries, das quais sou viciado. Só que praticamente eu aproveitava a programação cerca de 6 meses, porque nos outros chovia reprises e mais reprises. Ou seja, praticamente eu pagava aquela enormidade de dinheiro só para assistir a VH1 no segundo semestre.

Mas a Internet mudou tudo, eu não precisava mais ter a VH1 para assistir clips antigos se existe o YouTube e seus derivados. Séries então, sem querer fazer apologia, eram disponibilizadas 1 ou 2 dias após delas terem ido ao ar nos EUA, enquanto que aqui demora 6 meses ou mais para chegar as novidades (Ugly Betty já estava na 3ª temporada quando aqui passava a 1ª!). E os filmes então? Odiava os Telecines e HBOs da vida reprisando-os intensamente...

Ou seja, valia a pena pagar 170 reais todo mês, se eu podia, de graça, ter tudo que eu queria (de novo, sem apologias aos downloads!)? Com esse pensamento, hoje eu digo que não me arrependo de ter ficado sem a TV a cabo.

Ontem, uma colega de trabalho me contou que desistiu da Net porque estava pagando quase 300 reais, e a concorrente, TVA, com o mesmo pacote, ficava a metade. Não teve dúvidas, trocou na hora. Os custos da tv por assinatura são exorbitantes, e essas promoções são enganosas, duram por 3 ou 6 meses no máximo.

Os tempos são novos. As empresas ou mídias de entretenimento precisam urgentemente mudar/rever seus conceitos, porque a internet aconteceu e o mundo hoje está totalmente interligado. Veja o exemplo da série Heroes, fracasso de audiência na TV e sucesso na Internet, por ínumeros downloads ilegais. O público está criando uma nova maneira de assistir seus programas, é o prenúncio do fim da televisão da forma que conhecemos hoje.

As gravadoras estão se ajustando, o futuro é o streaming, a computação nas nuvens ou até mesmo, a volta de mídias ultrapassadas como os discos de vinil.
No caso das emissoras de TVs, por exemplo, elas precisam urgentemente estar em sincronia com as novidades. Levar mais de 6 meses para colocar um programa no ar é complicado, há a necessidade de reformular o jeito como as coisas são transmitidas. E você me pergunta como?

Helloooo!
Se pessoas que não ganham nada com isso, baixam o streaming, fazem as legendas e colocam online em vários formatos no máximo em 2 dias, será que as emissoras não poderiam fazer isso? Não em 2 dias(porque na maioria das vezes, quem traduz e legenda comente erros crassos, por causa da pressa), mas no máximo em uma semana? Se não dispõem de profissionais, pega esse pessoal que faz isso por prazer e contrate-os!

Em tempo, downloads de determinadas mídias são crimes previstos em lei. Quem disponibiliza e baixa estão cometendo crimes, principalmente da violação de direitos autorais. E se me perguntarem, sim, eu sou um criminoso! Mas nesse caso, é para o bem do meu bolso(novamente,não estou fazendo apologias à pirataria, ela existe porque há falhas no sistema. Que o sistema mude urgentemente!).

8 comentários:

  1. Oi Gatooooo!!

    Happy New year!! :D

    Olha, aqui as séries chegam rápido. O ER acabou, nos EUA, no ano passado (em Agosto), e aqui acaba esta semana.
    Há tanta série, mas tanta série que os canais de televisão têm mais que tempo que colocar no ar todas durante o ano todo, as reprises dão-se no verão (quando a maioria está fora) ou então de madrugada.

    Quanto ao preço do serviço Cabo+Net+telefone: aqui está cada vez mais barato (a concorrência faz isso).

    Amo a TV, não me estou a ver a trocá-la pela net...no way!

    Beijos e já estava com saudades!

    ResponderExcluir
  2. Max: Aqui no Brasil o serviço tem preços astronômicos. E há muito desrespeito ao consumidor.
    Eu também não trocaria a tv pela internet, se as coisas fossem com como você disse em seu país. Infelizmente isso aqui é o Brasil...

    ResponderExcluir
  3. Oi Cidão,

    Sabes, estou a reconhecer o Modus Operandi "desrespeito ao consumidor": era o que acontecia aqui quando só havia uma companhia que oferecia serviços de TV Cabo (a factura vinha sempre sobrevalorizada; quando telefonávamos para companhia nunca ninguém podia ajudar nem sabia de coisa alguma; durante o processo de queixa cortavam o serviço...uma vergonha!).

    Quantas companhias há aí?

    ResponderExcluir
  4. Max: Net e TVA, por cabo e mocroondas e DirectTV unida com a Sky(monopólio) por via satélite. O preço delas é muito caro, por isso muitas vezes impera a clandestinidade(muitos fazem "gato", expressão nossa que significa roubar o sinal).

    ResponderExcluir
  5. Cidão,

    Estás a dizer-me que empresas tidas como legítimas fazem gato, aí no Brasil?
    Credo!!!!

    ResponderExcluir
  6. Max: Não as empresas, mas as terceirizadas. Tem muito cara que vem te oferecer TV a cabo grátis para toda a vida.
    Tem também o cidadão comum que puxa um cabo do poste para a sua casa. A impunidade aqui impera.

    ResponderExcluir
  7. É algo muito sinistro mesmo.. Eu pago tv a cabo, mais já percebi que as vezes não compensa, por outro lado compensa pq tem alguns programas que eu adoro que não tem na net... enfim é algo que as empresas de tv tem que mudar

    ResponderExcluir
  8. Douglas: A internet está mudando a forma de assistir a televisão, assim como a de ouvir música. As empresas terão que se adaptar à essa nova realidade.

    ResponderExcluir

Pessoal, comentem, críticas e elogios serão bem aceitos. E eu respondo, posso demorar mas respondo. Esse velho lobo do mar tarda mas não falha!!!!

Leia antes a minha Política de Comentários.

Se quiser deixar o link de uma postagem sua, utilize o código abaixo trocando o que está escrito em letra maiúscula:

<p><abbr><em><strong>SEU NOME</strong> - último post do blog... <a href="<strong>LINK-DA-POSTAGEM</strong>"><strong>TÍTULO DA POSTAGEM</strong></a></em></abbr><p>

Artigos recentes

Linkem me:

Related Posts with Thumbnails
Google