sexta-feira, 10 de julho de 2009

Piadas de português 2ª parte

Um colega português, Ricardo, colecionador e amante de quadrinhos Marvel e DC, mesmo nos seus quase 50 anos, ainda não acredita no que acontece no Brasil, especialmente com os nossos políticos. Como é que certas figuras políticas ainda conseguem se eleger mesmo com toda a corrupção que que acompanham suas carreiras políticas, e ainda diz: "depois dizem que os portugueses é que são burros..." As piadas temáticas de hoje são em homenagem, de novo, aos nossos queridos irmãos portugueses!!!

O Manuel entra para a Aeronáutica, na divisão de pára-quedismo. Recebe a primeira aula pratica:
- Estamos a dois mil metros de altura. Seu equipamento foi todo checado. O senhor saltará por aquela porta. Ao puxar a primeira cordinha, o páraquedas se abrirá. Se isso não acontecer, o que é pouco provável, puxe a segunda cordinha. Se ainda assim o paraquedas não se abrir, o que é improbabilíssimo, puxe a terceira cordinha e ele se abrirá. Lá embaixo, haverá um jipe a sua espera, para levá-lo de volta ao quartel.
O Manuel salta. Puxa a primeira cordinha e o páraquedas não se abre, puxa a segunda, nada. Puxa a terceira e nem assim o equipamento funciona. Ele começa a ficar preocupado:
- Ai, Jesus! Agora só falta o jipe não estar lá embaixo!



O português estava assistindo ao Jornal Nacional quando, de repente, uma notícia o interessou. Falava de um cara que matou a sogra e a enterrou no chão da sala e só agora, 25 anos depois, é que descobriram. O gajo ficou pensando muito naquilo.
- Eu também poderia matar a megera da minha sogra e enterrá-la na sala. Até descobrirem, já estarei morto, colocado que tenho 50 anos... É, acho que vou fazer isso sim, oh raios!
E armou a arapuca. Chamou a sogra para um jantar. Na primeira oportunidade, BAM! Lenhada na cabeça da velha, que logo foi enterrada na sala. Meia hora depois, toca a campainha do portuga. Era a polícia, que avisou:
- O senhor está preso por assassinato em primeiro grau! E foi logo algemando-no.
- Mas, mas, mas...
- Nada de mas, vamos já para o camburão!
Na delegacia, o gajo, desconsolado, esbravejava:
- Eu vi na TV, um cara fez a mesma coisa e demorou 25 anos para ser descoberto! Como
vocês me descobriram tão rápido?
- O lance é que ele não morava no segundo andar...


Lá ia o Manoel pela rua e encontra o seu amigo brasileiro.
Este esta lendo um livro.
- Que livro estas a ler?
- E um livro de Lógica.
- E o que e lógica? Pergunta o Português.
- E o seguinte: responde o Brasileiro procurando um exemplo, O que você tem ai nesse saco?
- Comida para peixes. Responde o Português.
- Então, pela LÓGICA, deve ter um aquário!
- Estas certo! exclama o português.
- Se tem aquário deve ter peixes!
- Estas certo!
- Se tem peixe deve ter um filho, que fica olhando os peixes!
- Estas certo!
- Se tem um filho deve ter mulher, e teve relações sexuais com ela!
- Estas certo, opa!!!!!
- Então Mato é LÓGICA!!!!
E o português saiu todo contente e comprou um livro de lógica para estudar também
Andando outro dia encontrou com seu patrício, o "Joaquim", que lhe perguntou:
- Que livro estas a ler, Manuel?
- E um livro de LÓGICA! exclamou o português todo contente.
- E o que e lógica?
E o Manuel, todo professoral, disse:
- Vou te dar um exemplo, TENS AQUÁRIO?????
E o Joaquim respondeu
- Não.
- Então és viado!!!


Maria estava em seu leito de morte. Temendo bater as botas e não ir ao céu devido a um grande pecado, resolveu
confidenciar ao marido Manuel:
- Manuel, sabes que o nosso filho mais velho, não é teu, Manuel?
Manuel, muito tranqüilamente, responde:
- Oh! Maria, não tem problema!
Maria, muito intrigada com toda a posição de Manuel, diz:
- Mas, como, Manuel?! Eu estou a lhe dizer que nosso filho não é teu, ó homem!?
E Manuel responde:
- E eu entendi, ó Maria.
- Ai, Jesus! Por que raios tu não estás azoado e ficas assim, com esta cara?!
E Manuel:
- Ora pois... sabes o nosso filho mais novo? Ele também não é teu!
Maria rebate:
- Como não é meu, ó homem de Deus? Se eu mesma carreguei o gajo na minha barriga por nove meses?
- Maria, lembra-te quando tu estavas ainda na maternidade e me pediste para trocar o menino por que ele estava todo cagado? Pois eu troquei... por um limpinho que estavas ao lado.


