sexta-feira, 16 de março de 2018

Piadas de gordos 4ª parte

Chamar alguém de gordo é praticar bullying? E chamar alguém de magro? Ou seja, dois pesos e duas medidas. Esse politicamente correto está destruindo o humor. Gordo legal é aquele que faz gordices! Curtam maIs piadas de gordos!

Uma mulher vai em uma consulta e diz para o médico:
- Doutor, eu estou me sentindo feia e gorda... O que eu tenho?
O médico observa a mulher e responde:
- Razão!

Dois amigos conversando e o primeiro conta:
- Eu frequento a academia tem mais de um ano!
O outro assustado pergunta:
- E por que você continua tão gordo?
- Ora, porque eu não faço os exercícios, só frequento mesmo.

O garoto apanhou da vizinha, e a mãe furiosa foi tomar satisfação:
- Por que a senhora bateu no meu filho?
- Ele foi mal-educado, e me chamou de gorda.
- E a senhora acha que vai emagrecer batendo nele?
O garoto apanhou da vizinha, e a mãe furiosa foi tomar satisfação:- Por que a senhora bateu no meu filho?- Ele foi mal-educado, e me chamou de gorda.- E a senhora acha que vai emagrecer batendo nele?

A mulher vai ao sex shop e compra uma roupa de Tiazinha para fazer uma surpresa sexual ao seu marido. À noite, o maridão chega do trabalho, cansado, toma um banho, janta e finalmente se deita para descansar. Quando eis que surge do banheiro sua mulher, vestida com aquelas roupas de couro, rebolando, se insinuando, passando a língua vagarosa e sensualmente em volta dos lábios! O marido, não aguentando, diz:
- Nossa, meu amor, só de olhar pra você assim eu não tô aguentando... Eu já tô com vontade de gozar!
- Calma, meu bem, ainda é muito cedo!
- Mas eu não tô aguentando... Deixa eu gozar logo, vai?
- Aguenta um pouquinho, né, amor! — diz a mulher, agora começando a tirar o espartilho.
- Não vou aguentar... Deixa eu gozar, vai?
- Vai! — responde a mulher, brava — Goza então! — Gorda! Gorda! Gorda!

Antes de ir adiante neste manual, avalie a si mesmo. Veja onde se encaixaa partir das categorias descritas abaixo.
Corpo Papel: Corpo subnutrido, sem curvas. As bochechas são meros buracos na face e de lado você lembra um fio de barbante. Usa roupas volumosas de modo a esconder a faltade um corpo menos estreito e menos reto.
Perfeito: Você tem um corpo perfeitoaos ideais de nossa sociedade. Todos o consideram uma obra de arte e esrepleto de curvas devido a massa muscular (e não as banhas). Sevocê se classifica como Corpo Papel ou Perfeito, você estalendo o manual errado.
Levemente Gordo: Você cultivaalgumas células lipidinosas que podem ser facilmente escondidas com uma camisa bastante folgada e com uma bermuda. Você sente um pouco de incomodo quando em roupas de praia.
Corpo Montanhoso: Você tem umobservável morro sobre o abdome, uma grande conglomeração no peito e pernas bastante grossas. Com a ajuda de uma camisa extra-G vocêconsegue amenizar a aparência mas mesmo assim se recusa a aparecerem roupa de banho.
Corpo Gravitacional: Suas banhas nãose deslocam mais para a frente, mas sim para baixo. Você esta numa situação onde seu estômago bloqueia a visãodos pés.
Quando com o mínimo de roupa, esta se torna coberta por gordura, e nota-se uma certa similaridade entre sua perna e a de umhipopótamo.
Super Gordo: Seu perfil lembra fortementeuma bola e sua cabeça se torna tão redonda quanto o restodo seu corpo. Você tem dificuldade de passar entre portas. Alem dese sentir incompleto por não poder enxergar abaixo da linha do peito,você quebra as cadeiras com o mais gentil toque.
Ao se avaliar nas seis categorias acima tente ser bastante sincero e nãotente se enganar. Se preferir peça a ajuda de alguém.

À medida em que as cidades vão se tornando metrópoles, os crimes vão se tornando mais frequentes, e a justiça vai tendo maior dificuldade em punir os malfeitores. Crimes acontecem todos os dias, com uma rapidez muito maior do que a capacidade que a justiça tem de resolvê-los, e de punir os criminosos. E assim é o dia a dia daqueles que têm a responsabilidade de cuidar do cumprimento das leis.
E tendo acontecido um crime de homicídio, em uma determinada cidade, o delegado Ahirton Celsio foi destacado para instaurar, e acompanhar o devido inquérito policial. E apesar de muito trabalho já efetuado, na primeira semana do inquérito o delegado ainda não tinha chegado a nenhuma pista do assassino. Passados mais alguns dias, assim como de repente, apareceu uma testemunha que tinha presenciado o crime, e que, devidamente protegido pela justiça, comprometeu-se a cooperar nas investigações. E o delegado ouviu essa testemunha, que o levou até o suspeito do crime.
O delegado levou a testemunha à residência do suspeito, para reconhecimento, e aí ele se deparou com mais uma dificuldade: O suspeito apresentado pela testemunha tinha um irmão gêmeo, exatamente igual a ele. E como a testemunha não conseguiu apontar qual dois gêmeos era o autor do crime, o delegado não teve outra saída, e prendeu os dois irmãos, que ficaram em celas separadas.
Após um mês da prisão dos gêmeos o inquérito ainda não apontava o autor do crime, e o delegado resolveu fazer uma acareação com os dois irmãos. Durante o trabalho de acareação o delegado percebeu que um dos irmãos gêmeos tinha engordado visivelmente, e que o outro gêmeo continuava com o mesmo físico de quando ele tinha sido preso.
O delegado Ahirton mandou que pesassem os dois gêmeos, e foi constatado o que ele já tinha percebido: Um dos gêmeos tinha engordado quase vinte quilos, enquanto que o outro gêmeo não tinha engordado nem um quilo. O delegado analisou detalhadamente todas essas últimas informações, e resolveu soltar o irmão gêmeo gordo, e indiciar o irmão gêmeo magro, como autor do homicídio.
Os auxiliares do delegado Ahirton, preocupados com a apresentação de uma justificativa de indiciamento nos autos do processo, solicitaram que ele lhes apresentasse os motivos periciais e jurídicos para que o gêmeo gordo fosse liberado, e para que o gêmeo magro fosse indiciado. E o delegado lhes disse:
- Elementar, companheiros! Eu observei que um dos gêmeos tinha engordado. A partir daí eu concluí que o gêmeo que não engordou é o que matou, pois todos nós sabemos muito bem que "O que não mata, engorda"!

fonte: Dietas Milagrosas
fonta: etecapiao



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pessoal, comentem, críticas e elogios serão bem aceitos. E eu respondo, posso demorar mas respondo. Esse velho lobo do mar tarda mas não falha!!!!

Leia antes a minha Política de Comentários.

Se quiser deixar o link de uma postagem sua, utilize o código abaixo trocando o que está escrito em letra maiúscula:

<p><abbr><em><strong>SEU NOME</strong> - último post do blog... <a href="<strong>LINK-DA-POSTAGEM</strong>"><strong>TÍTULO DA POSTAGEM</strong></a></em></abbr><p>

Artigos recentes

Related Posts with Thumbnails
Google