Um dia no jardim zoológico, observaram que a gorila deixara de se alimentar; estava ficando fraca, doente, até que chamaram um veterinário.
- O problema dela é depressão, disse o doutor; Ela precisa ter relações sexuais.
- Mas, doutor, nós não temos um gorila macho, e trazer um de outro zoológico para cá, na situação que estamos é praticamente impossível!
Nisso, um funcionário que acompanhava a conversa falou:
- Eu acho que tenho a solução! Tenho um vizinho português, muito peludo. Quem sabe a gente convence ele a transar com a gorila....
E assim, entraram em contato com o gajo. Este, de início, recusou:
- De jeito nenhum, o pá! Isso é pecado! A Maria me abandona se souber...
- Mas, e por R$500,00?
- Vou pensaire....
Dois dias depois o português foi ao zoológico:
- Está baim. Eu concordo, mas com três condições: a primeira é que não pode haveire beijo.
- Sem dúvida, a gorila não beija, pode ficar sossegado.
- A segunda é que não pode haveire foto! Se a Maria descobre....
- Tudo bem! Sem fotos! E qual a terceira?
- Os R$500,00!
- O que é que tem?
- Eu posso pagaire em duas vezes???


Joaquim fazia uma caminhada com seu amigo João, quando encontraram uma lâmpada mágica. Os dois resolvem esfregá-la,
e aparece um gênio, que diz:
_ Como vocês dois esfregaram a lâmpada ao mesmo tempo, cada um tem direito a três desejos. E para que vocês não
tenham pressa, vou deixar três ovos com cada um. Quando vocês quiserem um pedido, basta jogar um dos ovos no chão
e pedir.
João pensou um pouco e jogando um ovo no chão pediu:
_ Eu quero 200 milhões de dólares.
O gênio atendeu prontamente.
Jogando outro ovo no chão, João pediu:
_ Eu quero as mulheres mais lindas do mundo, e foi atendido rapidamente.
Jogando o último ovo no chão pediu:
_ Quero saúde até os 120 anos!
E o pedido também foi atendido pelo gênio.
Pouco tempo depois João encontra seu amigo Joaquim cabisbaixo, e pergunta:
_ Joaquim você devia estar feliz, eu fiz os meus pedidos, estou rico, cheio de mulheres bonitas e tenho muita saúde, porque
está tão triste?
_ Sabe o qui é? Sem quereir deixei caire um dos ovos no chão e gritei: "Caralhu, estou fodido!". Então, apareceram mais de
mil caralhus para me foder. Foi então qui joguei outro ovo pedindo: "que sumam todos os caralhus!"
Aí o Joaquim começa a chorar. E o amigo o consola:
_ Não chora Joaquim! Afinal você tem outro ovo para usar!
_ Que nada, o último usei para recuperar o meu caralhu, pá!


Dois portugas resolvem assaltar um banco. Chegando lá, deparam com um cofre que, depois de muito, muito esforço,
conseguem arrombar. Quando abrem a porta, eles se espantam:
_ Ué! Cadê o dinheiro, Manuel?
_ Não há dinheiro algum aqui. Estou a ver apenas iogurte!
_ Baim, Joaquim... Não viemos aqui para levar prejuízo. Se é iogurte que tem aqui, vamos comeire até fartar e depois
nos mandamos daqui, pá!
E os dois lusitanos comeram, comeram, comeram até ficarem completamente saciados. Depois disto resolveram cair
fora. Ao saírem, deparam com uma tabuleta: "Banco de Esperma"



Fonte da imagem: O Maravilhoso Mundo de Adão Iturrusgarai




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pessoal, comentem, críticas e elogios serão bem aceitos. E eu respondo, posso demorar mas respondo. Esse velho lobo do mar tarda mas não falha!!!!

Leia antes a minha Política de Comentários.

Se quiser deixar o link de uma postagem sua, utilize o código abaixo trocando o que está escrito em letra maiúscula:

<p><abbr><em><strong>SEU NOME</strong> - último post do blog... <a href="<strong>LINK-DA-POSTAGEM</strong>"><strong>TÍTULO DA POSTAGEM</strong></a></em></abbr><p>

Artigos recentes

Related Posts with Thumbnails
Google